A Força Aeronaval foi criada pelo Aviso Ministerial nº 1.003, de junho de 1961, com o intento de organizar os meios aeronavais sob um comando operativo, vindo a funcionar inicialmente à bordo do Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais.

Em 1971, sua sede foi transferida para a cidade de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro, onde está até os dias atuais.

No decorrer desses cinqüenta e um anos, foram sendo criadas e ativadas diversas Organizações Militares (OM) subordinadas ao Comando da Força Aeronaval, que conta hoje com cinco esquadrões de helicópteros, um esquadrão de aviões e quatro OM de apoio, sendo uma Base, um Centro de Instrução, um Centro de Intendência e uma Policlínica.

Encontram-se em plena consecução as metas previstas na Estratégia Nacional de Defesa e no Plano de Articulação e Equipamento da Marinha do Brasil, no que diz respeito aos meios aeronavais, consistindo na modernização e adequação das células de aviões C-1A Trader, as aquisições de aeronaves UH-15/UH-15A Super Cougar e MH-16 Seahawk e as modernizações das aeronaves AF-1/1A Skyhawk e AH-11A Super Lynx.

Não obstante os inúmeros desafios enfrentados por todos os seus tripulantes, ao longo de sua existência, a Força Aeronaval conseguiu sobrepujar os obstáculos e manter com eficiência os propósitos previstos em sua missão “proporcionar o apoio aéreo adequado aos Comandos Operativos no desempenho de suas tarefas, a fim de contribuir para a realização de operações navais e operações terrestres de caráter naval”.

Seu atual comandante é o CA Victor Cardoso Gomes.

“NO AR OS HOMENS DO MAR”

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.