Defesa tenta libertar o militar de 77 anos.

Othon Luiz Pinheiro da Silva ainda é vice-almirante, um militar somente perde o posto, patente e remuneração correspondente, se for condenado em definitivo, em processo transitado, a mais de dois anos de prisão.

Recebemos alguns questionamentos sobre o Almirante OTHON, condenado em primeira instância por participação em esquemas de corrupção revelados pela operação LAVA-JATO. Alguns se referiram ao militar como Ex-ALMIRANTE.

Oficiais generais são recebidos nas organizações militares com cerimoniais bem definidos, com toque de apito e /ou cornetas. Quando na ativa grande parte deles possuem uma espécie de “séquito” que os acompanha e resolve todos os seus problemas, até os mais simples. Tudo isso com o objetivo de deixá-los disponíveis para decidir sobre a resolução de problemas quase sempre bastante complexos relacionados à defesa nacional e operação dos gigantescos continentes sob suas ordens.

No hospital Marcílio Dias, por exemplo, instituição de saúde da MARINHA, como é de praxe, oficiais generais tem alguns privilégios. Os almirantes possuem uma entrada exclusiva, que facilita seu acesso e os mantém afastados dos demais militares e familiares.

Jornais informaram que Othon tentou o suicídio. É compreensível. Para quem sempre foi o centro das atenções, teve regalias e cerimoniais diferenciados, obviamente é muito difícil se adaptar a perda abissal e irreversível de status, causada por uma condenação tão bem embasada juridicamente, praticamente impossível de ser revertida.

Ninguém duvida de que a condenação de OTON LUIZ tem grande probabilidade de ser mantida na segunda instância e de que após algum tempo deixará de ser MILITAR. A perda de todas as condecorações militares também está prevista no regulamento militar.

“Código Penal Militar – Art. 99. A perda de posto e patente resulta da condenação a pena privativa de liberdade por tempo superior a dois anos, e importa a perda das condecorações.”

O ainda militar foi condenado a nada menos que 43 anos de prisão. Entre os crimes estão: corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa durante a realização das obras da usina de ANGRA.

O Almirante está preso no Rio de Janeiro na Base de FUZILEIROS NAVAIS do Rio MERITI, em Duque de Caxias, nas proximidades da Linha Vermelha e da BR 040, que liga o Rio a Petrópolis.

A Revista Sociedade Militar obteve acesso a transcrição da audiência. No pleito de habeas-corpus com intenção de lhe garantir a liberdade, a defesa de OTHON LUIZ alegou que graças ao réu o país estaria a “um passo” de possuir uma bomba nuclear.

Nas Forças Armadas ninguém confirma que o BRASIL estaria realmente prestes a desenvolver sua própria arma nuclear. Assim como ninguém gosta de comentar sobre o gigantesco buraco construído na Base do Cachimbo, apropriado para testes nucleares. O buraco tem mais de 300 metros de profundidade. O envolvimento de Othon Luiz com o suposto projeto de confeccionar uma arma nuclear para o país – se é que existiu – provavelmente nunca será conhecido.

othon luiz preso

A “intelligentsia” de esquerda tenta construir certo lobby em favor do militar preso. Como se feitos do passado gerassem alguma espécie de inimputabilidade. Alegam que sem ele o Brasil não “seria nada” no que diz respeito à energia nuclear. Se Othon realmente cometeu crimes deve ser punido como qualquer brasileiro.

No pedido de liberdade um dos advogados chegou a acusar o JUIZ que condenou o almirante de tentar ser igual a SERGIO MORO.

juiz igual a moro

Advogados ligados a Anistia Internacional tentaram visitar o almirante preso, mas foram impedidos pelos militares a pedido do próprio Othon Luiz. Ainda no portão da Base Mmilitar receberam a informação de que não poderiam entrar.

FONTE: Revista Sociedade Militar

image_pdfimage_print

 

64 Comments

 

  1. 19/08/2017  10:22 by Paulo Gaeta Responder

    Sou primo do vice almirante Othon e endosso integramente a decisão do magistrado Marcelo Bretas.

  2. 06/04/2017  13:29 by Marcio Palma Responder

    A VAZA JATO tem a missão de desarmar, desestruturar e quebrar o Brasil, deixando-nos de 4 para os EUA.
    Os "autos" divulgados pela mídia são corrompidos e mentirosos. Crime comete quem paralisa o PNB, o ProSub, a nossa indústria naval e petrolífera, desmonta as nossas grandes empreiteiras (Quem cometeu crime que pague, mas obras e empresas devem ser mantidos/as) e prende o maior expoente de patriotismo nacional.
    Em outro país, como o próprio EUA, já estariam à beira do cadafalso quem o prendeu e está destruindo o país com a balela seletiva do "combate à corrupção".

  3. 01/04/2017  0:32 by Flanker Responder

    Fabrício Tavares, muito polido, elegante e bem escrito seu texto. Mas você deixa transfigurar sua aversão à ordem estabelecida. Dilma foi cassada após um longo e demorado processo onde ela teve todo direito a se defender. Quando você fala que "tomaram o poder", esquece-se que a "linha sucessória" foi respeitada. Esquece-se também que Temer foi vice de Dilma em duas eleições e, legalmente, quando se vota para cargos do poder executivo, vota-se na chapa e não na pessoa do candidato a presidente, ou seja, vota-se nos dois juntos. Tanto é, que está sendo julgado no TSE o processo da candidatura da chapa Dilma/Temer. Por mim, Temer teria o mesmo destino de Dilma, pois é farinha do mesmo saco. Mas dizer que foi golpe, um processo que respeitou toda a ordem constitucional é tentar manipular os fatos e a opinião pública. Por último, quando você fala em "criminalização da política", esquece-se que os criminosos são os próprios políticos. Centenas de integrantes do Congresso Nacional são acusados, entre outras coisas, de corrupção ativa e passiva e de usar caixa dois em campanhas eleitorais, o que é crime. E nem vou entrar no mérito dos estragos causados por Lula, em seus dois mandatos, na economia do país! Gastou irresponsavelmente tudo o que podia e o que não podia. E Moro é servidor de qual senhor? Do Grande Irmão do Norte? Por favor.....essa paranóia é a moda do momento entre os defensores de Lula, Dilma e cia. Brasileiro é tão acostumado com a inércia dos poderes e a falta de efetividade dos mesmos que, quando surge alguém que mexe com os poderosos, é visto como mal intencionado ou a serviço de interesses escusos.

  4. 30/03/2017  19:27 by Adriano Luchiari Responder

    Muito bem TIRELESS, assino embaixo. Seu comentário desmonta todas as teses e teorias conspiratórias acima. Só complementando, o pretenso projeto nacional-desenvolvimentista ao qual você referiu, saqueou o Estado não só para enriquecimento pessoal, mas também para financiamento de um projeto de perpetuação no poder. Isso só não ocorreu por causa da cassação do mandato da Sra. Dilma. Vários fanáticos acima, que comentaram nesse post bradarão: foi golpe! Que vão se juntar à turma deles em Curitiba!
    G Abraço.

  5. 30/03/2017  18:09 by Fabricio Tavares Responder

    HMS Tireless:

    Como havia indicado, minhas duas mensagens anteriores eram dirigidas aos compatriotas que compreendem que a defesa dos interesses nacionais é a única maneira de construir uma inserção soberana do Brasil no concerto das nações. Penso, sinceramente, que esse não é o seu caso, e sei que não sou o único. Lembro-me, há algum tempo, de ter lido um comentário em que a pessoa se dirigia a você dizendo mais ou menos assim: “por sinal, você escreve muito bem em nosso idioma”... Assim, a cada vez que você esperneia, sei que estou no caminho certo.

    Você sempre evoca a “ameaça bolivariana”, encarnação atual do insepulto macarthismo que só vive na mente da direita latino-americana. Ao mesmo tempo, aponta como teorias conspiratórias as argumentações que sustentam que o Brasil está sob ataque. Sei que a você não preciso convencer, pois seu papel aqui é outro, mas só um tolo não vê a sucessão de ações de desestabilização do país, como bem lembrou o comentarista Raphel Venancio Martinez (28/03, às 21h18min). O inimigo é externo e interno; isso está bem claro.

    Quanto às suas últimas considerações, faço algumas observações. Em primeiro lugar, o pedido do Deputado Wadih não foi de indulto, mas de graça, que é individual, enquanto aquele é coletivo. De todo modo, creio que tem mais significado político do que prático neste momento, porque é óbvio que as pessoas que tomaram o poder (pode falar “golpista”, moderação?) jamais teriam essa atitude, agora que já estão com o passarinho na gaiola (“Esses que aí estão/Atravancando o meu caminho/Eles passarão/Eu, passarinho” – Mário Quintana)...

    Além disso, advogado não usa toga (salvo de maneira ritual, em tribunais, mas não no sentido que você sugere). Se pensar bem, verá que atividade parlamentar tem muito mais a ver com o mister do advogado do que a própria magistratura. E, no entanto, o que vemos são juízes (bem como Procuradores da República e Delegados Federais) que não se constrangem em ter clara atuação política, inclusive escancaradamente partidária. Evito falar daquele rapaz de fala fina que judica em Curitiba. Ele anda prendendo blogueiros e não gosta muito de críticas. Como atualmente ele é uma das pessoas mais poderosas do país, a ponto de a própria corte suprema hesitar em cortar-lhe as asas por medo do desgaste político, prefiro esperar um pouco mais. Todos sabemos que a história nos mostrará quem ele é e a que senhor ele vem servindo.

    Alguns juízes, porque isso satisfaz a turba, estão misturando moralidade com direito, e o resultado disso é um processo de criminalização da política que não pode ser bom para nenhum de nós, brasileiros (agora já não é com você, incansável). Estamos todos no mesmo barco e não existe saída fora da política – nem mesmo em uma ditadura ela deixa de existir.

  6. 30/03/2017  10:14 by HMS_TIRELESS Responder

    Eu fico impressionado com determinados comentários que eu leio aqui.....(2)
    -
    Eu digo impressionado pelo fato de constatar que infelizmente nosso país jamais será uma nação desenvolvida visto que muitos aqui defendem que a despeito de sermos uma república e termos um regime democrático, deveríamos instituir categorias de cidadão diferentes das demais, dotadas de privilégios não extensíveis ao restante do povo. Apenas isso para justificar que alguém aqui venha justificar que o VA Othon estaria acima das leis em que pese a sentença, exarada em um processo judicial onde foram respeitadas as garantias do contraditório e da ampla defesa e onde ele pôde manejar os instrumentos processuais disponíveis ( tanto que conseguiu a redistribuição do processo da 13ª Vara Federal de Curitiba para a 7ª Vara Federal do RJ), ter demonstrado em sede de primeiro grau de jurisdição que ele cometeu os crimes de Corrupção Passiva, lavagem de dinheiro, embaraço às investigações, evasão de divisas e participação em organização criminosa. Aliás, na oportunidade o MPF conseguiu demonstrar e por conseguinte convencer o magistrado Marcelo Bretas que os aludidos "contratos de consultoria" na verdade foram fachada para o recebimento de vantagem ilícita, tanto que muito da suposta "informação sensível" foi obtida em uma reles busca na internet fazendo uso do Google.
    -
    Tão ou pior que defender uma oligarquia típica de regime bolivariano são as justificativas para tal, ancoradas em um nacionalismo primitivo, pueril e intelectualmente desonesto e também na fabricação de mitos para consumo próprio. Sabe a historia das "ultracentrífugas eletromagneticas super-hiper-thunder-blaster" criadas pelo VA Othon? Pois bem, um painel de especialistas internacionais há muito (em 2004) já a desfez ao demostrar que as mesmas não diferem muito das que hoje funcionam em países como Irã e Paquistão ou seja, estariam na verdade defasadas tecnologicamente em relação às existentes em países como Rússia e EUA. Esse fato por si só já é suficiente para desmontar a alegação de que estamos injustiçando um herói que "se ladrão fosse estaria bilionário vendendo segredos ao exterior". Aliás, acreditar nessa alegação é o mesmo que acreditar em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Duende e que "Las Malvinas son argentinas" (risos). A verdade é que longe de ser uma "trama internacional elaborada pelos americanos, ingleses, sionistas, Iluminatis, Bildebergers e marcianos para 'solapar a soberania nacional e destruir as grande empresas de engenharia, a cadeia de óleo e gás e afins'" estamos assistindo à derrocada de um projeto ilícito de poder que, sob a fachada de um pretenso projeto nacional-desenvolvimentista, saqueou o Estado em conluio com um cartel de empreiteiras.
    -
    Por fim cabem algumas considerações sobre o infame e infeliz discurso do Deputado Wadih Damous, Em que pese ser advogado e ter presidido a seccional fluminense da OAB, ao vestir a fantasia de deputado federal do partido que elaborou a engrenagem criminosa que ora vem sendo desmontada pela Lavajato ele aposentou a toga. E ao pedir pela aplicação do art. 84, XII da CF/88, que trata do indulto, ele na verdade admitiu a culpa do VA Othon visto que esse instituto constitucional não é apto a declarar a inocência de ninguém. E apenas acusou o juiz que proferiu a sentença de estar a serviço dos EUA por estar protegido pelo manto da imunidade parlamentar pois ele sabe que sem ela o magistrado poderia processá-lo (e iria inevitavelmente ganhar).

  7. 30/03/2017  10:06 by Jose Luiz Esposito Responder

    Hoje o Judiciário brasileiro para alguns desconhecedores passou a ser Herói nacional ,puro engano ,ele é o responsável pelo ponto que chegamos . A Republiqueta Corporativista do BRASIL foi criada em cima de CASTAS ,que tomaram a Nação como sua ,com Apoio do Judiciário ;já quem sustenta financeiramente esta situação são os Trabalhadores que vivem trabalhando para pagarem Impostos altíssimos e manterem este Estado de Coisas ,são os Párias da Nação ,um bom Exemplo disso ,o Judiciário demonstrou ontem ,a Dona Adriana ,pertencente as Castas foi colocada em casa ,enquanto mulheres Párias com Filhos amamentando continuam ,na Penitenciária . Judiciário brasileiro o Mantenedor das Castas e controlador dos Párias ,uma Vergonha Nacional !!

  8. 30/03/2017  9:09 by Eric Sales Responder

    Não tenho opinião formada por estes fatos pode ser puro e simples peculato ou pode sim haver algo de conspiratório. Porque não?
    Othon foi diretor de pesquisas de reatores do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares entre 1982 e 1984 (período em que o Brasil esteve a um passo da bomba atômica). Durante essa época foi ativamente vigiado pela CIA que manteve um agente, Ray H. Allar, morando no apartamento ao lado daquele do almirante em São Paulo.
    Não isentando a culpa do Almirante se houver, também não li os autos. Más se for punir de fato todo alto posto militar por levar uma "groja" para "incentivar" aquisições e contratos. É melhor refazer do zero as forças armadas do mundo. E inocente quem acha que o feroz lobby da industria militar não se utiliza de todos os meios lícitos ou não lícitos para vencer concorrências (Aqui nos EUA ou em qualquer lugar do mundo). Não estou fazendo apologia alguma a esta prática más é assim que as coisas são. Ou seu caso é um exemplo aos outros de que as coisas de fato mudaram e assim o será daqui para frente, e muitos Almirantes, Generais e Brigadeiros virão o mesmo destino ou o VA será uma espécie em extinção da atual era dos estremos.

  9. 30/03/2017  7:28 by Fabricio Tavares Responder

    Pô, moderação, editaram meu cometário justo na parte em que dou o link para o discurso? Isso não tem nada a ver com coloração partidária; se os colegas comentaristas não tiverem acesso ao vídeo, não vão entender do que estou falando. Reenvio o link e as instruções para achar o vídeo no Youtubem.

    Prezado leitor. O WordPress não permite links nos comentários.

  10. 30/03/2017  6:25 by Fabricio Tavares Responder

    Dou conhecimento aos colegas comentaristas do discurso realizado na Câmara dos Deputados nesta última quarta-feira, 29/03, pelo Deputado Federal Wadih Damous (PT/RJ):

    No discurso, o Deputado, que não é cientista, mas advogado, ex-Presidente da Ordem dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro, pede a comutação da pena do Almirante Othon. O Deputado traz esclarecimentos importantes em defesa do Almirante, esclarecendo a origem dos 3 milhões de dinheiros (e não 400 mil, como afirmei anteriormente), que são remuneração por consultoria por este prestada à empresa Andrade Gutierrez, e não percentual sobre obras (propina), até mesmo porque a empresa que o contratou terminou perdendo a disputa para a construção de Angra 3. São argumentos da defesa, mas observo que nenhum dos detratores do Almirante mencionou valores, agente “corruptor”, ou sequer qual seria o seu enquadramento penal. Wadih Damous ainda lembra que o Almirante, um homem de 78 anos, que serviu a vários governos, chegou a tentar o suicídio na prisão.

    O que mais me chamou atenção no discurso do Deputado foi o fato de que seus argumentos são muito próximos de várias coisas que foram discutidas aqui. Ou Wadih Damous anda lendo os nossos comentários, e nesse ponto me congratulo por ele por também ser um patriota, ou, então, o clamor a respeito do sacrifício do Almirante é por demais generalizado e todos os que defendemos a soberania nacional e a importância deste grande herói brasileiro já chegamos a um consenso.

  11. 29/03/2017  21:02 by Flanker Responder

    O nível de neurose e teoria da conspiração está altíssimo por essas bandas!!! Nunca vi tanto ranço, ideologia nacionalista barata, com forte viés populista/esquerdista. Se vocês acham que o Moro é mal-intencionado e entreguista, denunciem ele ao MP, CNJ, OAB, STF ou pra quem quiserem. Denunciem e apresentem as provas de que ele faz o que o acusam de fazer. E ao mesmo tempo provem que tudo que já foi descoberto na Lava-jato ē manipulado. Só um pequeno exemplo: o dinheiro que foi repatriado também é de mentira? Tudo foi orquestrado e construído, com a única finalidade de perseguir o anjo Lulla e a santa Dilma. Tudo que os empreiteiros falaram é invencionice. Temer, Jucá, Padilha e todos os outros também são tão inocentes e inofensivos quanto Lulla e cia. Kkkkkkkkkkkk.....vocês são cômicos!!! Mas mesmo com toda essa palhaçada, graças a Deus a lava-jato vai continuar!! Podem espernear, babar, rosnar.......e continuem acreditando em todas essas teorias conspiratórias.

  12. 29/03/2017  17:54 by LEONARDO Rodrigues Responder

    Há pouco tempo um blogueiro recebeu condução coercitiva por revelar vazamentos do juiz entreguista Sérgio Mouro. Com tantos vazamentos seletivos ninguém percebe o crime de lesa pátria?
    Quebraram empresas, destruiram a edonomia e agora a história da carne.
    Pasmo!

  13. 29/03/2017  17:22 by Flanker Responder

    Esposito, estudar te garanto que estudei, e muito! E ainda estudo. Mas e quanto a você? Pelo que diz parece que estudou também. Mas estudo não é sinônimo de cultura e, menos ainda, educação! Se você vem para um debate em um local criado para tal, deve saber ouvir os outros, sem querer que os que pensam de forma diferente de você calem a boca! Enquanto esse espaço existir e eu puder escrever aqui, vou falar minhas opiniões. Não são como a sua? Paciência. Argumente. Sua postura, mandando que os outros calassem a boca, é tîpica de pessoas radicais, que não sabem dialogar. E ainda rotula os outros, por não pensarem como você, de traidores da pátria e outros adjetivos menos nobres. Você acha que eu tenho que estudar? Pois bem, estudei, estudo e nunca vou parar de fazê-lo. Já você, peço que procure ter educação e moderação. Se não souber tê-las, paciência. Cada um tem suas limitações!

  14. 29/03/2017  15:39 by Flanker Responder

    Wellington, não se faça de desentendido! Eu falei que se o almirante foi condenado, é porque ele teve um julgamento, e sendo julgado, teve direito a defesa. Ou não foi julgado? Ele não teve um ou mais advogados? Eles não puderam provar sua inocência? Ele não poderá recorrer da pena? Ora, me poupem. Se ele foi julgado é porque haviam provas. Ou vão dizer que o Moro forjou tudo? Se ele for inocente, então os seus advogados que provem essa inocência!
    E antes que falem qualquer besteira, não trnho vínculo com partido ou político algum! Quero mais é que todos aqueles que tiverem qualquer culpa, no que quer que seja, seja julgado e condenado.
    Tudo que se discute tem que descambar para a velha dicotomia entre o bem e o mal. Haja paciência!!!

  15. 29/03/2017  15:32 by Flanker Responder

    Tem gente que espuma de raiva ao escrever.....vai tomar um ansiolítico e te acalmar! Parece um demente celerado babndo e revirando so olhos!

  16. 29/03/2017  14:50 by Jose Luiz Esposito Responder

    Este FLANKER carece hoje de não ter estudado História e com ela geopolítica ,além de atacar a Monarquia e os Monarquistas por isso mesmo ,falta de conhecimento ;desconhece a História recente da Europa ,quando o BENELUX se puseram Neutros ,mas como a Alemanha precisava de passar por cima destes para envolver a França ,e como não tinham Poderio Militar para se manterem Neutros ,foram invadidos e dominados , em um Piscar de olhos ,estude Senhor Flanker ,estude !!!!

  17. 29/03/2017  11:21 by Jose Luiz Esposito Responder

    Querer ter FFAA fortes com uma Republiqueta Corporativista ,somente Sonhador Inocente ;escreva ,date e assine ,recordarão os seus Bisnetos de teus Devaneios !!

  18. 29/03/2017  11:17 by Jose Luiz Esposito Responder

    Ricardo por acaso leste os Autos ? Parece que quem não tem argumento ,passa a fazer perguntas Vazias !!

  19. 29/03/2017  11:14 by Jose Luiz Esposito Responder

    Aos Patriotas e MONARQUISTAS , e para os que são Patriotas mas ainda não são Monarquistas ,reparem como conhecemos os Entreguistas e as Mentes Colonizadas de imediato , Quero que estes Senhores expliquem com fazer a REAL DEFESA do BRASIL ,não possuindo Armas para Dissuadir qualquer Agressor ? Para o entreguista , a explicação será fazermos um Acordo dos muitos que já fizemos de entregar os Nossos Interesses ao Inimigo ,como FHC e LULA com AVAL de AIRES BRITTO e do Judiciário fizeram com o Estado de Roraima ,ou os Senhores não perceberam ainda que a Nossa Soberania lá é Relativa ? Pergunto alguns anos atrás não viram vários Deputados do PSDB ,liderados por Rubens Bueno ,na Tribuna da Camara ,exigir que assinássemos o Acordo Quadro que nos proibia de Produzir ,Possuir ,Armazenar ,e Exportar as Chamadas Bombas CLUSTER ,que só não assinamos por causa da Recusa do nosso Ministro do Exterior em assinar !

    EDITADO PELA MODERAÇÃO

  20. 29/03/2017  10:59 by Jose Luiz Esposito Responder

    Wellington Góis ,peça a este senhor grande Entendido ,para fazer um Comparativo aos Grandes Ladrões ligados ao PSDB e a outros Partidos de suas Penas Versus a do Senhor ALTE ,que talvez pudesse estar usando estes parcos Valores para fazer compras no Mercado Negro de Peças e Materiais vedados a Venda ao BRASIL, como ele já havia feito e antes dele o próprio Alvaro Alberto. O JUIZ que o condenou ,deveria estar brincando de Bento que Bento o Frade ,suas Ordens Faremos todos ,com os americanos !

  21. 29/03/2017  10:53 by Jose Luiz Esposito Responder

    Carlos Crispin ,realmente poderíamos ter 12 ou até mais centrais Nucleares ,porém não foi pelo motivo que citaste ,foi pelo Trabalho Incansável dos Apátridas e Entreguistas e com Apoio de Ongs e da Imprensa Vendida e Corrompida ( ex Rede Globo e Família Marinho ) , que sempre atacaram a Construções de Centrais Nucleares ,as chamando de Perigosas ,com Perigo de **Explodirem **,alardeando Chernobyl ,e a pouco Tsushima ,etc ,então se informe melhor ,entenderás que Pressões internacionais contra as Pesquisas Nucleares no BRASIL ,foi uma das Causas do Suicídio de Vargas em 1954 ,por acaso sabias que grandes Cientistas brasileiros ,apoiados por Vargas ,como Alvaro Alberto ,Leite Lopes ,trabalhavam já a época para isso , e no dia seguinte ao seu Sepultamento ,o Entreguista Traidor João Café Filho , encerrou qualquer coisa ligada as Pesquisas Nucleares e então aceitamos um Acordo com os EUA ,onde eles nos cederam dois Reatores de Brinquedo O TRIGA e o Argonauta ,e um um pouco maior para a USP,como Prêmio de Consolação , por sermos um BOM MENINO !

  22. 29/03/2017  10:43 by _RR_ Responder

    Flanker,

    Primeiramente, concordo que os problemas do Brasil são, antes de mais nada, fruto de erros cometidos no próprio Brasil.

    Só discordo do seguinte:

    O fato de não existir interesse em tomar territórios hoje ( e nem creio que haverá no futuro previsível ), não significa que essa possibilidade não exista, por mais remota que pareça...

    É bem verdade que seria uma estupidez invadir o Brasil inteiro, mas avançar sobre uma determinada região e ali fixar residência, isso é plausível. E os riscos, por mais ínfimos que pareçam, partem dos mais variados cantos, que vão desde potências estrangeiras que estão ampliando rapidamente sua capacidade de projeção de força a até mesmo nossos convulsivos vizinhos, que podem estourar de uma hora pra outra...

    Nunca houve constância na história da raça humana, e não será nessa época que isso acontecerá.

    Apesar do Exército Brasileiro ser relativamente bem equipado e adestrado, suas unidades regulares não poderiam ser mobilizadas em sua totalidade, pois deveriam constituir um núcleo a manter seguras as zonas que lhes correspondem. E terminaria que a maior parte do efetivo a ser empregado seria de conscritos, e esses não tão bem equipados... Na verdade, numa situação em que não haveria a possibilidade de superioridade aérea, as opções do Exército seriam automaticamente restritas, restando provavelmente operações nas bordas do alcance da aviação adversária, quando não a própria guerrilha...

    E os arquipélagos que nos pertencem são especialmente vulneráveis. Hoje, há pouco que se possa fazer para impedir que mesmo uma potência naval mediana as reclame. Na verdade se essa potência for dotada de um navio aeródromo, não haveria nada que se pudesse fazer além de uma tentativa de barrar-lhes os suprimentos, considerando que haveriam submarinos e vasos de superfície inteiros depois disso...

    Até se pode argumentar que justamente por isso não haveria luta, já que não haveria como leva-la adiante de qualquer jeito e o único caminho seria a diplomacia de uma forma ou de outra; isto é, ceder sem luta ou negociar contra-partidas a exaustão. Mas aí já estaríamos entrando no "mundo subjetivo", no qual se estaria dependente da cabeça de quem tem a situação a seu favor... Ou seja, o mesmo erro dos "arquitetos de Munique"...

    Digo tudo isso para que se entenda a posição delicada na qual o País pode vir a se encontrar num futuro que eu mesmo julgo improvável, mas que não pode deixar de ser contemplado.

    Logo, apenas acredito que o País deve ter uma posição definida com relação ao mundo, e segui-la... Aliás, isso é até uma maneira de evitar o cenário acima... E lembrando sempre: neutralidade não é dádiva. É preciso criar as condições para tê-la. E quem a quer, tem que literalmente impo-la...

    Saudações.

  23. 29/03/2017  0:30 by Wellington Góes Responder

    Diga-nos, então, Flanker, já que ao que deixa entender, de quais artigos, quais foram os atos agravantes e de quantos crimes o VA fora condenado?! Será interessante você explanar um pouco mais sobre. Você pode nos detalhar melhor? Eu, particularmente, ficarei grato, pois não tenho todo este conhecimento que, ao que parece, jugas ter.

    Até mais!!!

  24. 28/03/2017  21:18 by RAPHAEL VALENCIO MARTINEZ Responder

    Isso me parece os sintomas de guerra híbrida. Primeiro a NSA põe grampos na Petrobras e na Presidência da República. Logo depois vem as manifestações populares ao estilo da primavera árabe e a destituição da Presidente do Brasil. Em seguinde mudam-se as leis que foram usadas para destituir a Presidente. Em jogo está o petróleo, desenvolvimento naval, aeroespacial e tecnologia na área militar. A Odebrechr defesa desenvolve mísseis e uma gama de armas inteligentes na área militar. A prisão do Othon é bem mais por questão de geopolítica e militar do que pelo desvio 3 mi, visto que a mulher do cunha nem sequer foi intimada pelo Moro e o mineirinho delatado por receber pelo menos R$ 10 milhões anda por ai tirando foto aos risos com o Moro. E se o Moro é tão severo, por quê que o caso Banestado não deu em nada?

  25. 28/03/2017  20:52 by Flanker Responder

    Fbi, para que perder tempo? Com meia dúzia de B-2, os EUA poderiam atacar nossas bases aéreas, destruindo suas pistas e instalações, nossas principais unidades do EB, com o Forte de Santa Bárbara e o CAVEx, os poucos navios da esquadra ainda disponíveis seriam destruídos ainda na baía da Guanabara por alguns SSN. Trés PA dos EUA podem operar, somados, algo em torno de 180 Super Hornets. Nossos F-5M, mesmo com apoio dos E-99, não aguentariam mais que alguns dias. Mesmo que já tivéssemos os 36 Gripen E/F, o quantitativo seria insuficiente. Tomahawks lançados por alguns Arleigh Burke destruiriam pontos estratégicos de distribuição de energia e de comunicações nas regiões sudeste e sul. Os B-2 podetiam destruir Itaipú e outras usinas. AMRJ e Itaguaí, idem. E só citei uma pequena parcela do arsenal estadunidense. Nem falei em F-22, F-35, F-16, B-1B da USAF. Nem do USMC. Ou seja, em um mês, no máximo, nossas FFAA estariam destruídas ou inoperantes e nossas capacidades de geração de energia e comunicações, destruídas.
    Como entusiastas, estudiosos de defesa e assuntos militares, e principalmente como patriotas, queremos um Brasil com Forças Armadas com capacidade dissuasória efetiva. Mas infelizmente sabemos que estamos muito longe disso. Sequer artilharia antiaérea de médio alcance nós possuímos! Nossa única defesa nesse caso seria o nosso próprio tamanho. O Brasil é muito grande para ser invadido e tomado por terra. Mas se quisesse, qualquer potência poderia nos mandar de volta para o século 18....sem energia e comunicações seríamos um país fantasma.
    E daí te pergunto: de quem é o poder e a iniciativa pra mudar essa nossa fragilidade extrema? Esse poder é nosso. E esse é o problema. O brasileiro é desinteressado, desinformado e aculturado. Se nossa economia, educação, saúde e segurança pública estão nessa situação terrível, é por única culpa de brasileiros! Toda a corrupção endêmica que corre solta por esse país e a impunidade associada a isso, nos levaram para o buraco. Não precisamos que EUA ou outro país qualquer venha acabar com nossa economia e nossa capacidade produtiva. Nós mesmos já estamos fazendo isso. Nossos políticos, que saem do seio da sociedade e estão no poder por nossa vontade, estão fazendo isso. E não se iluda como alguns por aqui, que defendem a mofada, retrógrada e decrepta monarquia. Ela não seria a solução e sim, mais um problema. Precisamos é tomar vergonha na cara, fazer nossa parte no dia-a-dia, sendo honestos e decentes, votando corretamente, encarando como um direito e não um dever. A solução para o Brasil passa por duas vertentes: educação de verdade (e não a que tínhamos, a que temos e a que querem implantar com a reforma). O Brasil, de fato, nunca posuiu educação de qualidade. A outra vertente seria o investimento pesado em pesquisa e desenvolvimento. Assim, quem sabe, em 20 ou 30 anos teríamos um país melhor, com um caminho de desenvolvimento sustentável.
    E não esqueça, o Brasil é dos brasileiros e é, e será, aquilo que quisermos, seja para o bem ou para o mal. Não culpem os outros por nossos problemas.

  26. 28/03/2017  18:39 by Mauricio Responder

    Infelizmente alguns acreditam que a Lava Jato e seus desdobramentos são a personificação da moralidade e da justiça, e que seus empreendedores são os paladinos que transformarão nossa sociedades corrupta em uma nova comparável somente a países escandinavos. Mera ilusão!!! Tenho muita dó destes parvos e néscios que se iludem tão facilmente!!! Antes que me acusem de petista, esquerdista, etc, já aviso que não tenho político de estimação. Prendam todos se for o caso, mas dizer que somente uma parcela dos políticos é corrupta e outra é isenta...hahaha, ou é falta de caráter ou ignorância mesmo. Por exemplo, na obra de expansão da Linha 5 - Lilás do Metrô de São Paulo foi comprovado a existência da mesma modalidade de cartel e de superfaturamento que ocorreu em Angra3, mas foi tudo arquivado e ninguém foi punido (pra variar políticos tucanos envolvidos). Licitações fatiadas para a mesma obra, com divisões por lotes, a concorrência é inexistente e gera um conluio entre os envolvidos para jogar o preço da obra lá pra cima. Quem me dera que este tipo de manobra ocorresse somente no Metrô de SP e em Angra3!!! Infelizmente ocorre em 99% das obras públicas nas três esferas, federal, estadual e municipal. Mas tem quem acredite que corrupção é exclusividade de um partido, e esse tipo de gente acaba dando carta branca para que a outra facção... ops, quis dizer partido deite e role nas eleições como se fossem cordeirinhos honestos e justos quando na verdade são lobos travestidos com pele de cordeiro. Não bastasse essa corja se passando por santos temos ainda o Judiciário conivente com tudo isso, respaldando essas investigações inconsequentes com sentenças desproporcionais e decisões duvidosas. Por exemplo, o doleiro Alberto Youssef (já reincidente dos crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, etc no caso Banestado) foi condenado a 101 anos de prisão mas por falar tudo aquilo que a PF queria ouvir em suas delações acabou progredindo para o regime aberto, sem nem sequer usar tornozeleira. Outra aberração jurídica ocorreu agora a pouco com a liberação de Adriana Anselmo, esposa de Sergio Cabral, para cumprir pena em casa, ou melhor, na sua mansão. Enquanto isso o Almte. Othon apodrece em uma cela devido a acusações fundamentadas em uma delação premiada,grampos e gravações manipuladas, além de interpretações equivocadas dos contratos das obras que fazem recair somente sobre ele toda a culpa da corrupção ocorrida na Eletrobrás. Qualquer idiota sabe que com sua expertise o Almirante não precisaria de migalhas provenientes de desvios da estatal, poderia conseguir muito mais na iniciativa privada ou repassando seus conhecimentos a outra nação (amiga ou inimiga).

  27. 28/03/2017  17:41 by Fbi Responder

    Caso algum dos leitores ainda não saiba, estamos em GUERRA!

    Vejamos a seguinte analogia:

    No tempo das cavernas, as primeiras armas teriam sido pedras e paus.

    Depois surgiram as armas brancas; em seguida, a pólvora e as armas de fogo.
    Na Primeira Guerra Mundial foram usadas arsmas químmicas; depois, armas bacteriológicas.

    Chegamos à era nuclear (com uma evolução da “família” de bombas).

    Hoje temos o laser e o ultrasom.

    Por mais sofisticada que sejam as novas armas, as mais antigas continuam servindo para matar.

    Assim é a guerra.

    Hoje vivemos a guerra de quinta geração. O principal objetivo é destruir a capacidade produtiva de um país, arruinando sua economia e suas cidades.

    A morte de civis ou militares é apenas uma contingência.
    O brilhante Historiador Carlos I. S. Azambuja, em recente artigo publicado , nos descreve a guerra moderna segundo um oficial russo.

    Não obstante, acho que a mais terrível face da atual guerra “permanente” é a guerra econômica.

    Leiam vocês mesmos (e tirem suas próprias conclusões) o artigo abaixo linkado:”The Global War on Cash” – Jeff Desjardins
    on January 27, 2017 at 3:00 pm ,no site Visual Capitalist

    http://www.visualcapitalist.com/global-war-cash/?utm_source=linkedIn&utm_medium=social&utm_campaign=SocialWarfare

    Mais vale uma imagem do que mil palavras.

    Cave canem.

    Cade o exercito ?????

  28. 28/03/2017  17:36 by Carlos Crispim Responder

    Flanker, Celso e outros, perfeitos os comentários de vocês!
    Nem vou comentar essa estultice de chamar o VA Othon de herói nacional, só se for para colocá-lo no panteão ao lado daquele mentecapto que se diz o mais honesto do país. Para mim quanto mais instrução, quanto mais estudo, quanto mais inteligente uma pessoa for as penas deviam ser dobradas, ou triplicadas, pois sabem perfeitamente que roubando dinheiro público estão roubando o futuro do país, roubando nossos sonhos, colocando milhões de crianças na miséria, e, pra ficar ainda pior, as usina III está inacabada, com bilhões jogados fora, décadas de atraso, estamos neste exato momento ligando térmicas para prover energia ao país, enquanto o sistemas nuclear mal e porcamente funciona com 2 usinas, onde já poderíamos ter pelo menos 1 dúzia se não fosse o roubo descarado desses ladrões traidores da pátria!!!!!
    100 anos de cadeia seria pouco.

  29. 28/03/2017  14:08 by filipe Responder

    Eu sou Militar e presto uma singela homenagem ao meu camarada de armas, Uma vez Militar, Para sempre Militar, Fico triste por essa noticia, Fico com saudades dos tempos em que a Honra do Brasil e dos Brasileiros estava acima de tudo, muitos chamam esses tempos de ditadura ou regime militarista, eu chamo o tempo dos verdadeiros patriotas,eu clamo por mais respeito pela classe castrense. Agora isso de qualquer oficial de justiça (MP, STF,etc...) ousar atentar contra a honra de um verdadeiro patriota, me deixa profundamente irritado, o Brasil já sofreu muito, o Brasil não merece isso, Os militares não merecem isso, logo o nosso Grande Almirante Othon também não merece esse vexame... Se tudo fosse como antes, já teríamos o submarino nuclear a muito tempo, e as outras nações teriam mais respeito da gente.

  30. 28/03/2017  13:44 by M. Silva Responder

    E onde estão os outros militares que não tocam a pesquisa e o desenvolvimento da bomba adiante?

    Faltou sucessão e competência profissional dos subordinados?

    Que vacilo, Sr. Almirante!

    Calma, gente, a república é uma criação golpista do Mal Deodoro.

    Claro que todo beócio de caserna vai defendê-la mesmo que nos tornemos uma república socialista soviética...

    Enquanto isso, viva a monarquia (2) sim!!!

  31. 28/03/2017  12:45 by Kornet Responder

    Esse paīs é um país de piadistas,pois o Brasil já é uma piada pronta.
    Querem defender o indefensável,como a presidenta ou que Lula é o ser mais inocente e injustiçado do mundo pq incomoda as "ilites" que com ele tanto jantou em locais caros, e que Moro é um agente da CIA e etc.,enfim cd um acredita na sua própria fantasia pra fugir da realidade que colocou o país nesses 13 anos.

  32. 28/03/2017  12:35 by Celso Responder

    Flanker, parabens por seu comentario, irrepreensivel......eu mesmo nao conseguiria comentar tao bem e direto assim.......infelizmente em todo meio existem aqueles cuja observancia das coisas seguem em sentido oposto ao da logica e da verdade.
    deturpados q estao pelo meio em que vivem....fazer o que, cada um carrega a cruz q merece mas tbm querem q outros a carreguem junto. Onde ha justica curta e grossa, nao ha crime q permaneca...q isso sirva sim de exemplo a todos sem excecao .......para outrens acima, procurem saber exatamente para onde foi ou esta sendo direcionado este tal programa nuclear no Brasil q ja envolveu mais de 40 bilhoes de dolares e onde mal e porcamente temos 2 usinas em funcionamento. Heroi......me poupem. Nos pagadores aqui eh somos herois.......

  33. 28/03/2017  12:23 by José Carlos de Oliveira Responder

    Ninguém aqui viu a prova de ilicitude. Ninguém aqui soube, senão pela imprensa, de ilicitudes, negando a legítima defesa, já que afirmaram que o VA teve oportunidade de defesa. Nunca vi uma verdadeira defesa correr tão velozmente.
    Deixemos de ser ingênuos.
    Ora, todos sabemos o que se passou. Afinal uma pena de 43 anos, por si só, já desmoraliza a sentença, já dizia o velho mestre Beccaria.

  34. 28/03/2017  11:21 by Andre teixeira Responder

    Bom dia ! Fico me perguntando se algum pais detendor da tecnologia nuclear se dispusesse a vende la ao Brasil com transferencia de tecnologia ?o quanto custaria ?e quanto tempo levaria pra que atingissimos a nossa atual capacidade operativa ?

  35. 28/03/2017  11:00 by Flanker Responder

    José Luiz Esposito, mande os seus filhos calarem a boca! Não venha para um espaço público de debate, em uma sociedade democrática, onde a imprensa ainda é livre, querer bancar o dono da verdade. Mas de um sujeito como vc só pode vir isso. Quem defende a volta da monarquia só poderia falar sandices como essa.

  36. 28/03/2017  10:31 by Flanker Responder

    Pelo amor de Deus!!! Pena desproporcional?? Quem fala isso não entende nada de Direito! O VA Othon teve amplo e irrestrito direito a defesa. Como já dito, poderá recorrer, se quiser, até o STF. Por isso, como seu processo não transitou em julgado, mantém suas prerrogativas de oficial-general. O somatório de 43 anos de prisão advém das penas imputáveis a cada um dos delitos cometidos e que foram constatados. Há políticos, empreiteiros e outros se livrando com penas menores? Sim, mas são resultado de delações premiadas e acordos de leniência.
    O VA contribui, e muito, para o desenvolvimento do conhecimento nuclear do Brasil, mas isso não o torna imune a nada. Por falar nisso, a imunidade parlamentar é uma das maiores excrescências desse país, e é responsável, em grande parte, pela postura e modo de agir de nossos políticos.
    Mas o que mais me enoja e revolta é ver sujeitos, inclusive aqui nesse espaço, desqualificando a Lava-jato, chmando o Moro de agente da CIA!!!! Me nego a acreditar que alguém possa acreditar nisso. Ou é muito burro ou muito mal intencionado!! A Lava-jato é algo inédito nesse país, deveria ser comemorada e apoiada por todo brasileiro. Está mexendo em um status quo existente desde o Brasil colônia, em que os poderosos e ricos eram intocáveis. As penas estão sendo até muito brandas. Quando a corrupção envolver dinheiro público e quando após todas as investigações ficar provado a culpabilidade do investigado, esse deveria ser julgado por homicídio! Poe que? Porque o dinheiro desviado faltou lá na saúde pública, onde milhares morrem por falta de atendimento adequado, falta de leitos, etc. Faltou lá na segurança pública, onde milhares morrem por falta de policiais adequadamente treinados e que são mal remunerados (sem falar no código penal arcaico que temos)....enfim, os reflexos nefastos da corrupção são muito maiores do que se imagina.
    Voltando ao assunto, o VA Othon cometeu os crimes que lhe foram imputados, como ficou provado, visto que teve amplo direito a defesa e ao contraditório. Foi julgado e condenado. Ponto! E tem quem o chame de herói!!!

  37. 28/03/2017  10:29 by Fabricio Tavares Responder

    Na minha opinião, é impossível não identificar o caso do Almirante Othon com um processo mais geral de desestabilização do Brasil e de solapamento de sua soberania. Esse processo envolveu a destruição das grandes empresas de engenharia nacionais, da cadeia produtiva do petróleo e do gás, da indústria naval e, agora, do setor de carnes.

    Tal movimento envolve ainda, como consequência, a precarização da situação do trabalhador brasileiro, seja a partir da absurda terceirização nas atividades-fim, seja diante de uma reforma da previdência draconiana (que, a esta altura, já não passa mais). Envolve também o sacrifício das gerações futuras, quer por meio do congelamento dos gastos públicos por vinte anos, quer através de uma reforma do ensino médio que nunca foi sequer discutida com a sociedade. E vários outros exemplos poderiam ser citados para evidenciar que tipo de prioridades o atual governo possui.

    Há aqui nesta discussão quem não queira enxergar ou diga que não acredita nisso, mas, excluídos aqueles que o fazem de má-fé (e tenho certeza de que existe pelo menos uma pessoa nesta situação, alguém que é incansável na intransigente defesa da soberania estrangeira), digo a todos: tenham bom-senso e enxerguem os fatos.

    O Almirante Othon, se ladrão fosse, estaria BILIONÁRIO EM DÓLARES vendendo os segredos das centrífugas que criou, e o fato de ele jamais ter aceitado entrar em acordo de delação premiada indica que ele não se vende. Para ilustrar o que digo, sugiro aos interessados que assistam no Youtube o vídeo https://www.youtube.com/watch?v=fICKWKalzxs, a partir de 3’50’’ (se houver dificuldade com o link, pode-se fazer a pesquisa pelo título: “Brasil na Era Nuclear - Tecnologia - Mérito Almirante Othon - Marinha do Brasil”). Nesse vídeo, que é uma matéria do “insuspeito” programa Fantástico, o Almirante admite ter usado de logro, junto ao governo e a empresários austríacos, para obter um determinado tipo de aço necessário à fabricação das centrífugas de enriquecimento de urânio, e que o Brasil na época não produzia. Ou seja, esse homem colocou a si mesmo em risco e mentiu por seu país, no intento de ampliar a soberania nacional.

    Com isso tudo quero dizer que certamente existe uma explicação para o dinheiro encontrado em suas contas (cerca de 400.000 dólares, se não me engano – e insisto, isso são MIGALHAS perto do que ele poderia ganhar se fosse corrupto, e não o patriota que é). O Almirante, contudo, não colabora com a justiça porque sabe que o país está sob ataque e que qualquer informação que ele venha a fornecer será mais um elemento a ser usado nesse processo de desestabilização.

    Tenho certeza de que daqui a alguns anos, quando todo esse ódio tiver passado e se o Brasil resolver deixar de ser colônia, o Almirante será colocado no lugar que lhe é de direito: entre os heróis da pátria (ou, como disse Mario Quintana: “Eles passarão; eu, passarinho”). Só espero que ele esteja vivo para ver a reabilitação de sua imagem.

    Viva o Almirante Othon! Viva o Brasil

  38. 28/03/2017  10:04 by Wellington Góes Responder

    O pessoal está com tanta ânsia de sangue de corruptos que acabam não entendendo corretamente o que se quer passar.

    Em momento algum, pelo menos da minha parte, estou defendendo a pessoal do Alt. Othon e/ou querendo dizer que ele seja inocente. Se cometeu atos ilícitos ele, assim como qualquer outro cidadão, deve responder por eles e punido ser ficar comprovado (como o foi neste caso). O que eu questiono é a severidade da pena, ante os valores envolvidos que teriam sido cooptados, em comparação a de outros corruptos muitíssimo mais lesivos.

    No mais, não precisa ter todo o conhecimento de causa (ser advogado e/ou magistrado) para saber que o judiciário brasileiro é uma piada de péssimo gosto, de que para alguns casos há severidade demais e para outros, até hediondos, há leniência ao extremo. Temos exemplos a rodo na história recente deste país e isto não é achismo, é fato. Existem muitas coisas erradas que precisam ser, realmente, combatidas e eu não sou e/ou serei contra, mas também existe um boa dose de tirotecnia desnecessária em algumas destas ações, é preciso sim ter um pouco mais de feeling.

    Repito, é o que eu acho!

    Até mais!!!

  39. 28/03/2017  9:44 by Jose Luiz Esposito Responder

    Temos que fazer uma Campanha em Defesa do Almirante ,e quem for contra que cale a Boca ,os Interesses do BRASIL ,devem estar acima de qualquer coisa ,os contrários se Recolham as suas Insignificâncias !!

  40. 28/03/2017  0:41 by Adriano RCC Responder

    A pena é totalmente desproporcional. A gente esta vendo o "Mineirinho" e etc... na delação da Odebrech terem tudo engavetado.
    Ele deve pagar pelos crimes, mas para mim parece sim perseguição, com uma pena repito desproporcional e fora de contexto. Os Almirantes, Generais e Brigadeiros devem tomar muito cuidado com este precedente, muito mesmo!!!
    Um juiz de qualquer instância e ou qualquer agente policial, que possivelmente possa estar sendo usado, por meios financeiros externos , poderá futuramente frear o alto comando das forças armadas, com ameças de prisões em seus intuitos.
    Não estou acusando que neste caso foi isto que aconteceu, mas vivemos uma profunda crise de Estado e tudo pode acontecer daqui pra adiante!

  41. 27/03/2017  22:02 by Mateus Responder

    O Almirante foi condenado a 43 anos de prisão por, corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa durante as obras da usina nuclear de Angra 3. Perdoar qualquer ato fora da lei, é inadmissível, tem que ser punido, isso é a culpa da impunidade neste país.

  42. 27/03/2017  22:00 by André Michalzechen Xavier Responder

    Dada a INVERSÃO DE VALORES que muitos em público professam, não é de se admirar que o país esteja no lodaçal onde se encontra...
    Parafraseando o eterno Bezerra da Silva:
    "O lugar é bom... mas é o povo que não presta!"

    Diria eu:
    "O PIOR do Brasil são os brasileiros"

    Parafraseando o Coronel Gélio Fregapani:
    "Que Deus tenha misericórdia do Brasil..."

  43. 27/03/2017  21:53 by Edson Responder

    Calma pessoal, enfim Romário vai arrumar tudo, o baixinho é bom nessas coisas de nuclear, atômica, etc . . . mas com o Bebeto junto aí sim vai dar liga . . . . .

  44. 27/03/2017  20:40 by Ivaldo Responder

    A verdade é uma só, há um grande interesse estrangeiro para que voltemos a 40 anos atrás, não me espantaria nada saber que por trás desta condenação estaria a famosa "companhia" . by USA. No escopo de angra 3 estão envolvidas além da Oderbrecht e nossa altamente secretas centrifugas, que a qualquer custo os olhudos querem saber o segredo. Há algum tempo venho duvidando de algumas ações do salvador da pátria, e me parece que os resultados colocando na balança do que ele tem feito. Mais tem prejudicado em termos econômicos, (tudo que nossos concorrentes internacionais querem) do que efetivo combate a corrupção!!!! Não consigo entender porque quem paga suborno é preso (CORRETISSÍMO), mas quem o recebe e já sabemos quem os recebeu ainda continua solto e sequer indiciados, qual o senso de valor ?????? Agora vejo outra desastrada operação deflagrada contra suposta carne adulterada/contaminada, que no minimo deveriam ter cautela, pois trata-se de uma parte da economia do nosso país em que se levou décadas até conseguir se estabelecer no mercado mundial de carne in natura. Que brincadeira é essa????? Vaidade??!!!
    Enfim, a condenação do almirante Othon tem sim uma vertente geopolitica, na qual não querem que tenhamos mais independência na esfera nuclear e ele representa o ATOMO nessa divisão, e tem gente sim influenciando os magistrados do Paraná Republic entre outros que não querem que o Brasil se torne uma nova China no cenário mundial COM AJUDA DOS TRAIDORES, temos um novo Tiradentes!!!!.

    BRASIL, Forte e Nuclear, assim teremos respeito!!!

  45. 27/03/2017  19:41 by Ernane Responder

    Meus caros, vossas senhorias estão criticando decisões judiciais sem conhecimento de causa, em primeiro lugar o Direito não é uma matéria exata, portanto fazer comparações entre processos extremamente complexos é, no mínimo, ilógico pra não dizer irresponsável. É cabível ao leigo falar sobre assuntos que não domina (me incluo nesse grupo) mas ofender profissionais e emitir um juízo de valor extremamente equivocado apenas baseado nas paixões é uma atitude descuidada. Falar de uma condenação sem saber e sem conhecer as provas materiais, o teor das oitavas das testemunhas e principalmente os artigos de lei utilizados na condenação é um impropério sem tamanho. Quanto a soltura de outros presos da lava jato, é preciso lembrar que o militar acima citado não fez acordo de colaboração

  46. 27/03/2017  18:39 by Celso Responder

    Cometeu crime militar q eh pior ainda q o do cod penal. Esta sim sujeito a todas as penalidades desse codigo, foi condenado e esta erm prisao especial....querem mais oq ue..... , nao duvidas de seu crime q foi amplamente comprovado e nao digam alguns aqui q ele nao teve direito a ampla deffesa......foi CORRUPTO pqe deveria ser tratado de outra forma....enlameou a Marinha, o Brasil e todos nos q pusemos nossas vidas em suas maos e com nosso suado dinheiro de impostos.......outro crime eh de LESA PATRIA, TRAIDOR, etcc.....43 anos eh pouco e c certeza todos os crimes somados perfizeram estes anos o q sigtnifica q2 nao foram poucos os atos desse ladrao contra os interesses do Brasil, nao lhe faltou advogados,...enfim.......sera q alguem ai emcima acredita mesmo q esse cara eh HEROI do Brasil.....me poupem....essa distorcao nas cabecas dos incautos esta acabando c o Brasil . Qta bobagem........perseguido...ora bolas, ladrao de galinha preso seria o que entao...ele jogou conscientemente seu nome na lama e pior ainda, traiu a patria e a corporacao....sera q alguem aqui sabe qual eh o crime militar q ele cometeu.....tenho certeza q nao sabem.......TRAICAO, no cod militar de antigamente seria passivel de fuzilamento......como pode tal sujeito ainda estar recebendo seus proventos como contra almirante e ainda estar ostentando a patente ,seus privilegios e comendas.....arghhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh Brasil, pais de t.....s..........

  47. 27/03/2017  18:07 by Aderbal Macedo Responder

    Gostei do texto e da imparcialidade de vocês. Realmente será difícil para esse almirante se adaptar à perda de status. Sobre a bomba, ainda qeu realmente dito por seu advogado, não acredito qeu mesmo com a tecnologia o Brasil teria coragem de desenvolve-la.

  48. 27/03/2017  18:02 by JNOR Responder

    Herói nacional? Só porque o cara é militar, automaticamente ele é honesto e injustiçado?

  49. 27/03/2017  17:30 by Francisco Responder

    O Vice Almirante tem pena desproporcional à aplicada em outros réus condenados pelo mesmo crime pela posição que ocupa. É como a matéria aponta, comanda centenas de militares, ou pode vir a comandar se convocado (Othon Luiz é da reserva), e manipular verbas altíssimas. É um cara com poder demais para ser libertado. Além do mais, se é uma vergonha os políticos brasileiros, o quê se dirá do Brasil se o mesmo mal, a corrupção, se espalhar pela caserna? Como fica o brasileiro sem contar com os militares? Só para prever o argumento de que não estariam fazendo nada, devesse ter em mente que as manobras do congresso e políticos contra a Lava-Jato só não emplacam por pressão militar, além da fraca, mas existente, pressão popular.

  50. 27/03/2017  17:01 by Satyricon Responder

    Não conheci o tal almirante, mas trabalhei com pessoas com longas passagens pelas obras de Angra. A posição deles, invariavelmente, era semelhante: Não se mata a galinha dos ovos de ouro. As grandes empreiteiras fariam e tudo para perpetuar tais obras, pois aquilo é uma fábrica de dinheiro. Os requisitos nucleares/radiológicos são complicadíssimos, o que tornam as obras caríssimas. Vejam, já se passaram 40 anos desde o início das obras, e elas ainda não foram concluídas (estamos construindo outra grande pirâmide de Gizé?). Isso não acontece sem o conluio de altas autoridades. A lava jato puxou o fio dá meada, e esse cidadão foi diretamente implicado. Que pague pelos seus erros, como qualquer cidadão comum. Seus préstimos à nação são inegáveis mas, comprovada sua culpa, também o são sua traição aos valores e à nação que jurou defender. Até pelo cargo e responsabilidades que tinha, sua punição precisa ser exemplar.
    Está na hora de passarmos esse país a limpo.

  51. 27/03/2017  16:59 by Teropode Responder

    A ta bom , mas roubou ,superfaturou e se bobear deve ter recebido ateh suborno de paises interessados no atraso do programa nuclear brasileiro ,que começou bem antes do indiano , a esquerda o defende porque esta foi a grande beneficitario dos super faturamento , o Oto foi um imbecil em não requerer a delação premiada , jogou na vala comum o trabalho árduo que exerceu no passado ,agora um ladrão de fim de carreira ,

  52. 27/03/2017  16:32 by paulo Responder

    Acho triste o fim deste cidadão, uma pessoa capacitada e com grandes feitos ainda a realizar, mas achou estar acima da lei, deve cumprir a pena e ser expulso da Marinha o mais rápido possível. Devia ter pensando antes de cometer seus delitos, agora lhe resta o cumprimento de pena, quem sabe daqui uns anos volta ao convívio social, espero que seu líder XXX tenha o mesmo fim.

  53. 27/03/2017  15:37 by Operacional Responder

    Teoria da conspiração ou apenas mais um caso de desvio de conduta? Afinal, competência dá carta branca a quem for burlar o sistema financeiro dentro de atividades restritas? Ou os meios justificam os fins? Realmente estamos em beco sem saída....o velho argumento de farinha do mesmo saco está impregnando a sociedade, podre ou não...

  54. 27/03/2017  15:19 by Bardini Responder

    Se roubou é ladrão.

    - "Ah mas condenaram a não sei quantos anos de cadeia, é muito desproporcional..."

    Continua sendo ladrão... E esse tipo de gente tem mais é que apodrecer na cadeia. Isso pra não dizer que ladrão de dinheiro público deveria ser fuzilado.

    - "Mas ele é o pai, todo poderoso criador do céu e da terra da energia Nuclear brasileira..."

    Entendam que essa era a missão dele!
    O Governo do Brasil investiu neste homem uma fortuna para que ele cumprisse sua missão. Ele cumpriu com sua parte, mas foi corrompido.

    Foi opção dele. Ele escolheu manchar seu nome na história. Ele não precisava de dinheiro para viver. Não passava necessidade. Se roubou foi por ganância.

    É um homem que teria todo o direito e a honraria de ter seu nome em um futuro Submarino Nuclear por conta de seu trabalho, assim como Álvaro Alberto...

    Entrou pra história e será conhecido como " O Almirante ladrão". Uma pena.

  55. 27/03/2017  14:55 by Luciano Andrade Responder

    A História da humanidade é marcadas por ciclos, ora temos uma preponderância da razão, ora do misticismo, ora o domínio de mentes mais abertas ora daqueles que não admitem nada que não seja já conhecido por eles. Estamos vivendo no Brasil irracionalismo extremo ou é 8 ou é 80, as pessoas só conseguem enxergar o preto ou o branco, não há mais meio termo. Parece que caiu de moda o pensar, o refletir antes de emitir opiniões, procurar ver todos os ângulos de um determinado fato e ponderar, mesmo que muitas vezes contra nossas convicções, que aquilo que se apresentava a princípio tão simples e claro, não é a realidade. Neste caso específico, quem já teve acesso a todos os autos do processo, a todas as provas levantadas ? Eu, pelo menos, não, então não posso julgar o vice-almirante, nem culpá-lo, nem inocentá-lo pelo seus feitos do passado, pois nem que fosse o maior herói da História desse país lhe seria permitido cometer crimes, ninguém está acima da lei, ou pelo menos isso é o que deveria acontecer. Não quero atacar ninguém, apenas desejo um pouco de reflexão, ok ?
    Abs.

  56. 27/03/2017  14:54 by Stenio Responder

    Respeitar um cara que supostamente está envolvido com um monte de corrupção? Passo! Bandido, se condenador for, deve ser tratado como tal.

  57. 27/03/2017  14:50 by HMS_TIRELESS Responder

    Eu fico impressionado com determinados comentários que leio aqui.....

    O fato de ter sido um grande pesquisador, e de ter provocado grande avanço da tecnologia nuclear nacional não converte o VA Othon em alguém acima da Lei. Aliás é esse mesmo pensamento, que alguns estariam acima da lei, é que move a campanha de determinado queixoso contra o judiciário brasileiro. A verdade é que o VA Othon pôde manejar todos os instrumentos legais e processuais existente, tanto que conseguiu que o processo fosse redistribuído da 13ª Vara Federal de Curitiba para a 7ª Vara Federal do RJ, em um processo onde foram garantidos o contraditório e a ampla defesa. E ainda pode recorrer aos tribunais superiores culminando no STF, o que derruba por terra a historinha contada por sites esquerdistas e conspiracionistas de que ele estaria sendo vítima de uma "trama internacional duzamericanú"....

    Por fim, quanto a quem acusa o juiz de estar a serviço de interesses estrangeiros (ou então aqueles que dizem que ele tem "agenda própria") quero ver sustentar essa acusações fora dos tais vazamentos fajutos do "Viquiliqui"

  58. 27/03/2017  14:17 by Ricardo Responder

    Caro bkevicz. Primeiro gradue-se em Direito. Depois, leia os autos. Aí sim você poderá emitir uma opinião tal como externada. Menos ideologismo, fanatismo e outros ismos, ok?

  59. 27/03/2017  14:09 by Arc Responder

    Othon sempre foi temido pela gama de conhecimento e influência que possui, tem renome internacional, e deveria ter o devido respeito dentro do país, como se ele precisasse das migalhas que o acusaram de roubar, já que seu conhecimento é suficiente para movimentar muitos milhões a seu favor, não obstante, é conhecido que o mesmo sempre esteve ligado as questões nucleares do país, não é de se estranhar que ele seja perseguido.

  60. 27/03/2017  14:03 by Tomcat3.7 Responder

    Tem coisa errada nesta história da prisão e todo este rigor em relação ao almirante e tudo o que ele representa estrategicamente.

  61. 27/03/2017  13:38 by bkevicz Responder

    Ótimo, porque eu estava a postos para deixar de seguí-los caso endossassem a posição do ombudsman do inimigo. O Almirante Othon é um Herói Nacional e os VAGABUNDOS que o colocaram na cadeia por mim pagariam com a vida por essa traição.

  62. 27/03/2017  13:30 by Wellington Góes Responder

    Condenaram o Othon a 43 anos de prisão?! Não é desproporcional a penal, frente ao que dizem dos valores que teriam sido desviados, em comparação aos de outros condenados, com um detalhe, com valores estratosféricos, mas que alguns já se encontram em liberdade vigiada?!

    Cara, dá a impressão que é mais perseguição a quem é a pessoa, do que justiça contra ilícitos. Com certeza é um juizinho metidos a bancar o "paladino da justiça e dos pacifistas", bancado por interesses estrangeiros escusos. Parece até teoria de conspiração, mas não dá para não pensar nisto quando se faz uma comparação com outros casos.

    Se ele cometeu ilícitos, que paga por eles, mas temos que ter isonomia para todos os casos. Punir o Almirante Othon com este rigor e afrouxar outros que cometeram verdadeiro sangradouro no patrimônio público é, no mínimo, desproporcional.

    É o que eu penso.

  63. 27/03/2017  13:22 by bkevicz Responder

    O DAN endossa a posição e a fantástica quantidade de bobagem dita nesta matéria?

    • 27/03/2017  13:25 by Luiz Padilha Responder

      Caro leitor, não se trata de endossar nada. Nosso compromisso é trazer aos nossos leitores o que sai na mídia em geral. Você e outros leitores, podem dar suas opiniões, por isso foi publicado.

      Não faça a leitura errada.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.