Eliana María Krawczyk, a primeiro oficial submarinista da Argentina e da América do Sul, é um dos tripulantes do submarino ARA San Juan, desapareceu na altura de Puerto Madryn. Ela tem de 35 anos e ocupa o cargo de chefe de Armas.

“Eu falei com ela um dia antes do embarque, mais ou menos 15 dias atrás. Ela me disse que veio para Tierra del Fuego e que a governadora foi a bordo do submarino e felicitou por ter uma mulher na tripulação”, disse Eduardo Krawczyk, pai Eliana.

Eliana é de Oberá, nas Misiones. Até 21 anos ele nunca havia deixado sua província, nem conhecia o mar. Ao terminar o ensino médio, ela se matriculou na Universidade de Misiones para estudar Engenharia Industrial.

“Um dia, na Internet, encontrei um anúncio da Marinha convocando jovens. Fui correndo e me inscrevi. Deixei tudo e fui para a Academia Naval em Ensenada. levei uma foto da minha mãe na carteira”, lembrou a submarinista durante uma entrevista a bordo durante uma exercício no mar.

Em 2009 ele se tornou oficial e, três anos mais tarde, surpreendeu a todos solicitando sua admissão à Escuela de Submarinos y Buceo. Formou-se em dezembro de 2012 e tornou-se a primeiro oficial submarinista da Argentina.

FONTE e FOTO: Clarin

image_pdfimage_print

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.