Por Luiz Padilha

Por ocasião da passagem do DAN nos Estados Unidos, tivemos a oportunidade de sobrevoar o encouraçado ex-USS New Jersey que se encontra na cidade da Philadelphia,PA.

O USS New Jersey (BB-62) é um encouraçado da Classe Iowa, sendo o segundo navio da marinha americana a ter este nome em homenagem ao estado de Nova Jersey. Este encouraçado  ganhou mais estrelas de serviço por suas ações em combate do que os outros três navios de sua classe, sendo também o único encouraçado da US Navy a fornecer apoio de fogo durante a Guerra do Vietnã.

O New Jersey quando no serviço ativo atacou alvos em Guam e Okinawa durante a Segunda Guerra Mundial, também protegendo os porta-aviões durante os ataques às Ilhas Marshall. O navio atuou também na Guerra da Coreia em ataques por toda a costa da Coreia do Norte, e após o fim da guerra, foi descomissionado e enviado para a reserva naval da marinha, onde foi preservado.

Em 1968 o navio voltou a ser USS New Jersey, retornando ao serviço ativo e enviado para o Vietnã, afim de apoiar as tropas norte-americanas, mas retornou no ano seguinte para a reserva naval. Mais uma vez seus serviços foram necessários e mais uma vez o New Jersey foi reativado década de 1980 como parte de um programa do governo para a marinha, sendo modernizado para carregar mísseis, retornando ao serviço ativo mais uma vez, para participar das operações americanas na Guerra Civil Libanesa em 1983.

Após 21 anos de serviço ativo, o navio foi descomissionado pela última vez em 1991, após ter participado da Guerra do Golfo, sendo o navio de guerra americano que mais condecorações recebeu até hoje. O New Jersey recebeu a Comenda de Unidade da Marinha pelo serviço no Vietnã e dezenove estrelas de batalha por suas ações em combate na Segunda Guerra, Guerra da Coreia, Guerra do Vietnã, Guerra Civil Libanesa e na Guerra do Golfo.

Depois de mais um breve período encostado, ele foi rebocado para Bremerton, Washington, onde ficou até se dirigir para Nova Jersey. Ele foi oficialmente retirado da lista da Marinha em 12 de fevereiro de 1995, quando então foi ordenada sua reintegração por uma ordem do Congresso ao serviço ativo. Em 4 de janeiro de 1999 o navio foi novamente afastado da lista da Marinha.

Em 12 de setembro de 1999, o New Jersey iniciou sua viagem final a partir de Bremerton, onde ele tinha ficado preservado durante os últimos 8 anos. Em 11 de novembro, ele chegou ao Philadelphia Navy Yard, onde foi restaurado e estabelecido como um museu educativo em uma homenagem aos valentes marinheiros que serviram nele durante sua longa carreira. O Batleship New Jersey se transformou em um Museu e um Memorial em outubro de 2001.

Para saber mais sobre o Battleship New Jersey Museum & Memorial, clique na imagem abaixo.