H-60L

Por Guilherme Wiltgen

O Brasil deve adquirir mais três helicópteros UH-60M Black Hawk, segundo informou a DSCA (Defense Security Cooperation Agency). A possível venda, via FMS (Foreign Military Sale), foi notificada ao Congresso americano em 08.09.14.

O contrato é estimado em US$ 145 milhões e inclui, além das três aeronaves, 8 motores T-700-GE-701C (6 instalados mais 2 sobressalentes), 12 metralhadoras M-134 de 7,62 milímetros, 8 H765GU Sistema de Posicionamento Global/Sistemas de navegação inercial, peças de reposição, ferramentas e equipamentos de apoio, publicações e dados técnicos, treinamento de pessoal e equipamento de treinamento, serviços de suporte técnico e outros elementos relacionados de apoio logístico.

Os principais contratantes serão a Sikorsky Aircraft Corporation (United Technologies), General Electric e a Dillon Aero Systems.

Pelas características, estas aeronaves serão, provavelmente, destinadas à Força Aérea Brasileira (FAB), mas ainda não conseguimos esta confirmação.

 

21 Comments

 

  1. 28/11/2016  9:06 by Jose Luiz Esposito Responder

    Primeiro ,o comentário acima de não contrariar o Público Leigo na compra de Material de Defesa , público leigo não deve interferir em nossa necessidade de DEFESA ,outro comprar os Helis da Sikorski ,é um excelente material,mas se comprássemos material russo como os Mi 170 ,seria também um espetacular Helicoptero que poderia ser até montado e ou produzido no BRASIL e compraríamos mais que o dobro pelo mesmo valor ,mas isto não entra na cabeça dos nossos militares ,todas as compras de helicópteros feitas nos últimos anos, foram com preços estranhos !

  2. 15/09/2014  13:11 by Wellington Góes Responder

    De novo esse negócio (muito dinheiro sem retorno algum) de comprar equipamentos a conta gotas? Isso tem nome, É FRACIONAMENTO, isso é feito pra burlar a legislação. Mais uma vez a FAB (ou o EB) estão jogando fora a oportunidade de fomentarmos uma nova industria de asas rotativas. PÉSSIMA NOTÍCIA.

    Que está gostando dessa pataquada é a Sikorsky, que aos poucos vai mantendo um cliente cativo sem dar nada em troca. Fora a empresa, quem ganha é os seus representantes no Brasil, normalmente ex-militares que ganham fortunas em comissão ($$$$$), por isso esse fracionamento direcionado.

    Sem temos políticos safados e corruptos por que merecemos, temos forças armadas e uma industria militar combalida porque temos militares que também merecemos.

    #jáchega!!!

  3. 10/09/2014  21:58 by CLEDSON Responder

    by rr...mesmo com tudo isso q vc esta mencionando essa conta esta mais do q salgada..mesmo sendo os black hawks..ja li( não me lembro aonde e nem qual país) comprado em maior quantidade e não saindo por esse absurdo...não tem essa de comprar em grandes quantidades para baixar o preço,isso só é feito geralmente quando é algum produto em desenvolvimento e por sinal ainda tem poucos compradores..vide o caso do F-35 por exemplo.não é o caso dos black hawk q ja está em linha de produção a quase 30 anos..e sempre sendo encomendados pelas faas de la e de todo o mundo...por uma quantia dessas e mais sobressalentes era pra vir no minimo uns 8 A 10 e nao apenas 3 ...é o mesmo no caso dos casa C295 um verdadeiro absurdo para apenas 3 aeronaves....quando na verdade pelo mesmo valor deveria ser de 6 a 8 aeronaves....até que alguém explique com fatos e numeros o pq dessas quantias absurdas de dinheiro publico em tão pouco aparelhos não dá pra descer guela abaixo isso....sou totalmente a favor de se comprar mais e mais dos dois helis (black hawk e EC725) SEI BEM QUAL CATEGORIA E PARA QUAL MISSÃO SÃO APLICADOS OS DOIS TIPO POIS JA FUI MILITAR,E JA VOEI EM AMBOS.MESMO Q COM TODO O APARATO DE SOBRESSALENTES E SE POR ACASO VIEREM EQUIPADOS COM SENSORES FLIIR NÃO BATE ESSA CONTA DE 145 MILHÕES..SE FOSSE ASSIM ENTÃO JÁ TERÍAMOS NA FORÇA AÉREA ESQUADRÕES DE CAÇA TOP DE LINHA PQ PAGAR QUASE 50 MILHÕES POR UNIDADE BLACK HAWK ERA MELHOR COMPRAR CAÇAS!!!!!!!!!!

    • 11/09/2014  9:39 by Gallito Responder

      Também acho Cledson, por esse preço e para vir de 6 a 8 BlackHawk, tem coisa errada aí !
      Oh se tem...

  4. 10/09/2014  19:26 by Roberto Responder

    Notem o motor do UH-60L (T700-GE-701C de 1.880 HP) ao invés do usual do UH-60M (T700-GE-701D com 1.999 HP).
    http://www.janes.com/article/42923/us-approves-uh-60m-black-hawk-sale-to-brazil

    • 11/09/2014  10:08 by _RR_ Responder

      Roberto,

      Muito provavelmente, isso se deva a algum interesse em padronização. Afinal de contas, UH-60L já é utilizado no Brasil.

  5. 10/09/2014  18:29 by marciomacedo Responder

    Obrigado, Guilherme.

  6. 10/09/2014  17:48 by Carlos Crispim Responder

    Realmente é estranho, o preço está muito alto, se não fossem provenientes do EUA eu diria que está embutido o "bônus" dos políticos e militares, mas sei por experiência própria que os EUA não pagam propina, digo, bônus, há uma lei severa lá quanto a isso, cana dura mesmo. Tem que ter alguma outra explicação. De qualquer maneira, BlackHawk são sempre bem-vindos, não dá pra comparar com os Caracal, que só compraram porque o "9 dedos" levou uma grana pretíssima, Falta agora fechar a compra com Chinooks, esse sim é helicóptero de macho para carregar nossas forças especiais da caatinga!

  7. 10/09/2014  17:02 by Gallito Responder

    Eu realmente gostaria de entender esses tipos de compras pelas Forças Armadas do Brasil, não sairia mais barato comprar lotes de 12 aeronaves, do que 03 gatos pingados a cada ano. Pois nessa tocada, o próximo a solicitar compra vai ser o Exército, a Marinha ainda falta a receber alguns, não me lembro quantos !

  8. 10/09/2014  14:29 by mauricio matos Responder

    Só três podiam ser pelo menos uns 6 ainda bem não que não dividiram entre as 3 forças como é de costume.

  9. 10/09/2014  14:07 by marciomacedo Responder

    Quantos BH tem a FAB? E o EB

    • 10/09/2014  17:14 by Guilherme Wiltgen Responder

      Marcio Macedo,
      São 04 HM-2 no EB, 16 H-60L na FAB e 4 MH-16 na MB. A MB ainda tem mais duas aeronaves que estão sendo fabricadas e que vão ser entregues no primeiro semestre de 2015, totalizando 06 MH-16.
      FA

  10. 10/09/2014  13:25 by Fred Responder

    Ninguém chorando "lágrimas de crocodilo" pelo preço? U$145 milhões, dá U$48,33 milhões por helicóptero...Preço equivalente ou acima dos EC-725, que uma certa "fauna" de blogs de defesa tanto gosta de chorar.

    Sei que o preço destes Black Hawk não se refere só ao helicóptero, como a própria matéria deixa claro...Más da mesma forma, o preço dos EC-725 também não se refere só a máquina...

  11. 10/09/2014  12:38 by CLEDSON Responder

    na boa galera.....este valor esta muitooo alto para apenas 3 helis..mesmo com essas sobressalentes ....é só eu ou quase tudo q as nossas faas compram de fora elas pagam um valor absurdo!!:??? que nem aquelas 3 aeronaves casa C295 de buscA e salvamento a um valor absurdo...numa básica conta de padaria mesmo com treinamento mais as sobressalentes cada heli estará saindo por 20 milhões...?????pqp!!! prefiria investir esses 145 mi em mais EC725 OU ENTÃO COMPLETAR DE UMA VEZ POR TODOS A MODERNIZAÇÃO DE TODOS OS A1 QUE PARARAM POR FALTA DE VERBAS,,,,,

    • 10/09/2014  13:13 by FERNANDO RODRIGUES DE FREITAS Responder

      Eu tbm percebo isso.
      Quase tudo que as Faas compram,em relação a outros paises,é mais caro.
      PArece que estamos mau de negociadores rs

    • 10/09/2014  14:58 by _RR_ Responder

      Cledson,

      Fernando,

      Novos helicópteros militares ocidentais na categoria dos médios e médio/pesados normalmente não saem por menos que 20 milhões de dólares no flyaway... Se somarmos todo o investimento, cada unidade dos EC725, por exemplo, custou mais de 50 milhões de dólares... Mas sabemos que esse preço não é só a máquina, tal como nesse caso dos UH-60. Em resumo, é caro mesmo...

      Outro ponto é que foram adquiridas poucas unidades. Com isso, o preço por unidade tende a aumentar.

      Por fim o EC-725 e o Blackhawk são tipos de categorias distintas, de modo que um complementa o outro. De fato, as FAs precisam de ambos...

  12. 10/09/2014  11:20 by Dalton Responder

    O Avenger será "canibalizado" o Defender desmantelado e os 11
    restantes deverão servir até completarem 30 anos o que os deixará
    impróprios para venda ao contrário dos MHCs que foram desco-
    missionados com em média 10 anos de serviço.

    Quanto aos "navios de apoio logistico" deverão ser mantidos na
    reserva por muitos anos, mas, independente disso são grandes
    demais para nossas necessidades e caros de manter.

  13. 10/09/2014  11:18 by Augusto Responder

    Apesar de ser de categorias diferentes, talvez 16 EC-725 não consigam mesmo substituir os Black Hawks.

  14. 10/09/2014  9:56 by Daniel Responder

    Que ótima noticia! Aos poucos estamos atingindo um numero razoavel de meios para as forças armadas. Nossos generais deviam seguir essa metodologia de compras em pequenas quantidades, mas constantes. Assim fica mais palatável ao público leigo, avesso a gastos militares, e mais facil do governo encaixar num orçamento que só mingua ano a ano.

  15. 10/09/2014  9:43 by Nelson Lima Responder

    Muito boa essa aproximação com o "usamericanumauefeio...". rs. Desta vez adquirimos equipamentos de primeira linha e poderia seguir-se: mísseis ESSM, mais mísseis harpoon, small diameter bombs, aegis em um eventual prosuper, um navio de apoio logístico pouco usado, caça-minas da classe avenger e, quem sabe, misseis patriot!

    • 10/09/2014  10:14 by oséias m.g. Responder

      Aproximação nada. Quando uma compra é notificada ao congresso é porque a negociação já é feita há um grande tempo. Essa compra deve ter sido fechada anteriomente a descoberta dos grampos americanos. Depois nada mais deve ter sido comprado.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.