Manifestações em Caracas

Por Joaquim Padilha

Já são 96 mortos desde o início dos protestos contra o presidente Nicolás Maduro, na Venezuela. Em meio a esse cenário, o embaixador brasileiro Ruy Pereira em Caracas, capital do país, discute providências para proteger a comunidade brasileira na Venezuela.

A conta da embaixada é que atualmente 32 mil brasileiros vivam no país. Ruy Pereira convocou uma reunião para os próximos dias 25 e 26 com líderes diplomáticos da Venezuela, para evitar que a vida desses brasileiros seja prejudicada por uma iminente “guerra”.

Embaixador do Brasil na Venezuela, Ruy Pereira - Foto Givaldo Barbosa

O analista político do centro de pesquisas Datanalisis, Luis Vicente León, acredita que a posição do Brasil de se antecipar a uma eventual guerra civil é correta – e que a Venezuela realmente percorre para esse caminho.

“O governo [venezuelano] acredita que está morto politicamente se não conseguir passar a sua Constituinte. Mas da mesma forma, a oposição sente que essa Constituinte representa sua morte e também da democracia, da República, dos direitos humanos e econômicos”, diz León.

Além da votação da Constituinte que pode prolongar o regime do presidente Maduro, marcada para dia 30, a população venezuelana enfrenta uma crise econômica que fez com que uma cesta básica custe o equivalente a quase 19 salários mínimos.

A oposição ao regime de Maduro convocou, nesta quinta-feira (20), uma greve geral, contra o presidente. Em resposta, o governo venezuelano pediu a convocação do Conselho de Defesa da ONU.

O Conselho representa o “organismo máximo de consulta para a planificação e assessoramento do Poder Público em assuntos relacionados com a defesa integral da Nação, sua soberania e a integridade de seu espaço geográfico”, diz León.

O analista afirma que nesse cenário, o pedido de assessoramento do Conselho representar o tocar de tambores de guerra na Venezuela. O presidente Maduro afirma que os protestos contra ele são provenientes de um golpe, regido pelas nações imperialistas.

FONTE: Midiamax

image_pdfimage_print

 

10 Comments

 

  1. 22/07/2017  0:12 by Ivan BC Responder

    É bizarro ver como a Venezuela virou uma ditadura de fato! Começou como um movimento "social", tratando de resolver desigualdade (curioso, pois na América do Sul era o 4 em distribuição de renda, ou seja, era um dos melhores nesse quesito), nas bases da sociedade e terminou matando a própria base. Atualmente passam de 100 JOVENS (GAROTOS) mortos nas manifestações, isso oficialmente, extraoficialmente deve passar dos 200 facilmente.
    Há diversos vídeos no youtube mostrando "como a coisa acontece" viatura da polícia (ou exército) atropelando crianças; policiais, militares ou os tais MILICIANOS DE HUGO CHAVES dando facadas e pedradas, espancando jovens, parte da população rindo do outro lado da rua (pessoas ligadas ao Estado).
    Curiosamente os venezuelanos no governo Hugo Chaves passaram pelo mesmo fenômeno do desarmamento...nós também (assustador). É incrível e ao mesmo tempo fico feliz dos brasileiros terem acorda a tempo...
    Tempo atrás eu acharia exagero dizer que a Venezuela acabaria em guerra civil, hoje acho quase impossível a Venezuela não explodir em guerra civil de proporções jamais vista nas nossas fronteiras.
    Abraço!

  2. 21/07/2017  19:36 by César Azevedo Rodrigues Responder

    A Venezuela sofre um forte ataque de duas gangs de carrapatos. Com o Maduro estão a gang dos Castros e com a oposição a gang dos Rockefellers/Rotshild. Os dois disputam o butin que são as riquezas da Venezuela. Como a Venezuela está no Caribe eles são autênticos piratas do Caribe.

  3. 21/07/2017  18:13 by Lucas Iglesias Responder

    Eu tenho pena de gente que vem em fórum só pra falar do Lula ou citar a palavra "esquerdopata", pois notasse que essas pessoas não passam de fanáticos políticos. (Não sou petista nem esquerdopata antes que os revoltados online venham me atacar).

    A verdade é que esses 32 mil brasileiros na Venezuela ficaram a deriva, o governo não se importa nem com o povo que mora aqui, quem dirá com os que moram fora. Como se diz, isso é só pra "inglês ver".

  4. 21/07/2017  12:36 by Gil Responder

    Quem a pisado uma embaixada ou consulado brasileiro, sabe o inutil que essas instituições são pra quem esta viajando ou morando no exterior.

    Creio que o Brasil e seu governo deveria de se preocupar com as quase 100 mil pessoas que sao oficialmente assasinadas (ao ano) e que fazem dessa nação, o pais mais violento do mundo.

  5. 21/07/2017  12:19 by Gabriel oliveira Responder

    A verdade é que a ONU é tão suja quanto ele,a ONU só se importa com seus proprios interesses,sobre o Maduro e isso já é coisa falada a muito tempo parece que a midia simplesmente ignora o fato que há um ditador louco no poder da Venezuela.ainda se referem a ele como presidente assim como se referiam ao assassino do Fidel,a grande verdade como o amigo a cima citou o Lula não só financiou essas ditadoras na Venezuela como financiou toda a esquerda na américa latina.

  6. 21/07/2017  10:32 by jose luiz esposito Responder

    Os brasileiros do Estado Rio de Janeiro estão a própria sorte ,e o nosso Governo e nossos políticos, principalmente os do próprio Estado não não tem aí , estiveram em Brasília pedindo ajuda em Homens da Força Nacional e até do Exército, porém no Estado a sua PM tem 3000 mil homens a disposição de Deputados e Vereadores para suas seguranças pessoais ( o povo se dane ) , mais 4000 homens lotados somente para administração , quando o pessoal civil e sem preparo policial poderia , muito bem tocar a administração , com 7000 homens , não seria necessário ajuda de Brasília e nenhum gasto a mais , mas estes devem ser apadrinhados políticos ,então nós estamos preocupados com brasileiros da Venezuela , quando na área metropolitana do Rio de Janeiro, mais de 11 milhões estão em RISCO !!

  7. 21/07/2017  6:51 by Topol Responder

    Aqui no Brasil também precisamos de uma guerra... guerra contra os politicos... na hora que começar aparecer deputado morto quem sabe a coisa comece a melhorar

  8. 20/07/2017  19:55 by César Pereira Responder

    Isso tudo infelizmente é pura falácia os governos brasileiros nunca ligaram para os brasileiros residentes no país,muito menos para os que se encontram no exterior !
    Os brasileiros que estão na Venezuela, terão que se virar sozinhos, essa é a verdade !

  9. 20/07/2017  19:06 by Andre Responder

    A esquerda adotou esse tal "gopi" como bandeira política: o juiz Sérgio Moro prendeu ou fez condução coercitiva do Lula é golpe, Hugo Chaves tem crise econômica é golpe (dos yankes), o Maduro está vendo seu reinado se desmoronando é golpe (patrocinado pelos yankes malvados). Só que votação secreta onde a Dilma foi escolhida, não eleita, também é golpe senhores socialistas. Fralde!
    E de pensar que essa crise na Venezuela foi iniciada pelo Lula com seu foro de são paulo que colocou o Hugo lá, por consequência, o Maduro. Nunca vejo o tal conselho de segurança da onu fazer uma reunião de emergência sobre a crise venezuelana. Sera que seus conselhos são seletivos, vai de acordo com seus interesses?
    Boa sorte ao povo venezuelano.

  10. 20/07/2017  17:06 by Adriano silva Responder

    Nossa! Que Tem de bom,os brasileiros... vão morar na Venezuela?

Leave a reply

 

Your email address will not be published.