Um avião com 200 passageiros a bordo perde comunicação com controle de tráfego aéreo alemão e é interceptado por caças das Forças Armadas. Pouso de emergência é realizado em Stuttgart. Voo ia de Seul para Zurique.

Caças da Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) tiveram que interceptar um avião sul-coreano na noite deste sábado (15/07), depois de a comunicação com a aeronave ter sido perdida.

O avião, um Boeing 777 da Korean Air com cerca de 200 passageiros a bordo, decolou da capital Seul e deveria pousar na cidade suíça de Zurique. No entanto, quando sobrevoava o sudoeste da Alemanha, o canal de comunicação com os controladores de tráfego aéreo foi interrompido.

Seguindo o procedimento previsto para esses casos, a Bundeswehr ordenou que dois de seus caças interceptassem a aeronave. O Boeing foi escoltado pelos jatos até o aeroporto da cidade alemã de Stuttgart, onde realizou um pouso de emergência.

Segundo relatou a imprensa alemã, os moradores de Stuttgart puderam ouvir estrondos sônicos quando os caças decolaram, a velocidade era tão alta que eles romperam a barreira do som. A polícia informou ter recebido cerca de 250 ligações de pessoas preocupadas com o barulho.

O site Flightradar24, que faz rastreamento de voos e mostra o tráfego aéreo em tempo real, divulgou em rede social o trajeto do avião da Korean Air no espaço aéreo alemão durante a interceptação.

Os 211 passageiros do voo tiveram que passar a noite no aeroporto alemão, partindo apenas na manhã deste domingo em direção a Zurique, mas de ônibus, afirmou um porta-voz do aeroporto de Stuttgart. A distância entre as duas cidades é de cerca de 220 quilômetros.

A aeronave sul-coreana também permaneceu em solo alemão para passar por inspeções. Segundo agências de notícias, foi detectado apenas um problema simples no equipamento de transmissão.

Na sexta-feira, a Bundeswehr viveu um incidente semelhante. Dois caças foram enviados para interceptar um avião comercial egípcio que também perdeu contato com o controle de tráfego aéreo. A comunicação, no entanto, foi restabelecida, não sendo necessário um pouso de emergência.

FONTE : DW