Dois militares equatorianos saíram ilesos depois de ejetarem-se de um avião de treinamento que apresentou um problema ao sobrevoar o porto pesqueiro de Manta, no sudoeste do país, nesta segunda-feira (19). A aeronave era um A-29 Super Tucano de fabricação brasileira, segundo o porta-voz da Força Aérea do Equador, coronel Galo Venegas.

Não foram dados mais detalhes sobre a falha apresentada pela aeronave. A Junta Investigadora de Acidentes deverá investigar as possíveis causas, segundo Venegas.

Segundo o jornal El Comercio, de Quito, uma testemunha teria visto fogo saindo de uma das asas da aeronave antes da queda. Os dois militares foram resgatados e levados para o hospital da Força Aérea, que fica a aproximadamente um quilômetro do local do acidente.

A Direção Geral de Aviação Civil informou pelo Twitter que o avião “caiu em uma zona não povoada” e que “não houve danos a terceiros”.