A DefenSea Consultoria participou da primeira fase do processo de seleção conduzido pela Marinha do Brasil para a obtenção de quatro Corvetas da Classe Tamandaré.



A DefenSea prestou assessoria para a STM Savunma Teknolojileri Mühendislik ve Tic. A.Ş., empresa turca que apresentou uma proposta baseada nas Corvetas Classe ADA, em operação na Marinha daquele país desde 2011. Estes navios já participaram de várias operações multinacionais em diversas partes do mundo.

A STM selecionou como parceiros o estaleiro Brasfels, que possui uma área própria para a construção de navios militares em Angra dos Reis (RJ); a Thales e a Omnisys Engenharia; e a Fundação Ezute.

O projeto da STM prevê um design de casco com características Stealth, e atende a todos os requisitos operacionais estabelecidos pela Marinha do Brasil, inclusive quanto ao conteúdo local.

A proposta técnica comercial da STM foi entregue à Marinha do Brasil na manhã de 18 de junho de 2018, com a presença de representantes da DefenSea Consultoria.



 

4 Comments

 

  1. 22/06/2018  16:40 by Cleber Responder

    Projeto interessante , parece uma fragata .

  2. 22/06/2018  13:29 by felipe Responder

    otimo projeto de corvetas

  3. 22/06/2018  12:48 by Foxtrot Responder

    Não entendo a MB, investiram tanto dinheiro em desenvolvimento do projeto do CPN, em testes do casco tanto no Brasil como no exterior etc..
    Agora tem a possibilidade de adquirirem um projeto de casco estrangeiro.
    Não acho que seria a melhor opção, acho que a melhor opção será sempre adotar o projeto nacional (quando o mesmo existe).
    Deixando para adquiri do exterior apenas quando não há nada localmente, ou seja; o que prega uma das leis da EDN/PDN.

  4. 22/06/2018  9:20 by Marujo Responder

    Se for a versão acima de três mil toneladas, é interessante.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.