PEQUIM/BEDMINSTER, Nova Jersey (Reuters) – A China ficará neutra se a Coreia do Norte lançar um ataque que ameace os Estados Unidos, disse um jornal estatal chinês nesta sexta-feira, alertando Pyongyang a respeito de seus planos de disparar mísseis perto de Guam, território norte-americano no oceano Pacífico.

Os comentários foram publicados no influente Global Times depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, intensificar a retórica contra a Coreia do Norte na quinta-feira dizendo que sua ameaça anterior de desencadear “fogo e fúria” contra Pyongyang caso esta inicie um ataque pode não ter sido o bastante.

Os mercados de ações asiáticos voltaram a sofrer quedas nesta sexta-feira, e as ações europeias parecem a caminho de sua pior semana neste ano por causa das tensões sobre a Coreia do Norte.

“Esta situação está começando a se transformar no momento ‘crise dos mísseis de Cuba’ desta geração”, disse o economista-chefe para a Ásia da ING, Robert Carnell, em uma nota a clientes.

“Enquanto o presidente dos EUA insistir em agravar a guerra de palavras, é cada vez menor a chance de qualquer solução diplomática”.

A China, aliada e parceira comercial mais importante da Coreia do Norte, reiterou os pedidos de calma durante a crise atual. Pequim já expressou frustração tanto com os testes nucleares e de mísseis de Pyongyang quanto com o comportamento da Coreia do Sul e dos EUA, como exercícios militares, que acredita elevarem as tensões.

“A China também deveria deixar claro que, se a Coreia do Norte lançar mísseis que ameacem o solo dos EUA primeiro e os EUA retaliarem, a China permanecerá neutra”, disse o Global Times, que é amplamente lido, mas não representa as políticas governamentais, em um editorial.

“Se os EUA e a Coreia do Sul realizarem ataques e tentarem depor o regime norte-coreano e mudar o padrão político da Península Coreana, a China os impedirá de fazê-lo”, afirmou.

O Ministério das Relações Exteriores chinês reiterou seu clamor para todas as partes se pronunciarem e agirem cautelosamente e fazerem mais para amenizar a situação, ao invés de seguirem o “velho caminho” das demonstrações de força mútua e elevar a tensão continuamente.

Na quinta-feira a agência de notícias estatal norte-coreana KCNA disse que o Exército do país finalizará em meados de agosto os planos para disparar quatro mísseis de alcance intermediário sobre o Japão para caírem perto de Guam.

 

4 Comments

 

  1. 11/08/2017  13:07 by FERNANDO

    Eu blefo

    A China fica neutra mesmo que os Estados Unidos ataquem!

    Não vai investir numa guerra inútil!

    A China é maior que isso!

  2. 11/08/2017  17:09 by Andre

    Esse tal Global Times defende ditaduras explicitamente? O ditador ameaça os Estados Unidos, ameaça seus aliados na Ásia e esse economista acha que o presidente deve dizer sim senhor ao coreano? Quer dizer então que se o americano não se manifestasse duramente contra esse tirano a diplomacia norte coreana se sentaria á mesa de negociação? Esse pessoal se acostumou tanto com o Obama na Casa Branca que acha que todos são iguais a ele. É cada uma que se lê.
    E o autor dessa frase do título é o próprio Global Times e não uma posição dos chineses.

  3. 12/08/2017  9:06 by jose luiz esposito

    Então vamos pedir aos EUA que derrubem a Família Saudi da Arabia , pior Ditadura não há , depois a China nunca Blefou desde 1949 , ela parte pra cima e também não blefará no Mar do Sul da China , quem Blefa é o Titio ,alias coitado do Trump esta ficando Nervoso com o Gordinho, acabará tendo um Infarte ou Internado em Hospício , o Líder Falastrão já tentou de tudo , fez desfile Naval , Chamou para Conversar , mas **Conversar Fiado** ! Ele tem que Respeitar a Coreia do Norte e pronto , Palhaçada fica para o Consumo Interno ;reparem que já vive descabelado , já esta passando a mudar de Alvo ,aponta ao lado Venezuelano ,mas também com certeza se dará mal ,toda a Latino América ficará contra e depois terá que receber
    seus Soldadinhos em Sacos Pretos ,todos sabem quem realmente ameaça , nós conhecemos bem os EUA .

  4. 12/08/2017  19:54 by MAGNVS

    Duvido que a China nao entre na guerra se USA, CS e JP colocarem tropas p invadir a CN. Sem contar q no caso de uma guerra aberta quem vai perder influencia é a China pois isso vai ser como assinar um cheque em branco p os USA atacarem as ilhas artificiais q Pequim considera sendo dela.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.