Vice-Almirante Hecht, o Contra-Almirante Chaves e o Contra-Almirante Vazquez acompanharam o Almirante de Esquadra Küster durante a visita à Corveta “Barroso”

No dia 28 de fevereiro, foi realizada a cerimônia de passagem do cargo de Comandante da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL), no porto de Beirute, no Líbano. Na ocasião, o Contra-Almirante Sérgio Fernando de Amaral Chaves Junior passou o Comando da Força-Tarefa para o Contra-Almirante Eduardo Machado Vazquez.



O Comandante de Operações Navais (CON), Almirante de Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster, participou do evento, que fez parte da agenda de compromissos durante a sua passagem pelo país.

A cerimônia foi presidida pelo Force Commander da UNIFIL, General de Divisão do Exército Irlandês, Michael Beary, e contou com a presença do Embaixador do Brasil no Líbano, Jorge Geraldo Kadri; do Comandante da Marinha do Líbano, Contra-Almirante Housni Daher; do Vice-Chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, Vice-Almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht; dentre representações de diversos países e membros militares e civis da sociedade local.

Visita ao Navio-Capitânia

No dia anterior (27), o Almirante Küster visitou o atual Navio-Capitânia da FTM-UNIFIL, a Corveta Barroso ( V 34). Na ocasião, o CON teve a oportunidade de visitar as instalações e se dirigir à tripulação do navio, que está na missão desde 15 de setembro de 2017.

Durante os seis meses a frente da Operação “Líbano XII”, a Corveta “Barroso” contribuiu, dentre outros aspectos, para evitar a entrada armamento não autorizado pelo governo libanês pelo mar, por meio de Operações de Interdição Marítima e para auxiliar a Marinha Libanesa no treinamento do seu pessoal.

A Corveta “Barroso” será substituída pela Fragata “Independência” durante a cerimônia transferência, denominada handover, que ocorrerá ainda no mês de março de 2018.

FONTE e FOTO: MB



 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.