DGS 750_LANCHA RIO BRANCO (2)_ EM ALTA

A Rio Branco 01, lancha orgânica do NHoFlu, vai executar o sensoriamento em águas de acesso restrito para o Projeto de Cartografia da Amazônia

Rio de Janeiro, Novembro de 2014 _ A Marinha brasileira realizou a Prova de Mar da lancha orgânica Rio Branco 01, modelo exclusivo do estaleiro DGS Defence que vai equipar o navio hidroceonagráfico fluvial NHoFlu, atualmente em construção pelo estaleiro INACE, em Fortaleza (CE). O NhoFlu tem uma importante missão: realizar o novo mapeamento cartográfico de rios da Amazônia.

A Rio Branco 01 é um modelo DGS 750 cabinado e totalmente adaptado para a missão do seu cliente. A lancha teve sua concepção pautada em requisitos técnicos e operacionais estabelecidos pela Diretoria de Engenharia Naval e pelo Centro de Hidrografia da Marinha, e contou ainda com o apoio da Base de Hidrografia da Marinha, em Niterói (RJ), no desenvolvimento dos equipamentos científicos.

DGS 750_lancha Rio Branco_FOTO

A DGS Defence foi selecionada pelo estaleiro INACE, após o processo de busca e qualificação no mercado. A experiência e o sucesso no fornecimento de embarcações militares e de pesquisa muito contribuíram para a escolha do estaleiro construtor. A Marinha do Brasil destaca ainda o emprego quase que integral de tecnologia, materiais, equipamentos e mão de obra nacionais no processo de fabricação da lancha pela DGS.

A Rio Branco 01 vai participar do sensoriamento hidroceanográfico de águas de acesso restrito, operando como um braço do NHoFlu, o que vai aumentar ainda mais a capacidade de atuação do novo navio da Marinha no Projeto de Cartografia da Amazônia.

Características técnicas da Rio Branco 01

Material: Polietileno de Alta Densidade (PEAD)

Comprimento: 7,5m

Boca: 2,4m

Deslocamento: 3 ton

Velocidade Máxima: 36 nós

Tripulação: 6

Propulsão: 2 motores 150HP (controle eletrônico)

Geração de Energia: 2 geradores de 2 KVA

Equipamentos Científicos:

Ecobatímetro Monofeixe Sinrad EA400 SP

Ecobatímetro Multifeixe Edgetech 272 TD

 

2 Comments

 

  1. 10/11/2014  22:03 by Marco Responder

    É bem compacto, aprox. 25 pés, eu o vi rapidamente no ICRJ, os motores são de injeção direta, tem praticamente o dobro da potência para esse tamanho de casco, deve ter Ar Condicionado (deveria) pois me pareceu muito fechado e tem geradores. Que bom que agora sei para onde vai pois achei à princípio muito dinheiro numa unidade tão compacta, num navio hidroceanográfico faz todo o sentido.

  2. 10/11/2014  21:53 by Jose Luiz Motta Responder

    Muito bom, acredito que mesmo nao sendo um equipamento muito sofisticado, é mais um trabalho realizado por brasileiros atendendo as exigencias da nossa marinha.
    Acredito também que é necessário um desenvolvimento arquitetonico melhor porque o projeto das janelas e mesmo da cabine deixa muito a desejar.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.