Gavião Peixoto – SP, 9 de outubro de 2018 – A Embraer alcançou outro marco importante hoje, com a conclusão do primeiro voo do primeiro avião de transporte multimissão KC-390 de série.



Conforme acordado com a Força Aérea Brasileira, a aeronave passará a fazer parte da campanha de testes de voo, na qual já foram registradas mais de 1.900 horas de voo.

A certificação civil da aeronave básica será concedida pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e deverá ser alcançada em breve.

“Hoje celebramos outro marco importante na produção do KC-390”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “Esta aeronave combina excelente flexibilidade com desempenho e produtividade superiores”.

O KC-390 da Embraer é uma aeronave de transporte tático, desenvolvida para estabelecer novos padrões na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. É capaz de realizar diversas missões, como transporte e lançamento de cargas e tropas, reabastecimento em voo, busca e salvamento e combate a incêndios florestais.

FONTE: Embraer Defesa & Segurança



 

27 Comments

 

  1. 10/10/2018  13:42 by Valter Junior Responder

    Prezado, trata-se do vôo da primeira aeronave DE SÉRIE, que no entanto, devido a indisponibilidade do Protótipo ZNF será usado na finalização da campanha de ensaios.

  2. 10/10/2018  10:16 by Roberto da Silva Rocha Responder

    Em primeiro lugar a EMBRAER é um cluster composto de DCTA, ITA, EMBRAER. Sinto informar que s americanos estão comprando gato por lebre.
    Começando do início. Os EUA possui uma demanda de matemáticos desde a guerra fria. Para tentar resolver criaram uma tentativa de revolução no ensino médio High school mas não deu resultado.
    Em fins dos anos 80 a ex URSS formava 300 mil matemáticos contra 150 mil por ano.
    Hoje a Rússia forma 510 mil por ano, só perde para a China 1600 mil e Índia 650 mil.
    O que ba Boeing está comprando não são os projetos, são os engenheiros da EMBRAER.

    • 10/10/2018  15:45 by fernandoEMB Responder

      Em primeiro lugar os engenheiros formados no ITA vão para o mercado financeiro.
      Os da Embraer vem das mais diversas universidades.
      Segundo... E aí concordo contigo, estão de olho sim em nossa engenharia, pois sabem da nossa competência (mais do que comprovada).
      Mas discordo que seja só isso... Estão de olho no E2, e muito, pois é um complemento perfeito para sua linda de produtos.

  3. 10/10/2018  10:13 by Ricardo de Carvalho Oliveira Responder

    Prezados também sou apaixonado por aviação, mas leigo no assunto. Tenho acompanhado com apreensão a venda da Embraer (por favor, não tentem me convencer que é uma parceria. Sou leigo, mas não sou ignorante). Escrevi cartas à Aeronáutica, à própria Embraer e a um dos representantes de acionistas minoritários questionando em que esta transação é interessante para a própria Embraer e para o Brasil. Ninguém me respondeu. Procurei no Google e encontrei, como resposta, "Porque a Embraer é importante para a Boeing". Quando o Sr Ozires Silva disse que o negócio era bom para a Embraer me perguntei o que importa ser bom para a Embraer depois que ela se tornar americana? Disseram que a Embraer Defesa seria preservada, mas acho que a Boeing pensa diferente. Sei que não sou o único com este tipo de dúvidas, por isso gostaria de sugerir que este assunto fosse objeto de uma reportagem ou que os colegas, que tenham INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS, as apresentassem.

    • 10/10/2018  16:07 by WESLEY ALVES DA FONSECA Responder

      Concordo com absolutamente tudo q vc falou. Onde eu assino?

    • 10/10/2018  18:42 by Otavio Costa Responder

      A Embraer é dos acionistas, o Governo tem só 3,6 por cento das ações. O mundo dos negócios é assim mesmo. Os próprios EUA já venderam muitas de suas empresas inclusive suas tradicionais cervejarias para a AmBev. Suas fábricas de whisky estão lá mas são dos acionistas que poderão sair quando for interessante para eles. A Embraer não tem capital para continuar investindo. Negócios se fazem com a cabeça e não o coração.

      • 10/10/2018  20:09 by Philippe Responder

        Só esqueceu de mencionar que o governo possui a Golden share da companhia por motivos estratégicos. Negócios como esses se fazem com soberania, não com entreguismo. O interesse estrangeiro é escuso, só não vê quem não quer.

      • 10/10/2018  20:33 by Veronezzi Responder

        Mas os EUA não aceitam vender a Boeing, a empresa que faz o F22 e F35, as suas ferrovias, as empresas que produzem satélites, e várias outras consideradas estratégicas

      • 11/10/2018  1:55 by Esteves Responder

        Não me pareceu uma cabeça inteligente essa da tua alegoria, muito menos um coração bom, uma cabeça burra que compara empresas estratégicas de defesa com cervejarias ou whisky, e ou um coração impuro que desinteressa a própria Nação! Uma lástima, com ares de superioridade, um abraço,

  4. 10/10/2018  7:54 by Rafael Responder

    Imã pena porque perdemos grande parte da Embraer para ps americanos.E nem o governo brasileiro, nem a FAB?, se pronunciaram. Agora este avião vai ser fabricado nos EUA e a FAB vai pagar com milhares de dólares por um produto que eta nosso. Não pode ser só burrice . Deve ter muito angú debaixo dessa carne
    Isto sem falar no desemprego de mão de obra altamente especializada. E na mancha feia que ficará no orgulho brasileiro

    • 10/10/2018  9:07 by Daniel da Silveira Responder

      Nem é tanto "orgulho nacional" assim, pois a esmagadora maioria do capital da Embraer já é estrangeiro. Abraços

    • 10/10/2018  9:30 by fernandoEMB Responder

      Rafael... Por favor informe-se melhor antes de postar. Nada do que disse é verdade e conduz com os fatos até agora apresentados.

    • 10/10/2018  10:39 by Leonardo Rodrigues Responder

      Rafael, apesar de alguns equívocos, no todo você tem razão. Estamos entregando a fabricação e a distribuição desta aeronave que foi projetada pela Embraer e Governo que detém os direitos.No entanto mais do que conhecimento e capitalização são os empregos que seriam gerados aqui e fomentam a economia local agora correm risco de serem levados a outros países. Claro que deve ter angu, um deles é o lucro dos acionistas e outro o entreguismo deste governo déspota.

      • 10/10/2018  10:41 by fernandoEMB Responder

        Acho que você também deve se informar melhor.

      • 10/10/2018  13:20 by Breno Responder

        Vc tbm deveria se informar, se nem tudo do KC-390 é feito aqui.. Ele não vai ser fabricado nos EUA, fabricar e montar são coisas diferentes, sabia disso? Vira o disco um pouco...

  5. 10/10/2018  2:29 by Esteves Responder

    Boa noite senhores, sou leigo no assunto, mas me parece que, de que adianta vibrarmos com este sucesso se já vendemos nossa empresa e orgulho para os EUA? Peço perdão se sou importuno ou se estiver equivocado,
    Um abraço,

    • 10/10/2018  6:26 by Very True Responder

      SIM, foram brasileiros que conseguiram essa proeza.

    • 10/10/2018  6:58 by Idk Responder

      Adianta porque esse avião irá equipar a força aérea. Adianta porque nem toda a EMBRAER é dos EUA.

  6. 09/10/2018  23:01 by Luiz Carlos Rossini Responder

    Seu apaixonado por aeronaves, o KC-390 é belíssimo.
    Sempre fico de olho quando este sobrevoa a cidade de Matão, inclusive hoje. Mas um avião que tenho muita admiração é o Ipanema, uma história de sucesso desde a década de 1970.

  7. 09/10/2018  22:14 by Antônio Carlos Responder

    O potencial brasileiro tem que ser levado a sério

  8. 09/10/2018  21:51 by Elaine Responder

    Adoro quando fazem os testes e sobrevoam a minha cidade(Taquaritinga), mas este voo não passou por aqui😔.O KC 390 é lindo.

    • 09/10/2018  22:15 by Fernando EMB Responder

      Leia com atenção que a resposta está no texto...

  9. 09/10/2018  21:43 by VITOR MORO CONQUE Responder

    Como pode ser o primeiro vôo se já tem 1900 hrs de teste?

    • 09/10/2018  23:01 by Luiz Padilha Responder

      Primeiro voo da aeronave de série. Está escrito no texto.

  10. 09/10/2018  20:36 by Felipe Maia Responder

    Alguma notícia do 001?

    • 09/10/2018  20:51 by Luiz Padilha Responder

      Nada.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.