No dia 14 de dezembro de 2018, o 1º Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino (HS-1) foi acionado para prover a Aeronave de Serviço da Esquadra (ASE), em virtude da solicitação recebida pelo Serviço de Busca e Salvamento da Marinha (SALVAMAR) para a Evacuação Médica (EVAM) de um tripulante do navio “Amelia Pacific”, que se encontrava a cerca de 150 milhas náuticas (cerca de 277 quilômetros) da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia-RJ.



Segundo informação repassada ao SALVAMAR, um tripulante de nacionalidade ucraniana, apresentava suspeita de AVC e foi determinado que a ASE o removesse o para o Aeroporto Santos Dumont, localizado no Rio de Janeiro-RJ.

A aeronave SH-16 Seahawk N-3036 (Guerreiro 36) composta por uma tripulação de sete militares, incluindo os pilotos, Capitão-Tenente Astor Blanco e Capitão-Tenente Lailton, os operadores, Sargento Anderson Furriel e Sargento Consule, os resgatistas, Sargento Carvalho e Sargento Cáfaro, e a médica, Capitão-Tenente (Md) Carina Dornelles dirigiu-se à posição reportada do navio.

Chegando ao encontro do navio, foi realizado o PICK-UP (içamento e arriamento de cargas/pessoal pelo guincho da aeronave) por maca, pois tratava-se de um navio tanque, que não possui estação de transferência para operações com aeronaves.

Finalizado o embarque do enfermo, o Guerreiro 36 dirigiu-se para o Aeroporto Santos Dumont, onde o transferiu para uma equipe médica que se encontrava naquele aeródromo.

FONTE E FOTO: MB



 

1 Comment

 

  1. 08/01/2019  11:41 by Carlão Responder

    Me parece ,que quando a Boca esquenta os Hawck , é quem vão enfrentar a missão !

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.