21 Comments

 

  1. 28/04/2018  19:05 by Joseman Fernandes Responder

    Calibre de "caçar cunhado". 223 pra quê? Cidade, certo.
    O famoso double tap na Rodésia, com o 7,62mm, nunca teve substituto.
    O .223 é preciso, leve, de logística boa. Mas, é um .22. Só isso. Preconceito meu, talvez.

  2. 17/04/2018  23:51 by Marocs Ponti Responder

    So depois que a Embraer comecou a vender avioes no mercado americano que brasileiros comecaram a comprar avioes da Embraer.
    Assim temos certas pessoas que duvidam de nossos produtos sempre achando que o melhor sempre e o que vem de fora. E aquela velha coisa chamada de sentimento de vira-lata.

  3. 17/04/2018  19:19 by Agnelo Responder

    Leiam no Subitem de Despesa:
    Conforme Edital e anexos.
    Então...
    Esse preco é só a unidade do Fuzil mesmo?
    Sds

  4. 17/04/2018  9:32 by Eduardo Ramos Responder

    Se o cidadão pudesse adquirir um arma desse porte para defesa, esporte, recreação, caça etc , certamente os preços iriam cair pois iria-se produzir mais sem essas vergonha de um preço absurdo por uma arma.

  5. 17/04/2018  8:43 by tomcat3.7 Responder

    Estão chorando(pode até ser que esteja um pouco salgado o preço), mas não se esqueçam que os outros fuzis teem preço em dólar ou euro e que este é feito localmente, em caso de necessidade(guerra/conflito) basta uma encomenda e se produz aos montes assim como as munições. Parabéns ao EB que com pés no chão está se reestruturando e modernizando mesmo com toda a falta de dindin e descaso do governo e de parte da população.

  6. 17/04/2018  8:36 by Bardini Responder

    Valor unitário de R$ 6.410,00 ?????
    .
    Ou seja, estamos rasgando U$ 1.875,00 em cada Fuzil 5,56 gambiarra... Parabéns aos envolvidos nesse roubo.

    • 28/04/2018  19:07 by Joseman Fernandes Responder

      E poderíamos adquirir ArmaLight por preço parecido. Mas não, vamos comprar essa traquitana cara pra caçar cunhado.

  7. 17/04/2018  1:47 by Mf Responder

    Ótimo agora temos que aguentar até por aqui foristas russofilos amantes de Cuba e de mimimi com qualquer coisa que não seja russa ou chinesa. Que mundo.

    Parabéns ao EB!

  8. 16/04/2018  22:09 by Esteves Responder

    4 mil é um pedido. Todos os 7.62 das Armas estão sendo substituídos pelos 5.56.

    Venezuelano escova dente com grama. Supermercados não oferecem pasta de dente há 2 anos. Sabonete é vendido com vale = 1 por semana. Quando acaba lava o corpo com cuspe.

    Tem 15 mil venezuelanos na fronteira esperando. Outros 50 mil aguardam a vez.

    A China existe há mais de 5 mil anos. Foi unificada antes de Cristo. Chineses conheciam metalurgia e cunhavam espadas há 3 mil anos. Arqueólogos descobriram cidades chinesas de 10 mil anos com redes de água e esgotos.

    Quando portugueses chegaram ao Brasil encontraram índios que não conheciam o círculo. Viviam de comer mandioca e uns aos outros. Literalmente.

  9. 16/04/2018  21:26 by rafaeL Responder

    e o salário ohhhhh !!!

  10. 16/04/2018  21:01 by romario Responder

    A Venezuela adquiriu e distribuiu para cidadãos homens civis 1.000.000 de fuzis, que utilizarão esse armamento em defesa da nação, em auxilio as forças armadas. Aqui o pessoal se regozija com 4.000 armas para as forças armadas. A Classe dominante aqui sempre será slave. China, 68 anos de independência, Brasil, 195. Precisa desenhar?

    • 17/04/2018  0:09 by Flanker Responder

      Ah, tá! Agora a Venezuela é um exemplo a ser seguido? Sim, é um exemplo de como não fazer as coisas! E entregar fuzis nas mãos de cidadãos comuns é defender um país? Se você pensa que sim, não há nem o que discutir! É perda de tempo.....

      • 19/04/2018  22:34 by romario Responder

        Na Suíça, o cidadão comum tem fuzil em sua residência para, em um confronto com outro país, ele auxilie as forças armadas de seu país. Na suíça pode, na Venezuela não. Rapaz, deixe de ser escravo da informação norte americana via GLOBO.

  11. 16/04/2018  21:00 by Esteves Responder

    Havendo similar nacional as Armas são obrigadas a comprar aqui. O mercado de armamentos no Brasil é dominado pela CBC dona da Forjas Taurus grande lobista no Congresso Nacional. Os problemas das Armas com a Taurus são conhecidos.

    A Imbel é uma estatal. Está falida. Foi criada para produzir e vender às Armas. Não deu certo.

    A Taurus vende uma caixa de munições para o EB por 120. Exporta por 20.

    Não é novidade. Pagamos 30 pelo quilo da carne. As processadoras vendem a carne selecionada, cortada e embalada para o mercado externo por 11 reais/kg. Pagamos esse preço em razão da Operação Carne Fraca que derrubou os preços internos. A carne poderia estar custando 50.

    Bem...a carne é fraca.

  12. 16/04/2018  20:24 by Vitor hugo Responder

    Poderia adquirir fuzis Galil, produzidos na Colômbia por menos de 1/3 deste valor. E muito, muito superiores a esta carniça.

  13. 16/04/2018  19:25 by Lucas Iglesias Responder

    Aos moderadores, queria saber porque meu comentário anterior não foi postado, falei algo errado?

  14. 16/04/2018  18:54 by Wellington Responder

    Deve ser para ajudar a Imbel pagar as contas, única explicação.

  15. 16/04/2018  18:32 by Biscola Grey Responder

    Tá de graça...

  16. 16/04/2018  16:10 by Lucas Iglesias Responder

    Um fuzil Imbel Ia2 liso vale R$ 6.410,00?

    • 16/04/2018  17:29 by Doug385 Responder

      Pra você ver.

      • 16/04/2018  18:06 by Lucas Iglesias Responder

        Superfaturado? Só um pouco! Kkkkkk
        Se for pra pagar esse preço, melhor equipar a tropa com FN Scar então.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.