DJIGIT 9K338 Igla-S e RBS 70 - Foto: Victor Barreira

Por Victor Barreira

O 12° Grupo De Artilharia Antiaérea de Selva, sediado em Manaus, vai se unir à 1° Brigada de Artilharia Antiaérea, sediada em Guarujá em 2018, de acordo com um documento oficial visto por IHS Jane’s.

Ainda neste ano de 2017, a 3ª Bateria de Artilharia Antiaérea (3ª Bia AAAe), sediada em Uruguaiana (RS), será transformada no 9º Grupo de Artilharia Antiaérea (9º GAAAe ). A nova unidade ficará baseada em Três Lagoas(MS).

Outros mudanças importantes em consonância com o Plano Estratégico do Exército para 2017, inclui transformar a 3ª Artilharia Antiaérea da bateria (3ª Bia AAAE) de Uruguaiana, Estado do Rio Grande do Sul, em 9º Grupo de Artilharia Antiaérea (9º GAAAe ) e a realocação em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul.

A 14ª Bateria de Artilharia Antiaérea (14ª Bia AAAe) em Olinda, Estado de Pernambuco, foi desativada oficialmente em 20 de Dezembro de 2016 para formar o 12º Grupo de Artilharia Antiaérea de Selva (12º GAAAe Sl) em Manaus, Estado do Amazonas, equipado com sistemas de mísseis RBS 70 e DJIGIT 9K338 Igla-S.

A 11ª Bateria Artilharia Antiaérea Autopropulsada (11ª Bia AAAe AP) com seus sistemas de armas anti-aéreas auto-propulsadas Gepard 1A2s, que faz parte da 5ª blindada Brigada de Infantaria (5ª Bda Inf Bld), mudou-se de Ponta Grossa para Rio Negro, Estado do Paraná.

O exército também realizou um estudo para estabelecer um comando da defesa antiaérea.

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: DAN

FONTE: IHS Jane’s