54Primeira fase da Campanha de Ensaio para certificação do sistema de Reabastecimento em Voo (REVO) do helicóptero H-36 Caracal está sendo realizada

No período de 10 a 21 de dezembro de 2018, militares da Força Aérea Brasileira (FAB) realizam a primeira fase da Campanha de Ensaio para certificação do sistema de Reabastecimento em Voo (REVO) do helicóptero H-36 Caracal, versão operacional FAB, com a aeronave tanker KC-130H, garantindo ao Brasil ser o primeiro país da América do Sul com a capacidade de reabastecimento em voo com helicóptero.



A operação acontece na Ala 11 (Galeão), Rio de Janeiro (RJ), com o objetivo de certificar, tanto em condições diurnas quanto noturnas (assistida com NVG e desassistida). Dessa forma, serão conduzidas avaliações específicas de ambas as aeronaves para determinar um envelope seguro contendo velocidade, altitude e configurações específicas.

Durante esta fase, são executados ensaios em solo com o objetivo de atestar o correto funcionamento do sistema por meio de cheques funcionais e compatibilidade NVG entre as aeronaves por meio de avaliações qualitativas. Os ensaios em voo com conexão a seco tem o objetivo de avaliar a capacidade de reabastecimento em voo por meio das avaliações do grau de turbulência, verificação de possível interferência na leitura do sistema anemométrico devido à perturbação do ar e verificação do funcionamento do sistema mecânico em voo.

A coordenação da campanha é do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), que participa com duas de suas unidades: o Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), organização militar que atua na certificação de sistemas de gestão da qualidade e o Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), que desde 2014 vêm atuando nas previsões teóricas e preparo desta campanha.

Em agosto deste ano, aproximadamente 10 militares que fazem parte da Operação realizaram um intercâmbio na United States Air Force (USAF), em que foi possível se familiarizar com cada uma das etapas do REVO. “Foi uma oportunidade de verificar quais os procedimentos são aplicáveis para nossa aeronave e elevar o nível de segurança dos ensaios”, aponta o Tenente Luís Gustavo Leandro de Paula, engenheiro de ensaio em voo do IPEV.

A transferência de combustível em voo possibilita ao H-36 alcançar os extremos dos 22 milhões de km2 do território brasileiro, para cumprir as missões de resgate no mar, ajudas humanitárias, infiltrações de tropas e transporte de militares em locais estratégicos. Para o Major Aviador Bruno Roque Teixeira, piloto de ensaio e responsável pelo planejamento da campanha, os benefícios do REVO são o aumento da autonomia e alcance da aeronave. “Num cenário de paz, será possível chegar mais longe num menor tempo. Este pode ser o diferencial para salvar mais vidas, num resgate em alto mar”, ressalta.

As aeronaves H-36 utilizadas na missão são dos Esquadraões Falcão (1o/8o GAV) e Puma (3o/8o GAV), e o KC-130H é do Esquadrão Gordo (1o/1o GT).

Segunda Fase

Após o término bem-sucedido da primeira etapa, será realizada, em 2019, a Fase II, na qual serão feitas as verificações finais de certificação. Em cumprimento ao contrato do projeto H-XBR, uma equipagem de ensaios da empresa Airbus Helicopters virá ao Brasil para apoiar na conclusão do processo de certificação por meio de ensaio em voo com conexão molhada (transferência de combustível) e para realizar treinamento dos pilotos da FAB, que futuramente irão operar o H-36 Caracal.

Preparação

Pilotos e Engenheiros de provas do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV) realizaram, no início de dezembro, voos simulados de Reabastecimento em Voo no Simulador do instituto, como atividade preparatória para os ensaios que acontecem agora.

Durante os voos simulados, foi utilizado modelo dinâmico genérico de um helicóptero de categoria pesada em cenário visual similar ao que é encontrado na campanha. Com isso, a atividade atingiu o objetivo proposto de preparar as equipagens de ensaios em voo em termos de cronologia de eventos, divisão de tarefas, fraseologia e métodos a serem aplicados durante os ensaios.

Fotos: IPEV

Fonte: DCTA, por Tenente Larissa
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Emília Maria – Revisão: Major Alle



 

21 Comments

 

  1. 20/12/2018  14:46 by Wellington Góes Responder

    Aproveitando a oportunidade........ Os amigos Padilha e Wiltgen sabem/podem compartilhar mais informações sobre os trabalhos e incorporação dos UH-15B? Desde já, agradeço!!!

      • 21/12/2018  18:55 by Wellington Góes Responder

        Valeu GW!!!

  2. 19/12/2018  17:49 by Renato Responder

    O KC390 poderá fazer reabastecimento do AH15B?

    • 19/12/2018  19:54 by Guilherme Wiltgen Responder

      Renato,
      O AH-15B não vai possuir sonda REVO, somente o H-36 da FAB (Versão operacional).
      Abs,

  3. 19/12/2018  13:53 by ADM Responder

    Obrigado pela resposta.

  4. 18/12/2018  21:50 by marcio alves Responder

    Parabéns a FAB! Futuramente veremos o KC-390 fazendo REVO nos H-36 Caracal

  5. 18/12/2018  18:02 by Alvaro Responder

    Parabéns FAB pelo profissionalismo, aprimorando as capacidade de resgate e defesa de nosso país.

  6. 18/12/2018  14:37 by Rafael Responder

    Por isso eu sou totalmente a favor que o exército repasse seus H225 M pra fab e a fab repasse seus black walk pro EB, simplificaria muito a logística

    • 19/12/2018  3:12 by Jpbenites Responder

      Gostei da idéia

    • 20/12/2018  14:38 by Wellington Góes Responder

      Oi?!?! Para as ações do EB, o H225M é melhor. Outra coisa, são helicópteros de categorias distintas, um aparelho não substitui a necessidade do outro. Cada macaco no seu galho! Pode-se questionar os aparelhos operados, com outro da mesma categoria, não de categorias distintas.

  7. 18/12/2018  12:52 by Sequim Responder

    Impressionante ver como os helicópteros oscilam durante o reabastecimento, em razão da turbulência gerada pelo avião reabastecedor.

  8. 18/12/2018  12:27 by Alex Rocha Responder

    Que profissionalismo. Fico pensando no perigo de uma manobra destas. Os pilotos têm devem ser perfeitos na manobra, para esta sonda não bater nas hélices. Muito Legal.

  9. 18/12/2018  11:55 by ADM Responder

    Quando será que a MB qualificará suas ANV UH-15B e equipagens?

    • 18/12/2018  12:47 by EricWolff Responder

      A MB, que eu saiba, não solicitou essa capacidade nos seus requerimentos para essa aeronave...

    • 18/12/2018  13:40 by Guilherme Wiltgen Responder

      ADM,
      Você quer saber quando a MB vai adestrar suas tripulações de AH-15B (Não existe a versão UH-15B) em REVO?
      Se for essa a sua pergunta, a resposta é bem simples. Não vai!
      Nenhum helicóptero da MB tem capacidade de realizar REVO, e sim HIFR (Helicopter In Flight Refueling), que é voltado para sua missão no mar.
      Abs,

  10. 18/12/2018  11:51 by Tomcat4.0 Responder

    Parabéns FAB, mostrando mais uma vez quem domina os céus na AL, conhecimento é poder e sua aplicação implica em sabedoria.
    Padilha, tu sabes quantas aeronaves sairão com sonda de reabastecimento no HX-BR???

    • 18/12/2018  14:00 by Guilherme Wiltgen Responder

      Tomcat,
      Se não tiver havido nenhuma alteração na quantidade original prevista no H-XBR, está previsto a FAB receber 8 aeronaves com sonda REVO.
      Abs,

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.