19 de novembro de 2012: Duncan, o sexto e último contratorpedeiro do tipo 45, construído pela BAE Systems, partiu do estaleiro Scotstoun da empresa, em 16 de novembro, para dar início à sua segunda bateria de testes, a serem realizados em alto mar, na costa oeste da Escócia.

Durante os próximos 19 dias no mar, o Duncan passará por um extenso programa de testes, incluindo os testes finais dos sistemas de força e propulsão do navio, dos sistemas de combate, assim como dos equipamentos de navegação e comunicação, antes de sua entrega à Marinha Real Britânica, em março do próximo ano.

De acordo com Jennifer Osbaldestin, diretora do Programa do Tipo 45, na BAE Systems: “O dia de hoje marca um ponto importante na trajetória de sucesso do programa do Tipo 45, neste momento em que o último navio levanta âncora para realizar seus testes finais. A equipe, profundamente orgulhosa desta conquista, trabalhou incansavelmente para lançar o Duncan no mar, onde o navio demonstrará suas capacidades excepcionais”.

“A eficiência desta parceria entre a indústria, a Marinha Real do Reino Unido e o Ministério da Defesa foi um fator fundamental do sucesso do programa e continuará até março, quando todos os seis contratorpedeiros do Tipo 45 forem entregues à Marinha Real”.

O Oficial Naval Sênior do Duncan, o Comandante Phil Game da Marinha Real declarou: “O meu pessoal da Marinha Real aguarda com entusiasmo a oportunidade de seu reunir as equipes do Minsitério da Defesa e da BAE Systems, para levar o Duncan ao mar e dar início à segunda e última bateria de testes e mostrar toda a capacidade do navio”.

Após os testes em alto mar, o Duncan retornará para integração e testes finais, antes de seguir para sua base em Portsmouth. Além de trabalhar com a Marinha Real, na Base Naval de Portsmouth, a BAE Systems também dá assistência em serviço para os contratorpedeiros do Tipo 45, coordenando todos os aspectos de reparo, manutenção e suporte para toda a frota. A equipe de Gestão do Tipo 45 conferiu suporte aos navios HMS Daring, Duntless e Diamong, em suas mobilizações em alto mar e continua dando assistência ao HMS Dragon e ao Defender, em seus períodos de treinamento, enquanto estes se preparam para seus lançamentos futuros.

Os navios do Tipo 45 atuarão como a espinha dorsal das defesas aéreas e navais do Reino Unido, nos próximos 30 anos e além. Os contratorpedeiros são capazes de desempenhar uma ampla gama de operações, incluindo atividades de combate à pirataria e contrabando, ajuda humanitária e operações de vigilância, além de combate intenso em guerra.

Todos os contratorpedeiros podem atacar, simultâneamente, um grande número de alvos e defender porta-aviões ou grupos de navios, a exemplo de forças anfíbias de desembarque, contra as mais terríveis ameaças aéreas no futuro. Estes navios contribuirão com uma capacidade especializada de combate aéreo, na realização de operações marítimas e conjuntas, no mundo.

Sobre a BAE Systems

A BAE Systems é uma empresa global que atua nos segmentos de segurança, defesa, e aeroespacial com aproximadamente 94.000 funcionários em todo o mundo. A companhia fornece uma linha completa de produtos e serviços para forças aéreas, terrestres e navais, bem como soluções avançadas em eletrônica, segurança, tecnologia da informação e serviços de suporte a clientes. Em 2011, a BAE Systems alcançou vendas no valor de £19.2 bilhões, cerca de US$ 30.7 bilhões.

No Brasil, a BAE Systems está presente desde os anos 70, por meio de sua predecessora a VT Shipbuilding. Atualmente, a empresa mantém um escritório em Brasília (DF), que dá suporte às Forças Armadas, no que diz respeito a equipamentos como canhões navais, radares, veículos blindados, controles de voo para aeronaves, entre outros; e que busca estabelecer parcerias mutuamente benéficas, por meio da transferência de tecnologia, com os setores de segurança e defesa brasileiros.

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.