janet

Por Jaime González

Durante décadas, a área 51 – um complexo militar dos Estados Unidos situado no deserto de Nevada – esteve cercada de segredos. O fato de Washington não confirmar ou desmentir suas existência deu origem a inúmeras teorias de conspiração.

Somente em 2013, graças à liberação de documentos secretos, soube-se – como muitos suspeitavam – que não se tratava de um centro de investigação de extraterrestres, mas, sim, de um campo de provas e treinamento da Força Aérea americana.

Uma situação similar acontece com uma misteriosa companhia aérea que, segundo especialistas em assuntos de inteligência, opera desde os anos 1970 a partir do Aeroporto Internacional McCarran, em Las Vegas. A existência dela não foi confirmada pelas autoridades.

A empresa é conhecida como Janet Airlines e alguns afirmam que ela se dedica a transportar funcionários do governo e prestadores de serviços a diversas instalações militares de Nevada, entre elas a famosa área 51.

Segredo máximo

Seu nome não é uma denominação oficial reconhecida, mas, sim, o apelido dado pelos que a investigam por décadas.

“Janet” corresponderia às siglas em inglês para “Just Another Non Existent Terminal” (“Só mais um terminal não existente”) ou “Joint Air Network for Employee Transportation” (“Rede aérea conjunta para transporte de empregados”).

Essa companhia aérea seria operada pela empresa AECOM a serviço da Força Aérea americana, segundo entendidos. Ela teria ao menos seis aviões Boeing 737 de cor branca e com uma faixa vermelha ao longo de toda fuselagem.

É possível vê-los diariamente decolando e pousando no aeroporto internacional de Las Vegas – onde possuem um terminal exclusivo que realiza todas as suas operações.

Aqueles que investigaram a Janet Airlines dizem que os funcionários da companhia – que também possui uma pequena frota de aviões Beechcraft – receberiam autorizações altamente secretas de segurança, tanto comissários de bordo como pilotos.

Questionado pela BBC Mundo, o porta-voz da Força Aérea americana, Benjamin Newell, afirmou que, como acontece com todas as atividades relacionadas ao Campo de Provas e Treinamento de Nevada, onde encontra-se a área 51, ele não pode confirmar nem desmentir a existência da Janet Airlines ou de nenhuma companhia aérea com características similares.

“Algumas atividades e operações levadas a cabo no Campo de Provas e Treinamento de Nevada, passadas e presentes, são consideradas secretas e não podem ser discutidas”, afirmou Newell.

O porta-voz da Força Aérea disse que no passado havia “voos contratados” que iam de Las Vegas para o campo de provas de Tonopah, também em Nevada, “embora eles não existam mais”.

Newell disse que não podia confirmar nem desmentir que voos similares se dirijam a outras instalações militares, como a área 51.

Testes nucleares

“A Janet Airlines combina dois aspectos da inteligência dos Estados Unidos que foram pouco investigados”, afirmou Joseph Fitsanakis, professor de Estudos de Inteligência e Segurança Nacional da Coastal Carolina University, na Carolina do Sul.

“De um lado está o aspecto da logística. Grande parte da força dos serviços de inteligência dos Estados Unidos pode ser atribuída ao poder de sua logística. Refiro-me a aqueles que se dedicam ao transporte de pessoal, a tornar as comunicações seguras ou a instalar casas seguras por todo o mundo.”

u2

Segundo Fitsanakis, a “Janet Airlines é parte da infraestrutura logística dos serviços de inteligência americanos”. No entanto, na opinião dele, a empresa “até agora ela não foi estudada em profundidade”.

“Outro aspecto interessante da Janet Airlines é que, pelo que sabemos, ela tem só uma missão, que é o transporte de pessoal do aeroporto de Las Vegas aos campos de provas de Nevada, que estão sob supervisão do Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE, na sigla em inglês)”.

“Isso é assim porque o DOE está a cargo de qualquer instalação na qual se leve a cabo provas com material nuclear”, explica o especialista.

Fitsanakis afirma ainda que o papel do DOE em relação a tarefas de inteligência, “é muito pouco conhecido se comparado a outras agências como a CIA e o FBI”.

“O terminal de onde opera a Janet Airlines está sempre cheio e toda essa gente não é só pessoal da Força Aérea. Muitos são cientistas do DOE que são transportados aos campos de provas.”

“O DOE trabalha rodeado de segredos, como demonstra o fato de que se saiba tão pouco sobre os campos de prova de Nevada, que desde o início estiveram sob sua supervisão, igual aos programas nucleares”.

Atualmente, segundo Fitsanakis, a Janet Airlines provavelmente transporta a esses campos especialistas que trabalham no desmonte dessas armas. O professor da Coastal Carolina University diz considerar que “é um pouco absurdo que não reconheçam a existência da Janet Airlines porque todo o mundo sabe que ela existe”. Ele afirma porém que entende “a necessidade o segredo em relação às atividades logísticas de inteligência e a tudo que esteja relacionado com instalações nucleares”.

Segurança

Joerg H. Arnu investiga a área 51 e a Janet Airlines desde os anos 1990. Ele concorda com Fitsanakis ao afirmar que o pouco que se sabe sobre a companhia aérea se deve ao fato de que as autoridades não querem comprometer a segurança dos passageiros que transporta.

“Aqueles que trabalham na área 51 realizam tarefas consideradas secretas e as autoridades não querem que se conheça a existência da Janet Airlines para evitar, por exemplo, que eles sejam seguidos ao sair do aeroporto de Las Vegas”, afirma Arnu.

Segundo o especialista, é possível ver até seis aviões da companhia na pista desse aeroporto diariamente.

“Nós vimos eles aterrissarem na zona da área 51 e seguimos seus movimentos por radiofrequência”, afirma.

Segundo Arnu, dois terços dos cerca de 20 voos diários que saem do terminal se dirigem para a área 51 e um terço para o campo de provas de Tonopah. Eles transportariam diariamente cerca de 1.500 pessoas.

O especialista atribui o pouco que se conhece sobre a Janet Airlines ao fato de que os que trabalham para a companhia ou são transportados por ela têm obrigação de manter silêncio.

“Chegará o dia em que, como aconteceu com a área 51, as autoridades reconhecerão a existência dessa companhia aérea?”

FONTE: BBC Brasil

image_pdfimage_print

 

7 Comments

 

  1. 21/08/2015  13:45 by Zé Pequeno Responder

    Conheci o terminal da Janet no pátio remoto que em frente ao Hotel Luxor em LAS. Eles tem exatamente 6 B736 para até 100 pax, comprados de empresas chinesas (!), além de uns Beech 1900. Os Boeing fazem manutenção em Paine Field, Everrett. Até 2007 eram B732, que haviam sido comprados comprados de companhias aéreas americanas e que mantinham diferentes configurações de cabine. Outro destino frequente da EG&G/Aecom é Burbank e Atlanta...

    Obs.: quem conhece o B736, o menor NG, sabe que ele só se paga levando poucos pax em pernas longas. Portanto, seria a última aeronave para uma empresa operar num voo de 135 milhas ao norte de Vegas. Porém, ele sai de graça quando comprado usado.

  2. 20/08/2015  23:10 by Leonardo Responder

    Popeye.
    Muita falta de informação sua, ou má fé. Saiba, que Estados Unidos construiu o 2 maior aeroporto do mundo e o maior dos States que fica em Denver-Colorado, cidade média. Um estado estratégico, localizado no centro do país, do lado de uma cordilheira de montanhas altas e rochosas, e longe dos grandes centros NYC e LA.
    Apesar de Denver ser uma cidade relativamente grande com área metropolitana com 4,5 milhões de habitantes, mas mesmo assim é um aeroporto muito grande e exagerado.
    Vários funcionários deste aeroporto já viram dezenas de tuneis subterâneos ligando 5 gigantescos bunkers com toda estrutura. Ele tem 6 tanques de combustivel, e cada um tem capacidade para 10.1 milhões de litros, quantia bem exagerada para aeroporto comercial.
    Podendo abrigar milhões de pessoas, nesse gigantesco aeroporto.
    A área 51 fica mais para alta comitiva, mas nimguém sabe o tamanho daqueles bankers também. Acredito que devem ser gigantes também.
    Sds

    • 21/08/2015  12:00 by Brow Responder

      Leonardo, é isso mesmo, seucomentário tem fundamento. Mas não acredito que o Popeye estivesse querendo zuar, ele desse rizado aco que pra passar pros outros leitores que ele acredita mas nem tanto nessa teoria conspiratório, afinal os que acreditam são geralmente desacreditados ou ridicularizados por alguns experts em ceticismo e crentes do que é puramente oficial, como se tudo que é oficial é a verdade absoluta e nada ficasse obscuro da grande maioria das pessoas, o gado ou massa manipulável!!!

    • 22/08/2015  2:05 by Leonardo Responder

      Me desculpem um erro.
      Denver Colorado tem 2,5 milhões de pessoas. E tem o maior aeroporto dos States, e o 2 maior do mundo. Enquanto States tem cidades super turísticas como Nova York tem 24 milhões de pessoas por exemplo, estranho né Popeye? Kkkk
      Sds

  3. 20/08/2015  21:11 by Gabriel Responder

    Sim , o aparato estatal americano é enorme e esse negócio de Estado zero é uma coisa que só interessa aos inimigos da nação....

  4. 20/08/2015  19:30 by popeye Responder

    Isso nada mais e do que uma empresa ficticia, que tem a missao secundaria de fazer o transporte de pessoas ligadas ou pertencentes a orgaos de inteligencia, sejam eles militares ou civis. Agora, tem como missao principal a evacuacao antecipada para bunkers anti radiacao das pessas mais importantes daquele pais em caso de um ataque nuclar , sejam estas do famoso governo paralelo, sejam do governo oficial, resumindo, povao americano NAO entra, imagina entao o que aconteceria aos "nossos" americanboys lavadores de pratos em Miame Beach..... kkkkkkkkkk.....

  5. 20/08/2015  15:49 by Leonardo Responder

    Teorias da conspiração a parte. Área 51 é realidade, tem fotos áreas dessa base afastada de Las Vegas, fotos do projeto SR-71 nesta base. De acordo, mas de cima não é tão grande. Mas de acordo com essas investigação citada na reportagem, movimentação de 1500 pessoas por dia, somente saindo do aeroporto de Las Vegas, deve ter estrutura subterrânea gigantesca lá. Impressionante. Dizem, que os 3 etes capturados em Varginha foram mandados para área 51.
    Sds

Leave a reply

 

Your email address will not be published.