Gripen-NG-FAB-LAAD-2015

A Embraer e a Saab assinaram hoje acordo que estabelece uma parceria para a gestão conjunta do Projeto F-X2 da Força Aérea Brasileira, dando sequência ao Memorando de Entendimento anunciado em 11 de julho de 2014. Esta parceria é parte do compromisso de cooperação industrial da Saab em relação ao projeto F-X2. Nos termos deste acordo, a Embraer desempenhará um papel de liderança na execução do programa e realizará uma grande parte do trabalho de produção e entrega das versões monoposto e biposto do Gripen NG, caça de última geração adquirido pelo Brasil.

A Embraer será responsável por uma quantidade considerável do trabalho em desenvolvimento de sistemas, integração, testes de voo, montagem final e entregas de aeronaves. A Embraer também participará da coordenação de todas as atividades de desenvolvimento e produção no Brasil. Além disso, a Embraer e a Saab serão responsáveis pelo desenvolvimento completo da versão biposto do Gripen NG.

A partir do segundo semestre de 2015, uma equipe de engenheiros e técnicos da Embraer será enviada para a Suécia a fim de realizar o treinamento inicial na manutenção e no trabalho de desenvolvimento do Gripen NG. Essas habilidades e competências serão posteriormente transferidas para o Brasil. A Embraer e a Saab construirão um Centro de Engenharia na planta industrial da Embraer, em Gavião Peixoto, no estado de São Paulo, para apoiar as operações dos caças Gripen NG na Força Aérea Brasileira.

“Com este acordo, a Embraer e a Saab estabelecem uma parceria de longo prazo em um projeto estratégico para o Brasil e para a Força Aérea Brasileira”, diz Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “O Gripen NG aumentará o padrão operacional de nossa Força Aérea, capacitando-a com os meios adequados para cumprir sua principal missão, que é a defesa do nosso território”.

“Através desta parceria, que assegurará excelentes resultados para a Força Aérea Brasileira, estabeleceremos uma base sólida para garantir o sucesso na prospecção de futuros negócios e clientes. Não apenas compartilhamos experiência nos mercados de defesa e aeronáutica, mas ambas as organizações têm uma dedicação clara voltada para a satisfação do cliente, o que valida o Gripen como o sistema de combate mais capaz e moderno no mercado”, diz Lennart Sindahl, Vice-Presidente Executivo e Vice-CEO da Saab.

“A Força Aérea Brasileira vê com muito entusiasmo mais este estímulo à indústria nacional, por meio das empresas do setor de defesa. Esta nova parceria estratégica confirma que estamos construindo um futuro promissor. A indústria de defesa precisa ser cada vez mais fortalecida, pois é uma das principais impulsionadoras do desenvolvimento científico e tecnológico do país”, disse o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato.

A implementação da parceria para a gestão conjunta do programa, entre Embraer e Saab, acontecerá tão logo os contratos do F-X2, negociados entre a Saab e o COMAER (Comando da Aeronáutica), tornem-se efetivos. O contrato entre a Saab e o COMAER para aquisição do Gripen NG e o contrato de cooperação industrial associado entrarão em vigor uma vez que certas condições forem cumpridas. Estas condições deverão ser preenchidas durante o primeiro semestre de 2015.

O Gripen NG é um verdadeiro caça multimissão, baseado na comprovada plataforma do Gripen C/D, construído para adaptar-se às distintas ameaças e exigências operacionais enfrentadas pelas forças aéreas modernas. A combinação de avançadas capacidades operacionais e custos de ciclo de vida moderados tornam o Gripen um caça único no mercado mundial.

image_pdfimage_print

 

3 Comments

 

  1. 15/04/2015  6:03 by filipe

    Esse NG avança mesmo, depois será o SEA-GRIPEN.

  2. 16/04/2015  14:49 by Topol

    Torço para que este governo não retroceda nas negociações, que preencha logo as condições restantes para que os contratos de aquisição e cooperação industrial entrem logo em vigor e que o Gripen BR seja um motivo de orgulho para nós brasileiros.

  3. 17/04/2015  12:24 by Dilson Queiroz

    ............ afirmações do ministro Jaques Wagner publicadas pelo site Flightglobal de hoje (16/04/2015) dizem que " O Reino Unido não pode se opor à vendas do Gripen à Argentina"e que "a Embraer pode ter que substituir estes componentes bloqueados por outros de fornecedores internacionais" são ...interessantes.........

Leave a reply

 

Your email address will not be published.