Será realizada, a partir das 8h30 do dia 12 de maio, no Pátio Brigada Real da Marinha, no Comando da Divisão Anfíbia, Ilha do Governador, a Cerimônia de Ativação do 26° Contingente do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais – Haiti. Durante a solenidade os 175 militares selecionados para a missão farão a troca do gorro camuflado pelo gorro azul, símbolo dos Mantenedores da Paz das Organizações das Nações Unidas (ONU). A cerimônia militar será presidida pelo comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, Vice-Almirante (FN) Cesar Lopes Loureiro.

O primeiro grupo dos militares preparados para atuar na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH) começa a embarcar em voos da Força Aérea Brasileira a partir do dia 16 de maio, quando iniciará o revezamento de Tropas de Fuzileiros Navais. Esta será a última missão dos Fuzileiros Navais no Haiti após 13 anos de serviços prestados à ONU.

Durante seis meses, os militares do 26º Grupamento passaram por uma preparação que envolveu exercícios de primeiros socorros, controle de distúrbios, patrulhas mecanizadas e a pé, “check points”, controle de comboio, segurança de autoridades, realização de Ações Cívico Sociais, ocupação e operação de Ponto Forte, além de instruções sobre o Direito Internacional dos Conflitos Armados. A preparação também contou com o Adestramento de Batalhão de Proteção, realizado em Itaóca (ES) de 19 a 30 de abril. Esse exercício incluiu em seu final um tema tático com o objetivo de estar o mais próximo possível da realidade local, visando consolidar a prática teórica e os ensinamentos das fases de preparação individual e coletiva.