A DCNS entregou a fragata FREMM Mohammed VI no prazo, no orçamento e com o desempenho prometido.

Este é o segundo navio deste tipo projetado e construído pela DCNS em um ciclo de produção de 12 navios para as marinhas francesa e marroquina. A fragata Mohammed VI possui as mesmas inovações tecnológicas e de produção das fragatas FREMM da Marinha francesa. A Marinha Real Marroquina irá adquirir sistemas de armas do navio e munições diretamente de seus próprios fornecedores selecionados.

Graças à sua versatilidade e capacidade de manobra, as fragatas FREMM atendem às necessidades operacionais das marinhas de todo o mundo. Eles são projetadas para lidar com todos os tipos de ameaças, aéreas, de superfície, submarinas e ameaças em terra, e estão entre os mais avançados tecnologicamente com preços competitivos no mercado mundial.

transfert de propriété de la Fregateb Fremm "Mohammed iV" à l

“Além de suas capacidades de exceção, o Mohammed VI é um navio de guerra muito especial para nós, porque Marrocos foi o primeiro país depois da França a encomendar a fragata FREMM projetada e construído pela DCNS”, disse Patrick Boissier, Presidente e CEO da DCNS. “Estamos profundamente honrados com esta confiança sobretudo porque o Mohammed VI será o maior e mais poderoso navio de guerra da Marinha Real Marroquina quando entrar em serviço. “

O acordo entre Marrocos e França foi por uma fragata FREMM multimissão otimizado para a guerra anti-submarino. A cerimônia de “primeiro corte” teve lugar em 12 de Dezembro de 2008 e de construção teve um total de cinco anos. O navio foi lançada ao mar em 14 de Setembro de 2011. Os testes no mar confirmaram que a fragata Mohammed VI satisfaz plenamente os níveis de desempenho esperados.

Membros da tripulação do Mohammed VI da Marinha Real Marroquina participaram dos testes no mar para se familiarizar com as operações de bordo. Trabalhando em conjunto com a tripulação da Marinha francesa, o pessoal marroquinos participou de atividades que vão desde servir na ponte de comando e na propulsão, fazendo serviço de quartos para os exercícios de segurança e gerenciamento do navio. A tripulação marroquina já havia se familiarizado com os sistemas de gerenciamento da FREMM através da formação em simulador da DCNS em Lorient e no centro de Le Mourillon perto de Toulon.

FONTE: Navirecognition

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Defesa Aérea & Naval

 

 

9 Comments

 

  1. 31/01/2014  10:53 by _RR_ Responder

    Amigos,

    A FREMM é realmente uma embarcação moderna e atual. Contudo, o adversário ( qualquer que seja ele ) não pode ser subestimado...

    As Niterói realmente são navios de um outro tempo, em um estágio anterior da evolução dos meios navais. Mas nem por isso deixam de ser capazes... A bem da verdade, elas ainda tem o mínimo necessário para desempenhar-se contra ameaças de superfície. Desde que dotadas de um míssil ar-sup competente e seu helicóptero orgânico, é sim um adversário duro de lidar para qualquer outra embarcação. Se uma FREMM se aventurar sozinha pelas águas brasileiras, que ela encontre a Niterói primeiro, pois caso o contrário, ela é que vira a caça...

    Vejam que não estou subestimando a FREMM. É, como disse anteriormente, uma excelente embarcação. Mas o fato de ser um navio mais moderno não lhe retira em essência as limitações inerentes ao seu meio de atuação e concepção, muito embora seja realmente um navio muito menos vulnerável...

    E muito menos estou superestimando as Vosper/Niterói... Deve se ter plena consciência de que esses navios já são antigos e a cada dia seu desenho vai mostrando suas limitações, além da própria idade dos navios. Uma substituição, portanto, se torna clara.

  2. 31/01/2014  7:31 by mauricio matos Responder

    Maykon se nós tivéssemos 10 dessas qualquer pais pensaria duas vezes em mandar sua força naval ou nem ousaria em mandar porque saberia que o nosso poder dissuasório é forte. Num eventual conflito vendo nossas capacidades atuais o inimigo chegaria a conclusão que bastaria apenas uma dessas para poder inutilizar toda a nossa frota. Se você demonstra fraqueza atrairá sob você todo mal mais se demonstra força você atraí todo poder para você. É A mesma umpessoa famosa rica todo mundo que ficar perto mais se pobre quase ninguém quer ela por perto no mundo onde nós vivemos hoje você fale enquanto pesar .

    • 01/02/2014  1:07 by Maykon Responder

      É o famoso poder de dissuasão contra eventuais inimigos... Não seria melhor a MB comprar pelo menos duas fragatas novas e depois escolher o PROSUPER...

  3. 31/01/2014  1:24 by Maykon Responder

    nuss, essa fremm francesa é a minha preferida, a melhor fragata, perfeita!! inveja dos marroquinos,,,,

  4. 30/01/2014  22:50 by Carlos B. Crispim Responder

    Falando da FREMM, que loucura aquele domo de radar piramidal girando no mastro loucamente feito um UFO, impressionante mesmo, perto das nossas Niteroi vemos o quadro miserável que nos encontramos.

  5. 30/01/2014  22:45 by Carlos B. Crispim Responder

    Pessoal, por tudo que já li, o Brasil tem um dos maiores orçamentos de defesa do planeta!!!!!!!! Acontece que 90% é para pagamento de pessoal (ativos e inativos), então o que sobra é muito pouco!!!! Quem não se lembra da época das pensões de filhas de militares? Conheço famílias inteiras que não trabalham e vivem de pensões militares, assim não há país que aguente. A discussão pertinente seria: 1) Desatrelar o pagamento de inativos passando para o Tesouro Federal 2) Tornar o serviço militar facultativo 3) Proliferar escolas militares por todo país, com a obrigação de serviço obrigatório por 10 anos depois de formado 4) Treinar tropas profissionais, com salários melhores, equipadas com armamento mais moderno do mundo e com alto nível de escolaridade 5) Treinar e combater em outro países para garantir o expertise da tropa 6) Diminuir o número de generais, proporcionalmente ao número de soldados. É o mínimo para sairmos desse buraco sem fundo chamado Brasil.

  6. 30/01/2014  20:17 by Elison Responder

    Temos que parar com essa conversa fiada de que o Brasil é um país pobre com falta de recursos pra investir em defesa como se deveria. Afinal, países bem menores e que nem chegam perto do nosso PIB falam e fazem! A sexta economia do mundo não faz, infelizmente esse pessoal não quer que nosso país tenha o potencial defensivo que lhe dê o estatus de independencia!

  7. 30/01/2014  18:28 by mauricio matos Responder

    Dizem que uma andorinha não faz verão mais somente uma fragata dessas conseguiria destruir quase praticamente toda a nossa frota. Até Marrocos tem navios melhores do que os nossos eu não sei porque os outros conseguem falar e fazer aqui se fala muito se faz pouco. Eles acham tanto nome para os projetos e acaba ficando s

    • 31/01/2014  1:30 by Maykon Responder

      concordo contigo mauricio, deixa no chinelo. Agora digamos que hipoteticamente tenhamos 10 fragatas, se fosse um 10 x 1, quem você acha que ganharia?

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.