TCD Siroco

Por Guilherme Wiltgen e Luiz Padilha

Brasão_BahiaexclusivoEm um boa compra de oportunidade, o Ministério da Defesa adquiriu o TCD Siroco (L 9012) para recompor uma lacuna existente na Marinha do Brasil, devendo batizá-lo de Navio Anfíbio Multipropósito (NAM) Bahia (G 40)

A aquisição deste navio, (de grande importância para a Esquadra Brasileira), irá promover enorme ganho operacional na capacidade anfíbia, de transporte e de projeção de poder da MB, além de poder ser utilizado no apoio à comunidade nacional e internacional, em situações de ajuda humanitária, como o TCD Siroco foi utilizado pela França, durante o terremoto que devastou o Haiti em 2010.

FS Siroco, rendezvoused at sea in the Gulf of Aden

O navio deverá passar por um período de manutenção extenso antes de entrar em serviço na Marinha do Brasil. A tripulação que irá guarnecer o navio já foi selecionada e deverá seguir em setembro para Toulon, assim, os franceses farão a passagem aos tripulantes da MB. O NAM Bahia deverá ser comissionado em dezembro deste ano e o serviço de manutenção será executado pela DCNS em Toulon.

A Marinha de Portugal tinha a intenção de adquirir o Siroco, mas anunciou no dia 30 de julho que desistia de sua compra. Os valores foram negociados e é esperado para breve a assinatura do contrato entre as partes.

TCD Siroco durante missão anti-pirataria na costa da Somália na Operação Atalanta.

No último dia 27 de Abril, o TCD Siroco (L 9012) retornou pela última vez à Toulon, após quatro meses em missão na África Ocidental, como parte da missão “Corymbe”, marcando esta como a sua última missão operacional sob a bandeira francesa. Somente uma improvável reviravolta poderia mudar o destino do navio, que foi incorporado em 1998 e está sendo prematuramente retirado de serviço este ano, ficando a Esquadra francesa concentrada nos três BPC (bâtiments de projection et de commandement) da classe Mistral (Mistral, Tonnerre e Dixmude), já que a quarta unidade, que iria substituir o Siroco, foi cancelada.

A França resolveu então por a venda seu último TCD. O Chile adquiriu o navio que dava nome a classe, o TCD Foudre (L 9011) em 2011, rebatizado como LSDH-91 Sargento Aldea.

Conheça mais do novo navio da Marinha do Brasil clicando aqui!

 

109 Comments

 

  1. 05/08/2015  18:09 by Fernando

    Hã?! A MB comprou o Siroco?! Até ontem eu achava improvavel a compra desse navio.

  2. 05/08/2015  18:10 by Lucas Silva

    A tempos que esperava por uma notícia destas! Que venham junto as plantas de construção para construirmos os nossos no futuro.

    Parabéns ao DAN pela exclusividade!

  3. 05/08/2015  18:16 by Douglas Rodrigues

    Parabéns pela exclusiva DAN! Sou fã desse blog...
    Parabéns também a MB pela compra, acho que vai agregar muito!

  4. 05/08/2015  18:16 by HMS_TIRELESS

    É melhor que nada, ainda mais nesses tempos bicudos. Mas não se pode esquecer que é uma compra de oportunidade, que não elide a necessidade de navios novos

  5. 05/08/2015  18:20 by Kobaunsk

    Parabéns ao DAN pelo furo de notícia.

  6. 05/08/2015  18:33 by Pantaneiro

    Padilha vc ta de brincadeira né??? Rapaz eu sou hipertenso. Haja caldo de Piranha, costela de pacu e ensopado de jiripoca pra comemorar. KKKKKKKKKK
    A se confirmar esse furo de reportagem do DAN, quero parabeniza-los pela competência e seriedade e dar um hurra a MB pela importante aquisição.

  7. 05/08/2015  18:47 by Juliano

    Pode parecer uma pergunta boba mas alguém pode explicar como a aquisição de um navio com quase 30 anos de operação pode ser vantajosa?
    Nossos meios estão velhos e muitos pesando no bolso da Marinha para reparos e manutenções.

  8. 05/08/2015  18:47 by Topol

    Parabéns em dobro, a MB pela excelente aquisição e ao DAN pela matéria em primeira mão !!!

  9. 05/08/2015  18:50 by BrunoFN

    Sera ?? Ótima aquisição mesmo ..... e como a MB precisava de um navio do tipo

  10. 05/08/2015  18:54 by thelmo

    Parabéns ao DAN!!! Como sempre apresentando excelentes trabalhos sempre pautados pela verdade dos fatos, sem sensacionalismo, meias-verdades ou "fontes anõnimas" e obscuras. Que seja bem-vindo o navio!!!! BZ MB!!!!!

  11. 05/08/2015  18:57 by BrunoFN

    o Siroco tem 16 anos de uso ... n e novo .. mais dado a urgência e a capacidade do navio .. e um ganho e tanto .. além do fato de ter sido uma oportunidade de ''pronto entrega'' a um custo relativamente ''baixo''

  12. 05/08/2015  18:58 by Carlos.

    Não entendi nada, o Brasil não está sem um tostão furado no bolso, e assim de forma super rápida compra o navio!
    Com vários programas atrasados ou adiados, estão escondendo dinheirinho aí! rsss
    Mas a compra do navio realmente é muito boa!

  13. 05/08/2015  19:02 by maurico matos

    A MB fez o dever de casa modernizar primeiro antes de incorporar para não acontecer a mesma coisa com o A12 que já veio da frança com inúmeros problemas que foram empurrados com a barriga até que não deu mais. Ele não pode tornar é um pesadelo para Mb vamos ver se ele vai ter uma boa operacionalidade e não vai seguir o exemplo do A12 que fim levou este navio.

  14. 05/08/2015  19:03 by Luiz Padilha

    Negociações bem feitas validam qualquer compra inimaginável. Sabe aquele lance do "a perder de vista"? As vezes vc compra fiado no armazém do François. :)

  15. 05/08/2015  19:05 by Viper

    Ele entrou em serviço em 98. Velho não é.

  16. 05/08/2015  19:12 by Celso

    A França já tem o abacaxi do Mistral russo e o cancelamento do Rafale indiano. Imagina se eles iam perder um negócio com o Brasil que tem se mostrado um parceiro dos mais confiáveis até agora.

  17. 05/08/2015  19:13 by ALEXANDRE

    Estavamos sem navio de transporte, sem dinheiro estamos sempre. A Marinha deveria administrar melhor suas modernizações. O Ceará esteve em manutenção por muito tempo, Finalizado o período de manutenção, voltou e não conseguiu fazer uma viagem. Certamente será desativado agora. Se isto ocorre em uma industria civil, muita gente ficaria sem emprego.

  18. 05/08/2015  19:13 by Mauro

    Quase 30 anos?
    Menos....bem menos

  19. 05/08/2015  19:16 by Lucas Silva

    Juliano, o Siroco foi comissionado em 1998, portanto, tens no máximo 18 anos de operação. Um navio do mesmo porte, novo, custaria possivelmente o dobro. Acredito que o mesmo substituirá o NDD Ceará, que foi comissionado na década de 50. Parece ter sido uma boa compra.

  20. 05/08/2015  19:21 by Bardini

    O grande negociador dessa aquisição foi DCNS que embolso mais um contrato da MB...

  21. 05/08/2015  19:25 by JOSE HENRIQUE MENDES

    E isso aí, a nossa MB ficou quieta fez de conta que tinha desistido da compra esperou PORTUGAL desistir e deu o bote. Ótima compra e vou dizer mais deveriam colocar um motor novo no CEARÁ e reclassificar como navio oficina pois nessa função acho que ele ainda pode prestar bons serviços a MB que por sinal sente falta deste tipo de navio.

  22. 05/08/2015  19:33 by Elcio

    Parabéns DAN !!!!!!

  23. 05/08/2015  19:35 by Elcio

    Todo dia eu leio defesa aerea e naval com o Dan

  24. 05/08/2015  19:36 by Elcio

    Juiz de fora MG

  25. 05/08/2015  19:39 by Andre

    Caros Guilherme e Luiz, parabéns pela novidade!
    Eu criticava a aquisição do Siroco por nossa marinha por causa da necessidade de termos navios novos, feitos por brasileiros e no Brasil ja que historicamente sempre tivemos navios velhos - com algumas exceções claro. Mas como o Ceará está pedindo arrego ( praticamente "pedindo pra sair" sendo puxado por rebocadores á sua base, e o irmão dele ja se foi), não tem jeito! Tem que ir de Siroco/Bahia mesmo para fazer companhia ao Almirante Sabóia e ao Garcia . Talvez essa situação do Ceará tenha sido decisiva para o governo. Mas ainda torço que esse tipo de compra seja exceção. Que diferença de numeração do navio Rio de Janeiro G31 para G40 do Bahia!
    De acordo com o título, a compra do navio foi feita diretamente pelo governo e não isoladamente pela marinha. Essa é a segunda compra de oportunidade que temos recentemente (a primeira foram os patrulheiros Amazonas).
    Acredito que a Marinha do Brasil aprendeu com a lição do São Paulo em relação a manutenção de navios estrangeiros e tratou de colocar DCNS para cuidar do motor do navio, tirando essa responsabilidade dos brasileiros. Que seja bem vindo e boa sorte na nova casa, e que nossos marinheiros e fuzileiros tenham um meio adequado para sua atividade.

  26. 05/08/2015  19:39 by Reverton Leodoro

    Parabens ao DAN e parabens a MARINHA !
    Eu acho que a DCNS esta de olho no PRONAE.
    Estou certo Padilha

  27. 05/08/2015  19:40 by Marcelo

    Que grande notícia !!!! Parabens à MB e ao DAN pelo furo! Isso é que é estar por dentro da notícia, muitos querem poucos conseguem!

  28. 05/08/2015  19:41 by Adriano RCC

    Adorei!! Que legal... claro que a nossas Forças merecem melhor, mas estão em proguresso sempre!

  29. 05/08/2015  19:57 by _RR_

    Excelente notícia!!!

  30. 05/08/2015  20:03 by Luiz Gabriel Garcia

    Otima aquisição, mais 1 pergunta, as lanchas de transporte de carros, estão incluso no pacote, que elas vem dentro do navio ?

  31. 05/08/2015  20:03 by Delta

    Ótima notícia para a MB!!!

    Parabéns ao DAN pelo 'furo' de reportagem e exclusividade!

    Abraços.

  32. 05/08/2015  20:03 by Matias

    Se lo merecía más Chile

  33. 05/08/2015  20:05 by Andre

    José, até sou a favor da marinha ter um navio de manutenção (assim como os submarinos tem o Felinto Perry dedicado á eles), mas navios não são feitos só de motores. Fiação, canalização, sistemas e muito mais também envelhecem. Estamos falando de um navio muito antigo, e meios militares tem que ser o mais modernos possiveis. Se ele próprio não suporta mais manutenção, como poderá conceder manutenção aos outros?
    Para ficar mais fácil o entendimento, imagine o Ceará como um Atari e o Siroco como um playstation 2 (e o Mistral como um PS4!).

  34. 05/08/2015  20:10 by Mauro Miras

    Parabéns ao DAN pela ótima notícia, pelo menos uma notícia boa em meio ha tantas ruíns, fico feliz que a Marinha aproveitou essa oferta, perdemos muitas ótimas ofertas no passado recente, como os navios oferecidos pela Marinha Britanica.

  35. 05/08/2015  20:13 by Luiz Padilha

    Essa informação não temos, mas as lanchas a MB tem, não havendo necessidade de novas para guarnecer o navio.

  36. 05/08/2015  20:23 by Renato

    Qual foi o preço final?

  37. 05/08/2015  20:39 by Adriano Mattos

    O texto diz que foi comissionado em 1988????????

  38. 05/08/2015  20:43 by Felipe

    Ótima compra Padilha? Então os franceses reduziram a pedida? Porque se foi por aquela pedida, pode ter sido uma boa compra mas não ótima. Ótima seria os dois massajar zero por praticamente o mesmo valor. Agora se os franceses reduziram o valor e abriram um bom crediário para o.Brasil.ai sim foi uma ótima compra.

  39. 05/08/2015  20:43 by brazuca

    Que legal fico feliz quando o brasil compra para forças armadas,vai poder abarrotar de tudo que é coisa para o Haiti a serviço da ONU.
    Porem precisa de muito mais só lembrando.

  40. 05/08/2015  20:43 by Felipe

    Massakar

  41. 05/08/2015  20:44 by Jr

    hahahahahahahaha... Mentira que a gente comprou fiado Padilha rs....A que ponto chegamos, enfim já tinha até desistido do Siroco por causa da situação do país, parabéns para a MB, se bem que o fato de Portugal ter desistido ajudou muito, os Franceses ficaram sem opção. No mais parabéns ao DAN pelo furo.
    obs:Tem gente por ai insistindo naquela mentira que a Coreia ofereceu dois navios para a MB por 100 milhões de dólares, lamentável....

  42. 05/08/2015  20:47 by Luiz Padilha

    Está no texto. Os valores serão informados depois de assinar o contrato.

  43. 05/08/2015  20:48 by Luiz Padilha

    O pessoal que motoriza aqueles navios me passaram que cada um custava 150 milhões de EUROS. Cada um acredita no que quiser, não é verdade?

  44. 05/08/2015  20:49 by Luiz Padilha

    Felipe, cada Makassar custa 150 milhões de EUROS. Qualquer valor abaixo disso é conversa fiada. Info do fabricante dos motores.

  45. 05/08/2015  20:51 by Marino

    Me desculpem, mas quem acredita nesta lenda da internet de que dois Massakar custariam US$ 100 milhões?
    Dois LPD novos por este preço?
    Nem colocando todos os presidiários chineses trabalhando de graça o preço seria este.
    Vamos ter bom senso, por favor.

  46. 05/08/2015  20:56 by Mateus Barbosa

    Parabéns a MB!

  47. 05/08/2015  20:59 by Jr

    Pois é, até respondi essa pessoa, mas se ele me retrucar vou ficar quieto, como você mesmo disse cada um acredita naquilo que quiser

  48. 05/08/2015  21:06 by Dell72

    Como é possível ver o quanto muda a opinião dependendo do meio onde se convive, em alguns "sites" estão descendo o pau nesta compra, e pelo que vi escrevendo algumas inverdades tipo lata velha de trinta anos....se foi comissionado em 1998 não fecha a conta, tem gente que nunca esta feliz com nada, grupos estranhos, quinta coluna camuflada

  49. 05/08/2015  21:35 by Alvaro

    boa

  50. 05/08/2015  21:41 by BrunoFN

    50 mi deve ser o casco ''vazio'' e pelado .....

  51. 05/08/2015  22:09 by stadeu

    É um ótimo reforço, que venha.

  52. 05/08/2015  22:12 by Carlos

    Luiz Padilha, sim sei, essa realmente vai perder da vista!
    Parabéns pro DAN!

  53. 05/08/2015  22:44 by Kobaunsk

    Topol....Boa noite! O Siroco me parece que vai operar qualquer heli da MB sem restrições. Você confirma?

  54. 05/08/2015  23:12 by Arc

    Um passo a frente pode representar pouco, mas já é progresso, com certeza não é o melhor para nossas forças, mas agregará em muito a MB.

  55. 05/08/2015  23:22 by _RR_

    Pessoal,

    Mais do que uma excelente aquisição, esse navio é absolutamente necessário... Lembremos que ele cobre uma lacuna já previamente anunciada, com a baixa do NDD Rio de Janeiro, além da provável retirada de serviço do NDD Ceará.

    Mesmo que circunde os 100 milhões de Euros ( diversos espaços falam em 80 milhões pelo navio + uns 30 milhões por serviços de manutenção e modernização ), acredito que vale muito a pena; principalmente se considerarmos o porte do navio. E sinceramente, duvido que um vaso novo com as mesmas características saia por menos de 250 milhões de dólares...

    Nesse meio tempo, olho vivo em outras embarcações de outros tipos com possibilidade de serem retiradas de serviço em suas atuais marinhas. Navios tanque, em particular, acredito que devem ser prioridade.

    E já que estamos falando em França e em aquisições, sugiro um olhar mais atento a classe La Fayette... E a razão é a seguinte: não tem muito tempo, os franceses confirmaram que até 2017 sai o projeto da substituta dessa classe, as 'fragatas de tamanho intermediário'. Logo, existe uma possibilidade remota de algumas La Fayette ficarem disponíveis antes do previsto, antes do final dessa década...

  56. 06/08/2015  0:08 by Topol

    Colega, a única coisa que sabem fazer ali é falar mal... nunca vi o contrário, eu já desisti, nem abro mais aquilo no meu PC... O Defesa Aerea e Naval é muito melhor !!! \m/

  57. 06/08/2015  1:59 by Flavio Henrique Nicoliche Cardia

    O Siroco só tem 18 anos!!

  58. 06/08/2015  2:02 by Flavio Henrique Nicoliche Cardia

    mas as nossas cabem certinho no (agora) Bahia?

  59. 06/08/2015  2:40 by rafael damasceno

    eu gostaria de ter informaçoes sobre o armamento ou se ele vem pelado quais sao os radares se sao atuais ou defasados e essa reforma que ele vai passar o que seria pintura? ou troca de sistemas.

  60. 06/08/2015  2:56 by Gilberto Rezende-Rio Grande/RS

    Que soberba notícia este navio já iria agregar muito a esquadra, pois para efeitos navais ele está a milhas de ser um navio velho ou obsoleto. Melhor que isso só os NPOc ingleses 0 km...
    Mais interessante ainda é o MD/MB investirem recursos adicionais para fazer um "Tune Up" no navio (e outra novidade absoluta) receber uma unidade militar no estrangeiro direto de sua tripulação ORIGINAL !!! Se os nautas franceses certamente amam seus navios como amamos os nossos eu posso GARANTIR que estes 6 meses de transferência do Sirocco para o Bahia serão uma experiência única na vida das tripulações...
    A tripulação francesa francesa poderá passar uma grande parte de sua experiência operacional DIRETAMENTE para a tripulação brasileira. Melhor ainda se houver disponibilidade de recursos para reformas e aperfeiçoamentos no navio a tripulação poderá até ajudar ou até sugerir coisas que eles mesmos não puderam implementar.
    Por último justíssimo nomeá-lo Bahia pois como o Ministro Jacques Wagner conseguiu extrair recursos para esta compra do Ministro Levy para mim é uma incógnita. A MB e o bom baiano-carioca estão de PARABÉNS...

  61. 06/08/2015  6:22 by Luiz Padilha

    O navio possui vários sistemas e mil outras coisas que necessitam manutenção. Ex: Bombas, sistema de dessanilização de água, radares, MCPs e MCAs e por aí vai.

    O navio virá pro tô para operar full.

  62. 06/08/2015  6:49 by Topol

    Kobaunsk

    A resposta está no outro post aqui mesmo no DAN

    Mas só adiantando que ele opera sim com todos os modelos que usamos no Brasil.

  63. 06/08/2015  8:43 by Claudio Luiz

    O Sirocco não é tão velho como seu irmão o ex-Foudre:
    Início de Construção: 09/10/1995
    Lançamento: 14 de dezembro de 1996
    Incorporação: 16 dezembro de 1998
    Irá substituir o velho NDD Ceará (1950) que aparentemente irá finalmente dar baixa após seu retorno ao RJ.

  64. 06/08/2015  9:24 by Gabriel

    Parabéns DAN
    Melhor site do gênero disparado e aberto ao publico

  65. 06/08/2015  10:45 by Elcio

    Parabéns ao Dan e ao Luiz Padilha por nos dar esta boa noticia em meio a tanta noticia ruim o Brasil merece coisas melhores o pais e lindo de gente boas prova disso a copa do mundo que venha as olimpíadas fico muito feliz de saber boas noticias para o EX MB AERO ruim quando a gente ler fatos como a compra dos chinook em outros canais de noticias Dan será que o ex ainda vai compra-los seria bom eles voando aqui no BRASIL MANDE NOTICIAS PARABÉNS

  66. 06/08/2015  11:12 by Andre

    Não RR, como vc mesmo lembrou o Ceará está deixando uma lacuna por seu desgaste. A própria DCNS ofereceu um navio logístico chamado BRAVE LSV, que inclusive se parece com o Bahia (com uma enorme superestrutura na proa) mas com configuração de navio-tanque, embora eu prefira o navio inglês. O SP acabou sendo um exemplo negativo desse tipo de compra, sem falar que deixa de gerar empregos no Brasil com a construção de um navio desse porte. A capacidade técnica e de engenharia da marinha sobre a projeção de navios complexos como esses também deve(ria) ser praticada.

  67. 06/08/2015  12:03 by José Carlos Oliveira

    Parabéns
    Três vezes hurra ao DAN

  68. 06/08/2015  12:15 by Guilherme Souza

    Bom dia Guilherme Wiltgen e Luiz Padilha.
    Primeiramente, parabéns pela notícia. Acredito que muito já não esperavam por esta notícia, visto que o próprio Comandante da MB já havia dado ares de não estar mais interessado no negócio, por conta dos valores. Mas é bom assim, ir dormir sem esperanças e acordar com muitas boas novidades.
    Segundo, vocês saberia se na negociação estão inclusas/podem estar inclusas as plantas de projeto desde navio? As plantas de "serviços" tem que estar, pois a manutenção é dada através dela, mas as de projeto seriam de grande valor para nós, visto que é um navios de projeto relativamente novo (final da década de 80), podendo ser modernizado na planta e mandado para fabricação. É um projeto de grandes possibilidades e capacidade, se for bem trabalhado.
    Mais uma vez, parabéns, e continuem com este maravilhoso trabalho.

  69. 06/08/2015  12:23 by Alois

    Realmente uma boa noticia, em navio ainda em boas condições, com boas possibilidades de permanecer ativo durante vários anos e que vai ajudar muito a MB.

    Mas quanto ao NDD CEARÁ???, ele acabou de sair do PMG
    O Navio de Desembarque-Doca (NDD) “Ceará” finalizou com êxito o seu Período de Manutenção Geral (PMG) em novembro de 2014.

    Entre os principais serviços realizados durante esse período, destacam-se: a revisão geral dos sistemas de propulsão e de geração de energia; manutenção dos sistemas de detecção e de armas; reparos estruturais, incluindo a substituição de todo o convés de voo²; bem como a implementação de diversas melhorias, visando aprimorar as condições de habitabilidade e o bem-estar da tripulação.

    Se realmente ele for retirado de serviço, quem pagará os custos??, é realmente falta de planejamento??, tudo bem ele é antigo e tal, mas então para que investir???, muitas perguntas

  70. 06/08/2015  12:43 by Bueno

    Parabéns!! MB e DAN, muito feliz com esta noticia e fico imaginando a felicidade do pessoal CFN, a MB terá o mínimo de disponibilidade para cumprir uma tarefa que é constitucional.
    Qual a previsão de entra em serviço após as modernizações?

  71. 06/08/2015  12:45 by Luiz Padilha

    Obrigado por suas palavras.

    Plantas do projeto não estão incluídas na venda.

  72. 06/08/2015  13:27 by Marcelo

    os abutres de plantão estão comendo solto por aí.

  73. 06/08/2015  13:53 by Francoorp

    Parabéns a MB e ao DAN pelo furo.

    ta todo mundo comentando aqui hoje...

    Valeu!

  74. 06/08/2015  16:22 by _RR_

    Andre,

    Ocorre que o Brasil precisa de navios que possam ser incorporados o mais rapidamente possível.

    Até é plausível a construção de vasos menores, como corvetas. Mas em se tratando de vasos acima das 5000 toneladas, que poderiam levar mais de meia década para ficarem prontos ( isso considerando um trabalho com afinco e sem interrupções ), a coisa já muda de figura...

    Lembremos que a força de superfície precisa de substitutos, e com urgência, de modo que a construção de vasos de menor tonelagem ( para substituição momentânea dos maiores ), ou obtenção de navios já prontos com características que atendam a MB, se tornariam as opções primárias.

    Infelizmente, não há no Brasil o expertise necessário para a construção de um NAe. Em verdade, mal existe o conhecimento necessário para a construção de vasos de combate de umas 3000 toneladas; e com muito esforço poder-se-ia levar a cabo a construção de navios de apoio logístico de umas 15000 toneladas ( lembrando que as tecnologias envolvidas na construção de vasos de combate hoje são muito dispares em relação a outros que não se destinam ao combate )... E o desenvolvimento dessas tecnologias por conta própria podem levar anos.

  75. 06/08/2015  18:04 by 1º TN (FN) Beserra

    O Sirocco iniciou as provas de mar em 1998, foi entregue ao setor operativo da Marine Nationale em 1999 e foi de verdade para as operações em 2001. Para um Navio do tipo, é um seminovo. NAM Bahia, ou G 40 Bahia. Hurra Marinha! Ad sumus.

  76. 06/08/2015  18:57 by Fernando Garcia

    Poderiam agora fazer uma compra de oportunidade para a substituição de algumas das nossa fragatas. Teríamos opções no mercado?

  77. 06/08/2015  19:47 by Jorge Silva

    Apesar de todos terem parabenizado a compra e o próprio DAN pelo furo da noticia, como leitor fiel do blog deixo aqui meus parabéns tb, o que mais gosto no blog é a imparcialidade que alguns outros não têm e o acesso livre também já que outros colocam certas condições ao ato de se fazer comentários. Meus parabéns DAN e MB.

  78. 06/08/2015  22:22 by FRL

    Padilha e Wiltgen, boa noite.

    Hoje recebi duas ótimas notícias: a compra do NAM Bahia, que é muito bem-vindo, e o aviso do porteiro sobre o recebimento do livro do quiz do DAN.

    Senhores, muito obrigado. Pelo DAN, que procede com seriedade e sempre certeiro, pelo livro, obvio, também, por manterem este canal aberto a todos que querem manifestar-se sobre os empolgantes assuntos de Defesa.

  79. 06/08/2015  22:38 by Stênio

    E temos previsão de quando se dará a assinatura, meu caro?

  80. 06/08/2015  22:50 by Guilherme Wiltgen

    FRL,
    Ficamos satisfeitos também e desejamos uma ótima leitura.
    FA

  81. 06/08/2015  23:58 by Guilherme de Souza

    Realmente uma pena, seria muito bom e importante.

  82. 07/08/2015  0:06 by Wellington Góes

    Sei lá, pra mim não foi uma boa compra.

    Até mais!!! ;)

  83. 07/08/2015  1:14 by Francisco Pinheiro

    Eu preferiria o Massakar coreano

  84. 07/08/2015  6:34 by Luiz Padilha

    Estão trabalhando pra isso. Em breve.

  85. 07/08/2015  7:10 by filipe

    Pelo atual clima de relações com a França , esse navio vêm em boa hora, já temos o PROSUB e Modernização do NAE São Paulo, e quase de certeza o PROANF vai dotar a MB de dois LHD Mistrais , para ter compatibilidade logística com o Siroco, São Paulo, e quem sabe o Futuro NAE vencedor do PRONAE. A França está se tornando o maior fornecedor de Armas para o Brasil, Estamos pondo a maior parte dos nossos ovos, numa só cesta.

  86. 07/08/2015  8:35 by Oplita

    Excelente notícia! Parabéns ao DAN !!!

  87. 07/08/2015  11:01 by André Luis

    O sonho agora seria os 02 MISTRAIS..........

  88. 07/08/2015  18:27 by Kemen

    White elefant, servira para ajuda humanitária sem dúvida, porque sem escoltas verosímeis qualquer necesidade de desembarque em tempo de conflito sem escoltas de paises aliados estaria destinada ao fracaso. Acho que a Marinha deveria poder comprar navios novos e modernos e não ter que ficar comprando sucata das outras marinhas, compras de oportunidade existem também para navios novos como os patrulheiros de mar azul comprados anteriormente, chega de fazer de `tripas coração`.

  89. 08/08/2015  12:50 by Luiz Silva

    Mais uma aquisicao de oportunidade com suas vantagens e desvantagens. Contudo, é mister que seja efetivamente realizado o periodo de manutencao prometido e que estejamos ciente que continuamos com a nossa capacidade de de Op.Anfibias ainda bem degradada tendo em vista a quase certa baixa do NDD e as sucessivas inoperancias dos 02 NDCC.

  90. 09/08/2015  16:44 by Prec PQDT

    Pessoal !!!
    Qual a Situação do NDCC Mattoso Maia? ??

  91. 09/08/2015  19:14 by Luiz Padilha

    Está em PMG mas com atrasos por falta de verbas.

  92. 09/08/2015  21:46 by Bráulio Silveira

    Padilha, será que o Seu Françoi, desse armazém, venderia uma Mistral para a MB?
    Torcida!

  93. 09/08/2015  21:53 by Luiz Padilha

    Difícil.

  94. 11/08/2015  17:28 by Jr

    Acabei de ler uma informação que muito em breve a MB vai assinar o contrato de compra do Siroco, o preço parece que ficou em 80 milhões de euros ( preço esse sem contar a revisão que terá que ser feita pela DCNS) e a última parcela será paga em 2019. Pensei que pelo fato de não ter mais concorrente a França tinha abaixado o preço, mas pelo visto isso não aconteceu.

  95. 13/08/2015  21:47 by Rafael

    Temos más notícias sobre a compra ??? Até agora nenhuma confirmação por parte da marinha

  96. 13/08/2015  22:50 by Luiz Padilha

    Aguarde e confie! O anúncio será em breve.

  97. 17/08/2015  11:20 by Roberto Duhá

    O Siroco está dotado de equipamentos que permitam as operações aéreas com helicópteros no período noturno ?

  98. 17/08/2015  15:34 by Luiz Padilha

    Prezado Sr Duhá. Originalmente na MN este navio operava noturno. Devido ao retrofit que o mesmo receberá antes de vir para a MB, acredito que continue com a mesma capacidade.Mas isso só teremos certeza após o anuncio oficial.

  99. 17/08/2015  15:47 by Marino

    A resposta é sim, ele operará diurno e noturno.

  100. 25/08/2015  15:01 by Alexandre

    Este notícia procede? Não falaram mais nada em lugar algum sobre essa compra...

  101. 25/08/2015  15:15 by Guilherme Wiltgen

    Alexandre,
    Aqui no DAN, não inventamos notícia!
    Aguarde que será anunciado.
    Abs

  102. 25/08/2015  15:18 by Alexandre

    Que maravilha então!!! Fico muito feliz pelo nosso País!
    VAleu!
    Abs.

  103. 26/08/2015  10:56 by Gilberto Rezende - Rio Grande/RS

    Gostei muito desta ideia de aproveitar o casco do Ceará e transformá-lo num navio oficina...

    Acho que esta opção pode dar liga...

  104. 27/08/2015  10:52 by Diego

    Confirmado pessoal, estarei na grupo que buscará o navio na França. Mais que confirmado.

  105. 30/08/2015  11:53 by KarlBonfido

    É, não sei não se não seria melhor a MB pegar o Vladvostok da classe mistral no lugar do siroco, afinal de contas a vida é feita de oportunidades.

  106. 30/08/2015  13:20 by Jr

    Melhor até seria, o problema é achar dinheiro para comprar o Vladvostok. A França já avisou que não vende por menos de 500 milhões de EUROS cada.

  107. 04/09/2015  13:14 by sergio

    Sou da área naval, e fico muito triste quando leio que não temos capacidade de construção. leia sobre o brindado Osório, reveja o que foi dito no passado sobre construir plataformas de petróleo. Acredite em nossa Pátria e em seus técnicos, nos de oportunidade e verba e verá de que somos capases. O que falta nesse pais, é patriotismo, confiança dos nossos politicos em seus engenheiros / tecnicos.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.