Puma-8

Desembarque de soldados franceses em Grenn Beach

Por Luiz Padilha

Ao chegarmos no ponto de desembarque (Green Beach), percebemos uma movimentação frenética com os CLAnfs indo para o interior da ilha infiltrar os Fuzileiros Navais, e os helicópteros franceses pousando e decolando a todo instante em um descampado utilizado para a operação.

Puma-7       SA-330-Puma

Puma-9       Puma-4

marine

Toda a operação de pouso e decolagem teve a proteção de soldados da tropa anfíbia francesa da 9ª Brigada de Infantaria Naval – 9ª BIMa

Com os CLAnfs tendo cumprido sua missão de infiltrar os Fuzileiros Navais no terreno inimigo, eles retornaram para a praia e rumaram mar a dentro seguindo para outro ponto determinado pelo comando dos Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil.

fuzileiro

Fuzileiros Navais partindo para o interior da ilha

CLAnfs-na-Marambaia       AAV-7---CLAnf-21

AAV-7---CLAnf-22

AAV-7 - CLAnfs deixando "Green Beach"

Antes de escurecer, todos os “civis” foram evacuados para o Mistral. Os SA-330 Puma continuaram sua missão de ir e vir entre a praia e o navio, sempre cobertos em terra pelos soldados franceses e no ar, pelos 2 SA-341 Gazelles que faziam a cobertura da operação.

Puma-10

SA-330 Puma pousando em "Green Beach"

Puma-6       Puma-3

marine-1       marine-2

Puma-11

SA-330 Puma realiza uma decolagem radical finalizando os voos para "Green Beach"

CãoDurante a noite, começou a fase seguinte que se estendeu por toda a manhã da quarta-feira. Nesta fase estava previsto o desembarque e a inserção na ilha de duas companhias, uma brasileira e outra francesa, para tomarem as duas “bases de insurgentes” que ficavam no centro da ilha, na área que fica de frente para a encosta sul da ilha.

A base de insurgentes era cuidada por um misto de brasileiros(40) e franceses(70), a outra por insurgentes franceses, esta composta de soldados totalmente desfigurados com um deles exibindo uma barba negra de aparência nada militar e outro com um cão.

almirante G. Remusat       Comandante-Mello-presenteia-o-Capitão-Polderman

confraternização-no-CADIM

Contra Almirante Nélio conversa com o Adido de Defesa francês CMG Yanick Rest observados pelo comandante do Mistral, Capitão Polderman

Encerrado o exercício os franceses fizeram uma retirada administrativa para o Mistral. Em comemoração ao fim do exercício, ocorreu uma breve confraternização entre as unidades, que contou com a presença do almirante brasileiro e do almirante francês no CADIM.

Puma-15

2 SA-330 realizam a retirada administrativa da tropa anfíbia francesa, retornando ao Mistral

 

Mistral-21       Mistral-19

Brasil-França       cadim-2jpg

Fim-do-exercício-Mistral-de-Braise

Fim do exercício Mistral de Braise

Após a rápida confraternização, foi a vez dos Fuzileiros Navais brasileiros serem retirados. A extração foi realizada pela EDCG – Embarcação de Desembarque de Carga Geral – Guarapari, que os levou até o porto de Mangaratiba, onde foram embarcados em ônibus de volta às suas unidades.

Embarque-no-EDCG

Embarque dos Fuzileiros Navais na EDCG após o fim do exercício

fuzileiros-embarcam-no-edcg       fuzileiros-a-bordo-do-EDCG

Mistral-20

BPC Mistral L-9013

 

 

 

6 Comments

 

  1. 12/05/2014  4:07 by mauricio matos

    Os fuzileiros não vão adotar os fuzil IA2 já está passando da hora .

  2. 12/05/2014  9:16 by Roberto Medeiros

    Meus cumprimentos pela elaboração e publicação dessa matéria (3 partes).

  3. 12/05/2014  15:29 by Fred

    Muto bom! Excelente cobertura destes exercícios, informando o que de outra forma não teríamos oportunidade de conhecer neste nível de detalhes e imagens. Obrigado...

  4. 12/05/2014  15:43 by Luiz Padilha

    Obrigado senhores. Fiz o que foi possível, dentro do curto espaço de tempo.

    Abraços

  5. 13/05/2014  21:56 by Eurípedes

    muito bom, estão de parabéns pelo excelente trabalho de reportagem

  6. 19/05/2014  10:39 by César martinele

    Cara onde fica essa ilha ''Green Beach'' onde se localiza,

Leave a reply

 

Your email address will not be published.