Nelson Jobim

Ministro da Defesa do governo Lula afirma que é perigoso atrasar implantação do Sisfron, programa que vigia as fronteiras brasileiras e tem como objetivo principal coibir o tráfico internacional de drogas

Em meio às restrições orçamentárias pelas quais passa o país, projetos estratégicos das Forças Armadas, como o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), estão ameaçados. Em audiência ontem na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado (CRE), o ex-ministro da Defesa Nelson Jobim disse não ter certeza se esse ministério é uma prioridade para a presidente Dilma Rousseff:

— No governo Lula, eu tinha clareza que a questão de defesa estava dentro da perspectiva governamental. Clareza eu já não tenho em relação ao governo da presidente Dilma. Não sei se isso é um tema fundamental — disse Jobim.

Mesmo com cortes de mais de R$ 5 bilhões no orçamento da pasta, o ex-ministro acredita ser possível manter as prioridades do setor. Ele reconheceu que está afastado do tema desde que deixou o Ministério da Defesa, em 2011, no começo do governo Dilma. Ele assumiu o cargo em 2007, na gestão Lula.

— A situação orçamentária naquela época era melhor do que é hoje. A questão é compatibilizar a manutenção do projeto e distensioná-lo, considerando a situação orçamentária, mas não abandoná-lo.

Uma das preocupações manifestadas por Jobim e pelos senadores durante a reunião é com o atraso na implantação do Sisfron. O programa, que visa coibir especialmente o tráfico de drogas e armas, começou a ser instalado em 2013, com prazo de conclusão de dez anos, mas sofre com os baixos repasses do governo. Disse Delcídio do Amaral:

— O problema da violência nasce nas fronteiras. Se não tivermos uma política competente, não vamos nunca resolver o problema das drogas e da violência nas grandes cidades. A preocupação com a proteção das fronteiras também foi manifestada por Ricardo Ferraço, Tasso Jereissati, Ronaldo Caiado, Jorge Viana, José Pimentel e Sérgio Petecão.

Sobre o tema, Jobim disse:

— Não há como ter ocupação do solo [de fronteira] de 17.719 quilômetros. É impossível. Daí a necessidade do monitoramento, daí o Sisfron. haveria uma fórmula de monitoramento dos acessos de fronteira. E não seria só a entrada pelo ar, seriam também as entradas pelos rios e pelo solo. Assim, teria como avisar às autoridades quando fosse necessário obstruir [a fronteira]. Mas tem que ter investimento.

FONTE: Jornal do Senado

 

25 Comments

 

  1. 13/10/2015  23:45 by Alex Tiago Responder

    A minha vontade é pegar esses caras que apoiam esse governo meu nem posso falar qual é minha vontade, a raiva é tanta que ate lamento de não ta frente a frente nossa que raiva dos infernos os que apoiam esse governo podia fazer uma fila pra falar comigo bando de sem vergonha, sujeitos desinformados apoiam a roubalheira qualquer um que entrar ai no lugar da dilma é melhor que ficar com esse governo corrupto por mais 3 anos 3 2 meses é um absurdo ouvir ou ver gente defendendo essa coja ate parece que estão ganhando pra isso.

  2. 12/10/2015  12:28 by Bento Ribeiro Maia Responder

    Constata-se comentários irracionais, apenas descargas hormonais de pessoas que acham que sendo donos das armas, são eles os patriotas; defendem a privatização de empresas como a Petrobras/presal que valem trilhões como se estrangeiros fossem melhores que nosso povo; corrupção deve ser combatida sim, agora e sempre, mas achar que esta teve início com o Governo Dilma é estarrecedor. Acredito nas instituições democráticas, acredito no Estado indutor forte e democrático com homens e mulheres capazes de defender seu Estado, sua casa, seus filhos e seus bens com uso de armas se necessário, além de forças armadas no estado da arte, mas não acredito em homens como Serra, Cunha, FHC, corruptos ou elite lesa pátria.

    • 12/10/2015  17:47 by Celso Responder

      Bento, vou discordar apesar de seu destempero......mas convem te lembrar uma pequena coisa....a sua PETROBRAS sob todos os aspectos contabeis, financeiros e aiditados por dezenas de empresas independentes daqui e do exterior, nunca foi uma empresa tao lucrativa. Continua a gerar falsos resultados atraves de maquiagens, pedaladas, falsos ativos q ainda nao estao disponiveis e vergonhosamente avaliados (superavaliados)...e isso a luz de todos os mercados q pedalaram esta informacoes de olho nos lucros , distribuicao de royaltes aos municipios e estados, marinha, governo federal q saca a descoberto (dilapida) na empresa, investidores,....isso se chama de PiRAMIDE...ja ouviu falar disso.......Concordamos discordando rsrsrrs......nao acreditamos nestas castas de politicos em todos os niveis q se apoderaram do Brasil e de nosso samgue......nem mesmo os ditos militares estao c esta corda toda e eles sabem disso. O governo emana do povo e por ele sera exercido nem q seja a forca, mas por homens de bem. O Brasil eh nosso e nao deles......facamos disso um mantra para q todos entendam isso de vez por todas...........facamos q as instituicoes funcionem a favor da sociedade e nao contra ela como hoje esta. Estas castas estao cegas, surdas e se acham acima de qualquer reclamo da sociedade.......STF,STJ,AGU,PGF,OAB, etc.......acreditam q sao donos do Brasil e de sua populacao....temos q mandar um recado durissimo a estes cana..as urgentemente. Sds.

  3. 12/10/2015  11:53 by Paulo Moraes Responder

    Interessante lembrar aos interessados em Impeachment, é que houve os últimos 12 anos para surgir um líder político melhor do que existe no momento e não conseguiram, os que apareceram, convencer e vencer nem aonde eles mesmos governavam.

    Na era pós Collor, tiveram mais de dez anos no governo apenas para criar mecanismos, junto a FEBRABAN e FIESP, que acabasse com a inflação e a crise econômica, que eles mesmos criaram, objetivando se perpetuar no Poder a classe conservadora.
    Quanto aos escândalos repugnantes atuais, a memória da década de 90 foi deletada?

    Sendo assim, vejamos: os partidos (PARA MUITOS eleitores) DEM, não se cogita; PMDB já teve sua chance e falhou; PSDB, idem; PT também. Quem sobra? Quem seria honesto?
    Cada um vai puxar o "tapete" pro seu lado, correto?

    O problema político aqui no Brasil é a falta de combate à falta de ética política (Leis mais rígidas); falta de controle e maior participação do eleitorado (incluindo programas educacionais nas escolas e relatório dos projetos e das votações divulgadas publicamente); fim das votações secretas; fim dos votos individuais (deveria ser voto dos partidos); fim das doações imorais com viés de conflitos de interesses, etc, etc.
    Alguns vão descordar de um ou muitos pontos, mas os interessados em manter as atuais regras, favoráveis aos seus interesses, não querem mudar o que existe.

    Com certeza, quem legisla sobre estas mudanças, é o Congresso, que não se interessa por este tipo de avanço ou debate. Prefere manter as atenções nos GF e sair do foco dos problemas, como se não fizesse parte ou não tivesse culpa.

  4. 12/10/2015  5:16 by Gilberto Rezende-Rio Grande/RS Responder

    O problema do Impeachment não tem nada a ver com o NOSSO mercado financeiro, as favas com o nosso mercado financeiro.
    O problema é a ruptura DEMOCRÁTICA e as pessoas fora do Brasil simplesmente não vão entender como se derruba um presidente eleito por "pedalada fiscal".
    Tu vira um leproso político e um carimbo de maluco não confiável e fica igual a Argentina...
    ESTE é o problema que a direita quer embarcar o país porque não sabe perder eleição com dignidade democrática...

    • 12/10/2015  8:49 by Leonel Prates Responder

      Falou + 01 vez o " paga=pau" petista; se é golpe retirar do poder uma corja corrupta e incompetente, então a retirada do Collor foi ilegal também... PT sempre dois pesos e duas medidas. Lamentável.
      Vergonha internacional é ter um desgoverno deste na nação mais importante do hemisfério sul. Aliás, a crise financeira, tem TUDO a ver com a política.

  5. 12/10/2015  1:16 by Tiago Silva Responder

    Se formos levar ao pé da letra a defesa não foi prioridade em governo algum, como nação o Brasil tem outras prioridades.

    O setor de defesa é negligenciado a anos, mesmo com as aquisições no geral a coisa vai aos trancos e barrancos. A situação pode mudar ao meu humilde ver quando as defesa nacional deixar de ser uma coisa de "governo" e se transformar em assunto de estado independente de quem esteja no comando da nação ou seu partido político.

    O pensamento estratégico não pode ser tocado por um governo mas deve passar ao longo do tempo porque uma hora a bomba estoura e a culpa vai ser de quem? Nessas horas todo mundo foge.

    A prioridade da defesa é iminente e de grande responsabilidade e as consequências futuras são preocupantes!

  6. 11/10/2015  21:52 by CapFNSoap Responder

    Pessoal, só gostaria de saber uma coisa, houve o impeachment, a Dilma saiu, ok! E como nosso mercado financeiro reagirá?
    Não entendo de política, assim como não faço parte, porém, saiu uma comunista(pior coisa que já veio acontecer) e entra um democrático ou republicano, que tem ficha suspeita, adiantaria algo?
    Sinceramente, nosso povo é estúpido, arrogante e sem o menor escrúpulo a esse ponto. Dou minha vida ao meu país, morro por ele, faria de tudo para defende-lo sem hesitar - agora brincar conosco, agir de forma como se nada acontecesse!
    Depois da m.... lançada, que todos vão as ruas relutar pelos direitos? Na boa, pensasse antes de votar, pesquisasse mais sobre o candidato e não ficar indo de 'papinho' de fulaninho ou beltrano a respeito do que vai acontecer.
    Digo e afirmo sem medo, minha esposa é petroleira e nisso o DAN ou qualquer um, que tiver parentes envolvidos na área podem se informar, todo o concursado foi 'obrigado' a votar na Dilma, por receio da Petrobras, ser privatizada. Afirmo e aqui atesto essa informação.
    Nossas F.A, ainda bem são eficazes, porém, obsoletas. O que precisamos mais engolir?
    Sem mais!
    Adsumus

    • 11/10/2015  23:32 by Bardini Responder

      E o medo de que façam uma limpa na Petrobrás depois de privatizada...

    • 12/10/2015  0:06 by Pedro Responder

      Nao se preocupe, Naval, o mercado vai reagir muito bem se sair a Dilmãe. Já contam com isso até. Procure nos sites de economia, volta e meia sai notícia de previsões de que sai em alguns meses, feitas por agentes do mercado, consultorias externas, banqueiros. Ninguém aguenta mais. Qualquer um que assumir é melhor.

      • 12/10/2015  17:36 by Celso Responder

        De economistas e adivinhoes o brasil esta lotado assim como de advogados. 2,7 trilhoes de divida publica, +- 300 bilhoes de passivo da Petrobras, ainda nem estourou o escandalo do BNDEs, CEF, Bco brasil, etc.....entao Pedro, diga ai como esta situacao sera resolvida, nao tem milagre e ninguem vai conseguir esta merlanca q o pt e seus discipulos estao deixando.....acabaram-se o estoque de mentiras..........nao tem almoco de graca......o mercado nao vai reagir enquanto nao souber ao certo quem ou como esta divida ai vai ser paga e de onde vao tirar o dinheiro.....sera q vc adivinhou rrsrsr......lembre-se... na tragedia de milhoes , , poucos irao ganhar muito......BANCOS, FINANCEIRAS, etc..... caixa do governo so tem um bolso para entrar ..e qto a isso lembre-se mais uma vez.....entrar sempre emtra, eh liquido e certo e os numeros variam, mas sair eh q sao elas.........para o povo eh que nao vai ter beneficio algum, alias nunca tem......dinheiro sempre tem, o q nao tem eh honra, etica, moral, ou qualquer outro valor para esta classe de politicos safos da republica q so pensam no seu poder e no controle das massas via miserabilidade...eh historico este assunto. Sds

    • 12/10/2015  1:47 by Gabriel Responder

      O mercado reagirá da melhor forma possível , os investidores começarão a voltar ao Brasil, teremos reformas que permitirão a reindustrialização do país ....mais 3 anos de Dilma a industria brasileira MORRE!

    • 12/10/2015  1:52 by Gabriel Responder

      A Petrobras deve ser privatizada , esse monopólio e cabide, só faz mal ao Brasil!
      Enquanto o mundo está pagando mais barato pela gasolina , nós vamos pagar mais de 4 reais ano que vem! Nós brasileiros nunca ganhamos nada com essa empresa , ela nunca foi nossa!
      A Petrobras sempre foi dos corruptos .

    • 13/10/2015  14:37 by Leo Responder

      Olha meu caro, depois da rejeição das contas pelo TCU. O mercado reagiu bem, a bolsa subiu, o povo soltou foguetes, os empresários cosaram a mão para investir mais.
      Acredito para meio econômico vai ser muito bom. O povo e os empresários estão desanimados nesse atual cenário político.
      Sds

  7. 11/10/2015  21:31 by CapFNSoap Responder

    Caros leitores do DAN,
    Entendo o constrangimento e revolta, concordo com todos mas já pararam para analisar, o que acontecerá se a Dilma sair? Se houver o impeachment, como nossa economia reagirá? Como nós ficaremos(imagem)?
    Sabemos, que já temos uma imagem de país corrupto, desonesto, e colaborador de terrorismo - sério isso?! Como podemos deixar a mídia estrangeira denegrir isso?
    Precisamos pensar e analisar tudo, esse Cunha do pmd-rj, pelo o que se lê pelos jornais também é farinha do mesmo saco mas do que adianta, tirarmos um corrupto e colocar outro menos ' escrachado'? Vamos analisar e reconhecer os fatos!!!!
    Obs: Não sou de partido nenhum, pelo contrário, sou a favor do militarismo, porém, já foi essa época em que podíamos argumentar algo, pois nos dias atuais tudo infelizmente é política até mesmo dentro de uma empresa. Se quer crescer precisa bajular, se deseja algo tem que ser desculpa o termo 'b....' e isso é intolerável. Meus pensamentos!!!!
    Adsumus

    • 12/10/2015  1:45 by Gabriel Responder

      Se Dilma sair as ações da Petrobras vão subir , os investidores vão voltar a acreditar no Brasil, as reformas serão feitas, teremos alguém com alguma credibilidade e inteligencia no poder....resumindo não tem como não melhorar!

    • 12/10/2015  17:23 by Celso Responder

      So um rapido comentario......se ela sair a forca pelo impeachment, infelizmente os q virao atras na fila para ocupar o cargo nao fogem a nenhuma avaliacao de corrupcao e roubo. Segundo, o vice pelo menos nao eh tao burro e nao sai falando bobagens diariamente, mas c certeza esta mais sujo q pau de galinheiro e assim sucessivamente. Nao sou a favor de forma alguma a governos impostos, quer na ideologia, quer na farda (militares), alias estes hoje ja sabem o custo de uma aventura nos quarteis pelo tanto q foram impregnados c fatos de corrupcao e enriquecimento ilicito favorecimentos, desvios, etc...........toda ideologia eh burra. Nao aceito o fato de que seja necessario bajular, adular, lamber botas, etc......afinal eu cresci e me criei em ambientes competitivos e nunca precisei disso para me estabelecer. Precisei sim de estimulos certos para subir na vida e profissionalmente . Qdo errei , me desculpei assumi e me corrigi para melhorar. Bom dia , Obrigado , Errei, me desculpe, da licenca, Por favor, etc....sao os termos educados e sinceros q todos deveriam adotar diariamente em suas vidas para comecar. HUMILDADE Sds

  8. 11/10/2015  20:27 by Gabriel Responder

    A única prioridade da turma que nos governa é encher os bolsos de dinheiro , francamente este partido que está no poder é o maior embuste da História do Brasil.
    Até os comunistas tem vergonha deste ParTido que traiu os valores de seus próprios fundadores e militantes, que colocou expressão máxima da mediocridade no Palácio do Planalto.

  9. 11/10/2015  19:17 by by Edson Arruda Responder

    A prioridade desse gorveno é continuar a ser um anão diplomàtico e sendo um país de politicos ladrões e opressores do povo que só pensão em encher os seus bolso .
    Só darão o devido respeito e atenção quando as ameasas jà estiverem em nosso territorio .
    " Um cisco no seu olho incomoda ,mais nos dos outros ném ligamos " #AcordaBrasil !!! Pois o mundão não é mais uma criança inocênte .

    • 11/10/2015  20:25 by Edson Responder

      Esse governo, democraticamente eleito, diga-se de passagem, não tira os sapatos em aeroporto para entrar nos Estados Unidos. Esse governo não fica de quatro para o Bill Clinton de plantão . . .

      • 12/10/2015  9:50 by Dalton Responder

        A ordem para tirar os sapatos foi feita de forma aleatória, o argentino escapou,
        enquanto o russo e a chilena por exemplo tiveram que tirar os seus
        e todos apresentaram queixas.

        O Depto de Estado dos EUA pediu desculpas imediatamente e medidas foram
        tomadas para que não volte a ocorrer já que o Depto de Estado
        não tem autoridade sobre o órgão responsável pela segurança
        dos aeroportos nos EUA.

      • 12/10/2015  17:12 by Celso Responder

        Edison, vc pode ate acreditar nisso, mas dai a colocar dessa forma vai um baita abismo....este desgoverno e o anterior nao foram eleitos democraticamente nao como vc acredita.....a comecar por urnas sobejamente manipuladas e isso nao eh invencao.....Brasil, pais de t.....s

  10. 11/10/2015  19:11 by Francisco Responder

    É mais um do PSDB botando lenha na fogueira.

  11. 11/10/2015  18:37 by mauricio matos Responder

    É difícil acha ruma coisa que seja prioridade para os nossos governantes isso aplica não somente a esse governo mais os outros também. Pensando bem tem uma coisa que é prioridade os desvios dos nossos impostos para seus bolsos.

  12. 11/10/2015  18:17 by Topol Responder

    Prioridade ??? A única prioridade da Dilma e de seus capangas é não serem presos... Não dá tempo de pensar em outra coisa a não ser em estratégias de defesa para evitar de irem para a cadeia, nem plano para tirar o país da crise existe e a oposição castigando cada vez mais com investigações e denúncias... sinceramente não sei onde isso vai parar.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.