NDM-Bahia-22

NDM Bahia (G 40) com sua doca alagada operando na área marítima de Toulon - 19/03/2016

Por Luiz Padilha

destaqueO Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia (G 40) finalizando seus testes de mar, recebeu no dia 19/03, na área marítima de Toulon, as novas embarcações adquiridas pela Marinha do Brasil quando da compra do navio, junto à Marinha Francesa.

EDVMs-Icarai-e-Muriqui

EDVMs Icaraí e Muriqui atracadas ao lado da EDCG Marambaia em Toulon

Abaixo é possível ter a dimensão exata do tamanho da doca do NDM Bahia, com seus 122 metros de comprimento.

NDM-Bahia-16

NDM-Bahia-17

As EDVMs* foram renomeadas como Icaraí, Muriqui e a EDCG* Marambaia (ex-Hallebarde). A faina de alagamento da doca do navio para receber as embarcações transcorreu normalmente, impressionando pela velocidade com que o navio executou o alagamento e seu esgotamento.

marambaia-edcg-toulon

embrarque

embarque-no-Bahia-2

A EDCG Marambaia é atualmente a maior embarcação deste tipo na MB e, como tal, foi um desafio para sua tripulação embarcá-la no NDM Bahia. Com o navio navegando a uma velocidade de 4 nós, o oficial encarregado da Marambaia, manobrou com maestria a embarcação e adentrou a doca de primeira.

Marambaia-edcg-frontal

As embarcações Icaraí e Muriqui, entraram logo após sem nenhuma dificuldade, mostrando que o aprestamento realizado na França pela tripulação, foi excelente.

NDM-Bahia-13

NDM-Bahia-23

O Bahia agora irá realizar seus últimos ajustes para suspender em direção ao Brasil, o que deve ocorrer no dia 21/03, quando o navio suspenderá em definitivo da Base Naval de Toulon para o Brasil.

NDM-Bahia-8

O NDM Bahia já apontado na direção da saída de Toulon

O DAN acompanhará a viagem e, sempre que possível, trará aos nossos leitores a rotina de treinamentos do navio até o Brasil.

NDM-Bahia-14

O comandante do NDM Bahia CMG Serrão e o imediato CF Assano observando a manobra de embarque da EDVM e EDCG no navio.

*EDCG – Embarcação de Desembarque de Carga Geral

*EDVM – Embarcação de Desembarque de Viaturas e Materiais

DCNS logo

 

5 Comments

 

  1. 23/03/2016  15:04 by Yluss

    Parabéns ao DAN pela cobertura completa desde tempo e agora na travessia!

    Muito bacana ver as fotos e saber que "so far so good". Parece que foi de fato um salto em comparação ao que estávamos acostumados a usar para as funções que o Bahia desempenhará.

    Dúvida: Quem comanda essas embarcações auxiliares? Oficiais do navio-mãe? Ou elas têm uma guarnição própria como se fossem uma embarcação qualquer da marinha, com comandante e tal?

    Sds o/

  2. 23/03/2016  17:25 by Airacobra

    Boa tarde yluss, as operações no Bahia as operações seguem o mesmo modus operandi do Ceará, lastrar, embarcar/desembarcar EDs/CLANFs, deslastrar, porém com algumas inovações que facilitam a vida do pessoal de bordo, como a rampa lateral ro-ro, que facilita o embarque/desembarque de veiculos, elevador que interliga o convés doca, convés mezanino, convôo de ré e convôo de vante, centro cirurgico e enfermaria com mais de 40 leitos (G-30 só possuia 1 enfermaria para poucos leitos), convés doca ligeiramente maior e com mais capacidade, armamento que o capacita a alguma defesa antiaérea.
    Quanto às EDs, as EDCGs tem uma guarnição própria e um oficial encarregado, enquanto as EDVMs são guarnecidas por praças do GED (Grupamento de Embarcações de Desembarque), que é subordinado diretamente ao Esquadrão de Apoio.

  3. 23/03/2016  18:39 by Rudi

    Boa Noite...na foto nº 11 que bandeira é aquela ? a EDVM é bem grande hein... Parabéns DAN , TKS

  4. 23/03/2016  19:22 by Airacobra

    Bandeira do Cruzeiro, é hasteada no pau do jeque (pequeno mastro na proa) do navios da MB quando atracados ou fundeados entre as 8 da manha e o pôr do sol, sempre acompanhando o Pavilhão Nacional que é hasteado no mastro na popa do navio.

    https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Bandeira_do_Cruzeiro

  5. 23/03/2016  22:11 by Rudi

    Obrigado .

Leave a reply

 

Your email address will not be published.