O navio de guerra britânico HMS Brilliant torpedeou baleias durante a Guerra das Falklands, depois de confundi-las com submarinos inimigos

HMS Brilliant (F 90)

Um navio de guerra britânico disparou torpedos contra baleias, matando três durante a Guerra dasFalklands /Malvinas, depois de confundi-las com submarinos inimigos. A surpreendente revelação está contida nos relatos de testemunhas dos dias tensos a bordo da fragata HMS Brilliant, durante o conflito de 1982 nos mares do sul.

O sonar do navio da Royal Navy era incapaz de distinguir um submarino inimigo de um grupo de baleias. O resultado disso, duas foram “afundadas” por torpedos e uma terceira atacada por um dos helicópteros do navio. O relato é do engenheiro Ginge Offord,  feito há cinco anos e só agora foi publicado.

Em um trecho de sua experiência durante a Guerra das Falklands, ele escreveu: “Durante o dia, fomos para “Estação de Ação” e inúmeras vezes recebíamos relatórios de aeronaves inimigas decolando a partir de suas bases no continente. Eles foram perseguidas fora do nosso CAP (Combat Air Patrol). Buscas e ataques continuavam até o anoitecer, quando paramos e voltamos para o grupo principal. Na nossa contagem do dia era um par de baleias. Infelizmente, a sua assinatura no sonar era muito semelhante a de um submarino e o suboficial que torpedou os grandes mamíferos acabou ganhando o apelido de “Wolf Pack”.

A HMS Brilliant foi enviada para o Atlântico Sul para proteger um dos dois porta-aviões britânicos de ameaças de submarinos argentinos e de ataque com mísseis.

HMS Brilliant (F 90)_Falklands

Os encontros com as baleias não era uma ocorrência rara, a julgar pelo testemunho do Comandante do navio Capitain John Francis Coward:” Uma noite a Brilhant festava perseguindo submarinos sem sucesso. Eu tinha recebido um sinal típico de Woodward: “Uma aeronave informou ter avistado um submarino a 20 milhas ao norte de Port Stanley. Vá encontrá-lo e traga-me de volta o chapéu! Eu sabia que se nós o achassemos, ele estaria no fundo e o lugar estava repleto de destroços de navios baleeiros antigos.  Gostaríamos de encontrar algo, um “ping” sobre eles e ficariam do tamanho de um pequeno submarino. Enviar um helicóptero com um detector de anomalias magnéticas (MAD) sobre ele nos diria se era de metal, mas eu não tinha munição suficiente para atacar cada naufrágio e muito menos helicópteros equipados com MAD, para lançar sobre eles. O local estava cheio de baleias, que davam enormes ecos no sonar. De vez em quando, uma baleia vinha à superfície para respirar e um bando de gaivotas se reúnia em volta, aparecendo como um flash rápido no nosso radar. Todos a bordo diziam:” Cristo, deve ser um submarino!” E lançávamos alguns torpedos. Tudo isso somado, gerava uma grande frustração mas, olhando para trás, eu tenho a sensação de que um desses destroços era o submarino San Luis e eu acho que um dia o pessoal irá análisar e confirmá-lo.”

FONTE: ST

NOTA do EDITOR: A Fragata HMS Brilliant (F 90) foi o terceiro navio da Classe Broadsword (Type 22 Batch 1). Deu baixa da Royal Navy em 30.08.1996 e incorporada no mesmo dia à Marinha do Brasil como Fragata Dodsworth (F 47). Serviu até 11.04.04, quando se deu a sua Mostra de Desarmamento e baixa do serviço ativo. Durante estes quase oito anos na MB, fez 501 dias de mar e navegou 96.137 milhas.

 

4 Comments

 

  1. 27/04/2015  22:27 by brazuca Responder

    Tenho pena das baleias animal em extinção, não é só os ingleses, os chineses também ,com submarinos e
    Fragatas ching ling fazem esta chaçina nos tempos atuais muito vezes, quem comprar da china esta faill.

  2. 09/02/2014  18:14 by Leo Júnior Responder

    Nós brasileiros fizemos isso na 1ª Guerra Mundial, navios emprestados à Marinha do Brasil que estavam responsáveis pelo patrulhamento ao largo de Gibraltar, em Novembro de 1918 detectaram a presença de atividade subaquática no perímetro patrulhado. Não restando dúvidas de que era um submarino alemão, abriram fogo contra o "submarino" aniquilando por acidente um cardume de toninhas... O equívoco caiu na graça dos alemães após ser reconhecido mundialmente, que julgaram de tal forma: "Se eles fizeram isso com os golfinhos, imaginem o que farão conosco!"

  3. 03/09/2013  12:29 by Fred Responder

    Pô! sacanagem com as baleias...

    • 12/10/2013  23:49 by justin oliveira Responder

      Isso vale p/ os japoneses que as matam com desculpa de ser p/ "estudos científicos " .

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.