O naufrágio de um porta-aviões dos EUA afundado durante a Segunda Guerra Mundial foi encontrado ao largo da costa da Austrália. O USS Lexington foi encontrado a 3 km (2 milhas) debaixo d’água no Mar de Coral, a cerca de 800 km da costa leste da Austrália.



O navio foi perdido durante a Batalha no Mar de Coral (Battle of the Coral Sea), na gerra contra o Japão entre 4 e 8 de maio de 1942. Mais de 200 membros da tripulação morreram na batalha.

A Marinha dos EUA confirmou que o navio tinha sido descoberto por uma equipe de pesquisa liderada pelo co-fundador da Microsoft, Paul Allen.

A descoberta do Lexington, juntamente com 11 de seus 35 aviões, foi feita pela empresa Vulcan, de Allen no domingo. O Almirante Harry Harris, chefe do Comando do Pacífico dos EUA, elogiou a descoberta.

“Como filho de um sobrevivente do USS Lexington, ofereço meus parabéns a Paul Allen e à equipe de expedição do navio de pesquisa (R/V) Petrel poe localizar o ‘Lady Lex’“, disse ele na terça-feira.

As fotos mostraram que o naufrágio estava bem preservado.

A Batalha do Mar de Coral é considerada um momento fundamental para travar o avanço do Japão no Pacífico durante a guerra.

O Lexington foi destruído pelas forças dos EUA depois de ter sido atingido por vários torpedos japoneses e bombas durante a batalha.

A Marinha dos EUA disse que 216 membros da tripulação morreram depois que o navio foi atacado. Mais de 2.000 outros foram resgatados.

“O Lexington estava na nossa lista de prioridades, porque ele era um dos navios importantes se perdeu durante a Segunda Guerra Mundial”, disse o porta-voz de Vulcano, Robert Kraft.

Imagens do fundo do mar, tomadas pelo Petrel, mostram a placa de identificação e as armas do Lexington. Alguns dos aviões do navio também são mostrados em boas condições.

O navio não será recuperado porque a Marinha dos EUA o considera um túmulo de guerra. Kraft disse que o planejamento para encontrar o navio levou seis meses.

No ano passado, a Vulcan descobriu o naufrágio do USS Indianapolis, que afundou em julho de 1945, e encontrou outros navios, incluindo um navio de guerra japonês, o Musashi e um navio de guerra italiano, Artigliere, ambos da mesma época.

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: DAN

FONTE: BBC



 

4 Comments

 

  1. 06/03/2018  19:19 by Ivan BC Responder

    Luiz Padilha, uma dúvida, são apenas (modo de falar) 200 mortos? Pensei que um monstro desses afundando geraria mais mortos. Na segunda imagem são os marinheiros se jogando ao mar? Incrível!

    • 06/03/2018  19:41 by Luiz Padilha Responder

      Sim. Os tripulantes pularam fora e foram resgatados por outros navios. E o navio foi afundado pela própria US Navy. Os 200 e poucos foram mortos durante os ataques que o navio sofreu.

      • 06/03/2018  20:27 by Ivan BC Responder

        Obrigado pela resposta!

  2. 06/03/2018  19:06 by Sequim Responder

    Impressiona como está muitíssimo bem preservado, apesar de estar há quase 80 anos no fundo do mar.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.