BRASÍLIA – O prejuízo com equipamentos científicos na base brasileira na Antártica, a Estação Comandante Ferraz, atingiu R$ 5 milhões, só a metade do valor projetado pelos especialistas após o incêndio que destruiu a base, em fevereiro.

O inventário dos equipamentos foi encaminhado ao ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp. No próximo dia 15, a Marinha deverá concluir o Inquérito Policial Militar (IPM) aberto para apurar as causas do acidente, que provocou a morte de dois militares.

Segundo o pesquisador do Programa Antártico, Jefferson Simões, a análise dos estragos em componentes científicos identificou perda de um radar, além de equipamentos de equipes que atuavam na base na hora do acidente. Outros aparelhos científicos perdidos estavam armazenados na estação: “Para nossa surpresa positiva, o prejuízo ficou abaixo da estimativa inicial. Agora, aguardamos resposta do ministro Raupp para saber o cronograma de recuperação do material”.

FONTE/FOTO: O Globo/Armada de Chile

NOTA do EDITOR: Esperamos que o Governo Federal cumpra com a sua parte e reconstrua a EACF, no menor tempo possível, viabilizando assim o retorno às pesquisas desenvolvidas pelos nossos cientistas e apoiados pela Marinha do Brasil. Mas não basta somente reconstruir, precisa também o MCT conseguir verba suficiente para manter os trabalhos e os investimentos necessários em navios de apoio e aeronaves, assim como prover uma infraestrutura mais moderna e instalações de apoio as atividades aéreas, como a construção de um hangar junto ao heliponto.

image_pdfimage_print

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.