Delatores afirmaram que a construtora repassou dinheiro relativo ao projeto do submarino nuclear a lobista. Os valores, posteriormente, foram distribuídos a ex-almirantes e viúvas de militares.

Nos depoimentos da delação premiada, ex-executivos da Odebrecht contaram aos investigadores que parte do orçamento para construção do submarino nuclear brasileiro, o principal projeto do país na área militar, foi repassada como propina para ex-almirantes da Marinha e para o PT.

As pessoas citadas nas delações negaram as denúncias (veja ao final desta reportagem o que disseram).
O Prosub – programa de desenvolvimento de submarinos – é uma parceria do Brasil com a França, que envolve a transferência de tecnologia francesa estrangeira para o país. O projeto ainda está em andamento e, segundo a Marinha, o programa do desenvolvimento do submarino nuclear deve ficar pronto em 2027. Até agora, a Odebrecht, uma das empresas que integram o consórcio do projeto, já recebeu mais de R$ 6 bilhões pelas obras.

A outra empresa que faz parte do programa é a francesa DCNS. De acordo com o herdeiro da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, por se tratar de um projeto com transferência de tecnologia, uma empresa brasileira teria que fazer parte do consórcio. Ele contou que, após a Marinha do Brasil fechar o acordo com a DCNS, a companhia francesa convidou a Odebrecht para integrar o projeto.

No entanto, os delatores contaram que a DCNS impôs uma condição: que a Odebrecht repassasse valores para o lobista José Amaro Ramos, que ficaria responsável por distribuir o dinheiro entre os demais participantes do esquema.
Segundo o ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura Benedicto Júnior, o acordo foi feito em Paris. Ele disse ainda que repassou cerca de 40 milhões de euros para Amaro Ramos.

“Quando da assinatura do nosso consórcio, fui a uma reunião em Paris pra assinatura. E um dos executivos da DCNS, na presença do doutor José Amaro Ramos disse: ‘está tudo tranquilo, está tudo bem, mas eu preciso que o senhor faça um contrato e comece a pagar alguns recursos ao José Amaro Ramos. Essa era a condição para que essa parceria evolua”, relatou Benedicto. “A verdade é que eu fiz pagamentos de quase 40 milhões de euros para esse agente”, completou.

Segundo Marcelo Odebrecht, a DNCS queria os repasses a Amaro Ramos porque ele havia “atuado como um consultor pra apoiar a conquista do contrato”. Odebrecht disse ainda que, nos valores negociados do contrato, já constava o custo com o lobista.

“Parece que ela [DNCS] tinha dificuldade de pagar como empresa estatal, e aí o que é que ela fez? Quando ela negociou a nossa parte do contrato, ela já botou o custo do José Ramos, quer dizer, na prática estava no nosso preço”, afirmou Marcelo Odebrecht.

O ex-executivo Luiz Eduardo Soares, que trabalhava no departamento que contabilizava os pagamentos ilegais da Odebrecht, disse que parte do dinheiro repassado ao lobista José Amaro Ramos era destinada a um militar aposentado de alta patente na Marinha, identificado no termo de colaboração como almirante Braga.

“Ele [Braga] recebia esse dinheiro porque, segundo eles, toda a concepção do submarino nuclear saiu da cabeça deles lá na década de 70 e tinham esse acordo com o Amaro Ramos que quando saísse esse negócio eles queriam receber por isso”, afirmou o delator. Soares disse ainda que Braga distribuía o dinheiro para “viúvas de outros almirantes que já faleceram, ex- almirantes”.

Segundo Benedicto Júnior, outro almirante também foi beneficiado no esquema: o ex-presidente da Eletronuclear, Othon Luiz da Silva Pinheiro, que está preso por um esquema de corrupção na empresa. Benedicto Júnior diz que a empreiteira queria assessoria técnica de Othon na área de tecnologia nuclear e pagou propina em troca disso.
“Ele trouxe uma conta no exterior, se eu não me engano, fizemos alguns pagamentos nessa conta. E fizemos alguns pagamentos em dinheiro que um executivo entregou na casa dele pessoalmente”, disse o delator.

Os pagamentos foram feitos pelo engenheiro Fábio Gandolfo, diretor de contrato da Odebrecht, que também fez delação premiada. Ele contou que entregou pessoalmente, a título de antecipação, R$ 1,2 milhão em quatro parcelas, na casa de Othon Pinheiro, na Barra da Tijuca, no Rio.

Também foram feitos cinco depósitos, no valor de 300 mil euros cada, numa conta indicada por Othon pinheiro, totalizando um 1,5 milhão de euros. Mas os pagamentos foram barrados na Suíça, porque Othon presidia a Eletronuclear.

Pagamentos ao PT

Marcelo Odebrecht afirmou também que o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, quando ficou sabendo do contrato da empreiteira no projeto do submarino nuclear, pediu contribuições para o partido. Num primeiro momento, o herdeiro da empreiteira, em conversa com o ex-ministro petista Antônio Palocci, disse que não atenderia o pedido de Vaccari.

“O [Benedicto] Júnior me disse que o Vaccari tinha feito um pedido a ele de receber uma doação, um pagamento, por conta deste contrato. Júnior negou e me falou, até porque parece que o Vaccari continuou insistindo, e eu falei com Palocci: ‘olha, Palocci, houve esse pedido, não tem nenhum cabimento, eu já acertei com você o valor global, não vou ficar acertando valor por projeto, entendeu?’ “, afirmou Odebrecht.

No entanto, segundo Marcelo Odebrecht, em uma conversa posterior Palocci renovou o pedido feito por Vaccari. Odebrecht disse aos investigadore que acha que o PT tinha algum problema na ocasião, por isso precisava do dinheiro. Marcelo Odebrecht disse então que descontaria o valor da “conta italiano”, que se referia ao crédito de propina que Palocci tinha na empresa. O montante final desse repasse, segundo ele, ficou entre R$ 6,5 milhões e R$ 17 milhões.

“Eu sei que nesse momento, até aí parece que o PT estava com problema, precisava…tinha uma demanda. E aí, eu acho que o Palocci, para calar um pouco a boca, vou usar esse termo, talvez, para apaziguar um pouco o Vaccari, aceitou que a gente abatesse. E aí foi esse 6,5, eu me lembro, e talvez tenha um valor também, aí aceitou que eu abatesse na conta italiano […] Ou seja, o Palocci, para apaziguar lá o Vaccari, aceitou que eu abatesse da conta dele um certo… um valor que foi entre 6,5, parece, e depois foi para 17. Entendeu? Foi algo que ficou entre 6,5 e 17”, afirmou Odebrecht.

O que disseram as defesas

A defesa de Othon Luiz da Silva Pinheiro disse que os fatos relatados não correspondem à realidade.

Até a última atualização desta reportagem, a defesa de José Amaro Ramos não havia sido localizada.

A defesa de Palocci disse que dono da Odebrecht – Emílio Odebrecht – afirmou em depoimento que havia quatro pessoas que respondiam pelo apelido de italiano nas planilhas da construtora.

A defesa de Vaccari disse que ele jamais pediu ou recebeu pagamentos ilícitos.

O PT não quis se pronunciar.

A Marinha informou que desconhece qualquer irregularidade envolvendo o programa de submarinos e que também desconhece o “almirante Braga” citado na delação.

FONTE: G1

 

37 Comments

 

  1. 18/04/2017  12:44 by FERNANDO

    FERROU GERAL!!!!!!!!!!!
    EU ACREDITO QUE O PROJETO PARE AGORA!!!!!!!!!
    E PELO JEITO, QUE AS COISAS OCORREM EM BRASÍLIA, FICARÁ PARADO POR UM LONGE TEMPO!!!!!!!!!!
    O SONHO DO HEXA ACABOU!!!!!!

    MODERAÇÃO: Fernando, favor na postar comentários em caixa alta.
    Grato pelo cooperação.

  2. 18/04/2017  13:32 by Lemes

    Essa história da Odebretch já fedia desde a época em que foi escolhida, mas quando falávamos algo sempre vinha um pseudo patriota dizer que era sindrome de viralata e coisas do genero. Um projeto que começou orçado em 23 bilhões de reais e agora já está nos 33 bilhões (e longe de seu término), com certeza precisava ser auditado com microscópio eletrônico. Quanto à essa conversa de que a baleia branca nuclear ficará pronta em 2027, acredite quem quiser! Um país que nunca projetou sequer um submarino convencional por conta própria, que pena para projetar e construir uma simples corveta, que não consegue levar adiante o projeto de construção de alguns patrulhas (de projeto francês), que não consegue fazer sequer um projeto de torpedo nacional, que não tem um projeto de sonar nacional, que não produz o aço para seus próprios submarinos, que não projeta e nem constroi praticamente nada do que será utilizado nesse sorvedouro de dinheiro público nuclear. Falar que vai projetar e construir um submarino nuclear em menos de dez anos é a piada menos engraçada contada dentro da MB.

  3. 18/04/2017  13:36 by Luciano Andrade

    Vamos lá :
    1-Como já desconfiávamos houve propina.
    2-Como eu mesmo coloquei num comentário recente quem faz o preço ( ainda mais quando não existe licitação ) é o vendedor e ai está a DCNS já embutiu no valor do contrato c/ a Odebrecht o que ela teria que repassar de propina.
    3-Num contrato de vários bilhões de euros, isso revelado é troco, não dá p/ acreditar que alguém muito bem posicionado na cadeia ( essa palavra cai bem nesse contexto não ? ) de comando não tenha tirado uma senhora fatia desse bolo.
    4-Sendo a DCNS uma estatal, o governo da França deve ser processado p/ que abra a caixa preta do contrato e devolva ao Brasil o que lhe foi roubado.
    5-Pior que tudo isso seria simplesmente 'jogar a água suja da bacia c/ o bebê dentro'. Assepsia total em todo o processo ( c/ a condenação dos culpados ), mas não podemos abandonar o que foi feito até agora, até porque tecnicamente acho que está muito melhor do aquele outro processo que também deve estar bem 'sujo' o dos 50 helicópteros, também franceses e também sob o governo do PT.
    Abs.

  4. 18/04/2017  13:57 by Jairo

    Não importa se teve propina
    O programa vai adiante

  5. 18/04/2017  13:58 by Spectre

    Tem muito se investigar , um exemplo é o preço de munições,, CBC 9 X 19mm ,,com 50 munições exportados preço U$ 6 Dolares = 18 Reais e ,,os vendidos as Forças Armadas Brasileiras e as Polícias Estaduais,,, $ 126.00 REAIS ... ,,,,Força Lava- jato ,,,,Força

  6. 18/04/2017  14:04 by cesar

    Infelizmente é a triste realidade, um projeto dessa natureza não iria tomar forma sem corrupção no Brasil, infelizmente usaram a grande ideia do submarino nuclear para aproveitar a situação. Bilhões foram e serão gastos, para no fim ter 4 submarinos diesel elétricos e por sorte 1 nuclear.

  7. 18/04/2017  14:14 by Satyricon

    Cada pena que a lava jato puxa, sai ema, não um frango. Se continuarem investigando, vai sair muito mais coisa.
    E há quem reclame da Lava jato

  8. 18/04/2017  14:26 by Renato B.

    Eu não tenho a menor ilusão de que iria rolar propina independente de quem ganhasse, fossem os submarinos franceses, alemães, americanos, russos ou venusianos. Uma pena ver alguém do quilate do almirante Othon envolvido nisso.

    Mas segue o jogo, que os culpados sejam presos e o dinheiro recuperado, afinal propina de obra é dinheiro roubado.

  9. 18/04/2017  14:27 by Luciano Andrade

    Caro Spectre, caso os valores que citou estejam corretos ( não não estou lhe contestando, só não tenho esses dados ), tem que investigar mesmo, mas as licitações no Brasil tem uma série de fatores que podem aumentar e muito o preço de um produto, sem que haja corrupção. Por exemplo existe uma modalidade chamada 'Registro de Preços' cujos termos não são nada favoráveis ao fornecedor, na qual vc pode ter no edital 1000 und, mas o licitante não tem obrigação de comprar nenhuma und e o contrato tem a validade de 1 ano c/ o preço fixo, c/ entrega p/ o destinatário já inclusa e muitas vezes dentro de um prazo apertado além de prazos p/ providenciar eventuais manutenções também em prazo exíguo. Ora quem está vendendo não pode fazer o preço p/ 1000 und, pois pode ficar apenas em 01 und, há também a questão do preço fixo onde pode entrar o fator inflação e outros custos como alta do dolar ( se seu produto sofrer essa influencia ) ou da mão de obra. Existe também a incerteza do recebimento no prazo - principalmente quando se vende p/ certos estados e municípios - Rio de Janeiro é um bom exemplo. Então nem sempre preços altos em licitações é sinônimo de corrupção, só uma fiscalização bem feita é que pode determinar qual é o caso, e isso é o que falta no Brasil.
    Abs.

  10. 18/04/2017  14:52 by alan

    É triste ver mais noticias dessas . O orgulho de ser patriota e sonhar com um Brasil potencia cada vez mais esta longe de acontecer .

  11. 18/04/2017  15:35 by Farias

    Esse tal de Marcelo está fazendo muitas acusações sem provas. Ora se ele deu dinheiro a alguém, deve no mínimo ter pego recibo ou creditado em uma conta. Um cara desses não dá dinheiro sem receber alguma garantia de que o outro vai cumprir o prometido e, nesses casos, a garantia é o comprovante de depósitos ou um recibo ou até mesmo a gravação da transação.
    Não acredito que um empresário "cobra criada" dê milhões de reais a um político sem guardar para sí alguma garantia para possíveis complicações. ACREDITO que houve propina, pois em todos os negócios envolvendo licitações há propina. Não é só no Brasil., mas em qualquer pais tudo gira em torno do toma lá da cá. MAS acho que esse cara tá direcionando as acusações.

  12. 18/04/2017  16:02 by marco antonio

    boa tarde a todos, em um pais em que almirante é chamado para ser socio de empresas maritimas só para ajudar em licitaçoes juntoa petrobras, ler uma reportagem em que um grupo de almirantes que participou na decada de 70 no projeto do subnuc brasileiro, querendo sua fatia do bolo, não me surpreendeu.
    todos querem seu quinhão, todos querem mamar na teta da vaca, todos querem suas comissões, todos querem participar dos rega bofes .
    patriotas, nunca!

  13. 18/04/2017  16:47 by Celso

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk....e depois ainda leio aqui tantas bobagens passadas e atuais q nem me dou mais tempo para continuar a rir....eh pra chorar mesmo...de raiva. Isso nao eh uma delacao qualquer nao eh fato e leio aqui novamente pseudo defensores e alguns colocando duvidas....eh de matar mesmo. Nao da mais pra segurar mais este escandalo e a MB q sacrificou a frota sem perspectivas de renovacao, fica aqui e em outros meios soltando notas de que tais e tais projetos vao seguir. Mas como mesmo e de onde vao tirar a grana pra isso. Enquanto estes Subs nao sairem ou melhor, forem colocados na agua acredito q tostao algum sera repassado para nada na MB. Eles q se afundem com suas decisoes equivocadas e absurdas. Infelizmente colocaram a ja parca defesa maritima do Brasil no fundo do oceano. arghhhhhhhhhhhh...........desculpem mais este desabafo, mas isso ja era carta marcada a mais de 40 anos, so demorou um pouquinho pra acontecer e nao fui so eu q escrevi a respeito..

  14. 18/04/2017  16:50 by Satyricon

    Recibo de propina?
    É piada, só pode.

  15. 18/04/2017  16:53 by Olivier

    Parece que o homem mais honesto do país topava qualquer negócio hehehe

  16. 18/04/2017  17:13 by Jr

    Farias, pelo o que eu entendi da matéria, o Marcelo Odebrecht deu a entender que a empresa dele serviu de laranja para distribuir a propina para o PT, o tal almirante reformado e as ex(s) viúvas. Enfim que se investigue isso a fundo, prendam quem tem que prender, resgate o dinheiro que tem que ser resgatado e devolva para o cofre a que ele pertence que é a INSTITUIÇÃO marinha do Brasil.

  17. 18/04/2017  17:58 by Flanker

    Lemes, assino embaixo do que você escreveu!

    Farias, você deve estar brincando! Qual o corrompido assinaria um recibo ou qualquer outro comprovantes de recebimento da propina? Nunca!!! E conta bancária?? Só em paraísos fiscais, em contas offshore....como as várias que já foram descobertas desde o início da Lava Jato. Mas a maioria dos pagamentos, como já informado pelos delatores, era feita em espécie, dinheiro vivo!! Esses ladrões procuram não deixar rastro.

    As concorrências para obras ou projetos no Brasil já tem embutidas em seus preços o percentual para pagar a propina do agente público. E se a empresa se nega a pagar a propina, simplesmente não ganha a concorrência. E as propinas tem que ir sendo pagas regularmente. Se não for assim, a obra para, pois os pagamentos por parte do governo param. Se o corrompido não receber sua parte, ele fecha o cofre e a contratada para de receber.
    Tenho vergonha de ser brasileiro, pois todos sabemos que isso é cultural do povo, em todas as camadas. A corrupção é tida como natural pela esmagadora maioria, ou vocês acham que de cada 10 brasileiros, ao menos 9, se tivessem a oportunidade de receber o que esses acusados receberam, negaria o dinheiro? É óbvio que aceitariam! Não sejamos ingênuos!

    E para finalizar: Jairo, você acha que não importa se houve propina? Eu me importo, e muito, pois é o dinheiro dos impostos que todos pagamos que sustenta essa canalhada toda!! E você diz que o programa vai adiante? É obvio que vai, e com mais sobrepreço ainda! Mas só quero ver quando vai terminar, principalmemte o subnuc!!

  18. 18/04/2017  18:56 by Satyricon

    Flanker, vc pegou no ponto. O brasileiro acha engraçado roubar canetas no trabalho, comprar DVDs falsificado, fazer gato em TV a cabo, furar a fila de atendimento e se esquece que isso é sintoma de um mal maior: a seletividade moral.
    É, porque a diferença entre quem rouba migalhas no trabalho e um político é, basicamente, a escala do roubo. E alegam: "mas ninguém vai dar falta"
    É a mesma alegação desses políticos...
    O brasileiro só tem direitos, não tem deveres.
    Se a lei é a seu favor ele grita a plenos pulmões: "É meu direito!". Se não for, ele deixa passar, finge-se de morto, e estaciona na vaga para deficientes. Cômodo isso não?

  19. 18/04/2017  19:06 by 01

    Vc paga imposto nao é esperando receber alguma coisa em troca , vc paga imposto é pq se nao vc vai preso !!!!

  20. 18/04/2017  20:19 by Juarez

    É meus amigos, tem muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiita gente que vai ter que nos pedir desculpas, fomos adjetivados de traidores, lambe botas, pessoas de pensamento pequeno e não sei mias o que., bem aí veio o tempo, sempre, ele senhor eterno de todas as verdades, e elas virão e virão ainda, pois faltam nomes nesta lista e nós, Lemes e Flanker sabemos muito bem......

    G abraço

  21. 18/04/2017  20:44 by Doug385

    Teve portal de defesa bem tradicional que defendia com bastante afinco o almirante. Diziam que a Lava Jato o estava perseguindo a fim de frear o nosso programa nuclear. Estão aí as provas sobre a mesa agora. Só alguém muito ingênuo ou mal intencionado acreditaria que o cara está entregando tudo nas delações sem ter nenhuma prova do que diz.
    Lembro que a uns 9 ou 10 anos atrás a Marinha estava conversando com os alemães sobre os submarinos U-214. Tivessem sido esses os escolhidos, com certeza nos custariam muito mais barato e certamente já estaria com pelo menos uma ou duas unidades entregues. Daí vieram os franceses, Odebrecht, PT, END...
    Não existe almoço grátis no mundo da política. Ninguém iria gastar tanto num contrato de defesa somente pelo bem e pela segurança nacional. Não com os políticos que temos. Lamentável que alguns militares tenham esquecido do dever para também se afundarem nesse mar de lama.

  22. 18/04/2017  20:45 by Spectre

    Caro,,, Luciano Andrade , a fonte é o Correio Braziliense ,,,e demais sites de defesa que também deram enfase a essa notícia , em matérias que tratam da autorização e liberação para importação de ARMAS para as Forças Policiais de qualquer Estado da União , pelo Exército Brasileiro ..,,,.Até +,

  23. 18/04/2017  21:03 by Moises

    Tem coisa bem mais grave nessas delações, é uma pena que infelizmente o Estadão resolveu tirar da lista os vídeos das delações de sua conta do youtube.

    Na delação do Benedicto Junior, ele diz que foi procurado em 2006 por um lobista a serviço dos franceses da DCNS, Jose Amaro (codinome Champagne), e em conversa o tal Champagne diz que os alemães estavam ganhando a disputa mas daí a DCNS ofereceu em negociação com os militares e políticos a construção de uma base, ganhando a disputa, e perguntou se a Odebrecht tinha interesse em entrar nesse negócio desde que pagasse um valor acertado por eles ao Champagne que embutiria o valor no contrato da Odebrecht com a DCNS. Já a Odebrecht por sua vez direcionou esse valor dentro do um contrato de dragagem da base naval, cobrando uma dragagem mais difícil que a realidade, e então a empresa de dragagem direcionava os valores a empresas de fachada que pagaram ao PT, ao almirante Othon por ajudar a negociar com a Odebrecht, a um "ecochato" e a esse Champagne.

    Isso por si só já é bem grave pois fica subentendido pelo que ele disse que a construção da base naval e estaleiro só foi feita por causa da propina e não era necessidade da Marinha, mas fica pior que isso quando ele diz que o Champagne é o "cara dos franceses" no setor de armamentos e que ele participava em diversos negócios.

    Resumindo, ao mesmo tempo que o BJ falava que a Marinha não tinha negociado nada e não tinha militares envolvidos, deixou implícito assuntos que só poderiam ser tratados pelos militares e em diversos programas, H-X, Mansup, prosuper, todo negócio onde os franceses meteram o dedo e com a possibilidade dos nossos requisitos operacionais terem sido moldados na base da propina.

    Enfim, tomara que não estejam fazendo uma operação abafa pra salvar militares pois isso é até mais grave que o envolvimento de políticos, enquanto temos que aposentar navios por falta de dinheiro, ter militares escolhendo aquisições não necessárias em troca de propina seria uma punhalada nas costas imensa, isso é até mais do que corrupção, é traição digna de pena de morte pois é trabalhar contra a nação.

    Que encontrem esse Champagne pra ontem, apertem ele num pau de arara e descubram pra onde foram esses 40 milhões.

  24. 18/04/2017  21:27 by Ale

    é isso ai mesmo Lemes...
    infelizmente este é o xerox da nossa sociedade... e o brasileiro pautado pela imprensa diz o culpado é os políticos ... politicos estes que saem de onde se não da nossa própria sociedade .. ou eles vem de marte roubar aqui ...
    é só esperar pra ver estes mais de cem políticos envolvidos neste mar de corrupção da delação serão reeleitos para seus cargos manterão seu foro privilegiado e seus domínios sejam eles "coronéis de direita" ou " rovolucionarios de esquerda " que em comum tem a cede de poder e dinheiro pura e simples .. e o povo vai continuar sempre o coitadinho a mulher do malando que apanha mas não larga os cafajestes ..

  25. 18/04/2017  21:34 by Moises

    Achei os videos das delações, deu trabalho pois o estadão tirou da lista mas achei todos.
    https://youtu.be/XllOMzViz-4
    https://youtu.be/B8YJuzRTKVo
    https://youtu.be/DNEMVSj5DRs
    https://youtu.be/2l_YQEbMQ40
    https://youtu.be/3cFMRNb6_kU
    https://youtu.be/z44KKxMxCgk

    O primeiro, do BJ, é bem elucidador e traz vários questionamentos.

  26. 18/04/2017  23:00 by Jr

    Olivier, te garanto que esse negócio dos submarinos é fichinha perto do que o homem mais honesto desse país topava fazer

    Juarez como disse antes tão importante quanto trazer o nome dos envolvidos a luz do dia é recuperar o dinheiro desviado, antes eu achava isso utopia, mas depois de ver o pessoal da lava jato devolver o $$$$$$ para a Petrobras eu passo a acreditar que isso é possível, esse dinheiro esta fazendo falta a INSTITUIÇÃO marinha do Brasil

  27. 18/04/2017  23:22 by Luciano Andrade

    Amigo Spectre, só p/ ficar bem claro, quando eu não tenho conhecimento de uma informação, tenho por princípio não me basear cegamente nela, até porque no ambiente virtual surgem várias 'verdades' que muitas vezes não se sustentam, então por isso não gosto tocar p/ frente algo que desconheço ( o que na minha humilde opinião é a atitude correta ), não tem nada haver c/ vc, ok ?
    Abs.

  28. 18/04/2017  23:25 by Juarez

    Jr, a Lava Jato quebrou a criptografia do sistema de software usado pela roubencrecht na Suíça, ou seja, eles vão saber exatamente aonde foi para cada tostão, "seguir o caminho do dinheiro". Quanto a propina do PROSUB, na hora que o Jose Amaro ver a corda apertar vai ter que entregar um por um, e então nós vamos saber quem são as "viúvas" dos almirantes....
    Algo me diz que veremos muitos "falecidos" recussitarem..

  29. 19/04/2017  0:26 by Satyricon

    Moisés, não é seu aniversário, mas meus parabéns
    A empresa que fez essa dragagem também fez a da LLX (Eike Batista), Sete Brasil, e vários outros portos pelo Brasil. Coincidência?
    Sao os belgas da Jan De Nul

  30. 19/04/2017  10:44 by Celso

    Neste exato momento a PF esta comecando a xeretar na CEF........auardem, na fla estao o BNDEs, Bco do Brasil, todos os fundos de pensao das estatais.....ixe, prtao cheio para a midia e judiciario pelos proximos 5 anos.......paciencia, o pior ainda nao veio a tona. O Brasil nao ai parar totalmente, mas c certeza ai esta mais 2 decadas perdidas e mais uma geracao de ignaros a caminho

  31. 19/04/2017  12:14 by HMS_TIRELESS

    Foi só a extensão da bandalheira aparecer para que os "patriotas e nacionalistas" de plantão, turminha que adorava chamar o Sérgio Moro de "entreguista" e insinuar que ele obedecia a interesses escusos do estrangeiro, desaparecessem......

  32. 19/04/2017  13:39 by Jr

    Tireless, até que aqui eles sempre foram minoria, mas se você for em outros sites por ai, sites esses que adoram criticar e fazer insinuações contra esse site, eles estão a todo vapor nos comentários, eles são sem vergonha demais para desaparecerem, a diferença é que agora ele não ficam proferindo aquela mentira que o ParTido era honesto, que era diferente dos outros, agora eles admitem que o ParTido rouba, mas pelo menos faz, divide entre os mais pobres e todo aquele blá blá blá.....

  33. 19/04/2017  14:34 by Leonardo Rodrigues

    HMS TIRELESS Uma coisa é o método, isto é, condenar sem o devido processo legal, usar de desproporção e vazamentos seletivos qe um único time. Outra coisa é se falar em trensalao, mensalao do PSDB e a midia e os entreguistas fingirem que não existe. Terceiro sempre em minhas postagens disse punir doa a quem doer, mas não paralisar o país. Tirem as pessoas corruptas, coloquem intervengores por que na verdade não precisa quebrar o país para apenas agora, ou seja antes tarde do que mais tarde começar a varrer a podridão. Caixa 2 não escapa um conselheiro tutelar, quango mais parlamentares e governantes. Enfim, puna os corruptos e corruptores, recuperem o dinheiro e deixem o Brasil caminhar. Simples assim!

  34. 19/04/2017  21:18 by Edson

    Será que agora vão conseguir parar ???? . . . Interessante como colocam " Ex Almirantes" . . . parece aquele lance quando dizem: "Segundo fontes próximas ao Planalto" . . . . cada uma, e a gente tendo que engolir . . . . .

  35. 19/04/2017  21:22 by Edson

    O Brasil está com mais de duas décadas perdidas . . . . e é pouco, é muito pouco, tem é que perder uns 100 ou 200 anos, até este povo tomar vergonha na cara e pegar seu destino nas mãos o invés de votar no BBB . . . .

  36. 20/04/2017  9:02 by Ale

    Punam os corruptos e corruptores ? ... no mundo das ideias na teoria no abstrato no pra ingles ver no faz de conta por que quando vem na pratica a realidade que se chama lava jato lavando o Brasil ...ai não não pode por que vasou por que tem direito de defesa tem desproporção vai parar o Brasil ou seja se o Milionario que esta sendo julgado na lava jato tem inspiração de esquerda ai nã pode ... tem que ficar sempre no mundo das ideias punam os corrupitos invisiveis e deixem o do mundo real avontade ... ainda bem que a retorica ta virando pratica e o nome dela e lava jato .. e estes discursos abstratos não tem mais lugar para se sustentar ..

  37. 21/04/2017  0:16 by Topol

    E brasilzão... cada dia mais decepcionado... até as forças armadas que deveriam ser uma instituição que honrasse com os valores a nível de nação também chafurda na mesma lama da nossa classe política (todos os partidos) ... O que esperar disso aqui? nem mesmo intervenção militar resolve pois está tudo comido pela doença da corrupção... Raul Seixas estava certo desde os anos 70, a solução é alugar isso aqui...

Leave a reply

 

Your email address will not be published.