A Justiça francesa está investigando as suspeitas de que propina haveria sido paga no contrato de venda de submarinos ao Brasil por € 6,7 bilhões de Euros, revelou neste sábado (20) o jornal Le Parisien.

A Promotoria Financeira Nacional (PFN) abriu em outubro passado uma investigação preliminar por “corrupção de agente público estrangeiro” na assinatura de um contrato de 23 de dezembro de 2008, quando o então presidente Nicolas Sarkozy visitou o presidente Lula no Brasil.

Uma fonte próxima ao processo informou à agência AFP que, de fato, uma investigação está sendo realizada sobre a encomenda de submarinos franceses feita pelo governo brasileiro. Contatada pela AFP, a Procuradoria, no entanto, não confirmou, nem negou as informações reveladas pelo Le Parisien.

Entre outros contratos, o Brasil encomendou quatro submarinos de ataque do modelo Scorpène, fabricados pelo estaleiro francês DCNS, incluindo no acordo a transferência de tecnologia.

Os submarinos estão agora sendo construídos no Brasil, com serviços prestados pela construtora Odebrecht, investigada na Operação Lava Jato.

Polícia Federal brasileira já estava na pista

Em 2015, o jornal Folha de S. Paulo já havia revelado que a Polícia Federal estava investigando supostas irregularidades no programa de submarinos da Marinha brasileira, realizado em parceria com a França, com o objetivo de construir um modelo de propulsão nuclear.

As suspeitas surgiram durante a investigação Lava Jato e envolvem a empreiteira Odebrecht, maior parceira nacional do projeto, responsável pelas obras do estaleiro e da base naval em Itaguaí (RJ).

A empresa brasileira foi subcontratada, sem licitação, pelo estaleiro francês DCNS, que tem um longo currículo de acusações de pagamentos de propina em negócios com os mesmos submarinos na Índia e na Malásia.

FONTE: RFI

FOTOS: Ilustrativas

 

16 Comments

 

  1. 24/05/2017  18:15 by Fabio Aguiar Responder

    Lembro que a marinha escolheu o U214 Alemão. Depois o Lula fez uma de suas famosas "decisões politicas" e escolheu o scorpene.

  2. 24/05/2017  12:02 by Celso Responder

    Onde tem fumaca, tem fogo.........Sds

  3. 23/05/2017  17:52 by Leonardo Rodrigues Responder

    Perfeito Padilha nem para acusar, nem para defender. Como disse antes espero que no final seja somente fogo de palha pois tratam-se de suspeitas de propinas muitos aqui já acusaram pessoas e partidos. Não vi esta defesa intransigente pela espera do julgado, aliás, já não acredito mais nem nesta justiça.

  4. 23/05/2017  17:43 by Celso Responder

    Prezado Padilha, entendo e compreendo seu comentario anterior e ultimo, bem por isso coloquei meu comentario como franco e honesto. Longe de acusar , mas as duvidas sao enormes e os valores envolvidos escandaloso. Ate onde sei, esses contratos nao sao divulgados e colocados como de seguranca nacional (sic). Dessa forma fica impossivel isentar aqueles q cito ...quer de forma direta ou indireta, mas por favor nao da mesmo p acreditar q eles (MB) nao sabem de nada, q nao viram ou lerem, etc... isso eh subestimar a inteligencia geral e pedir q sejamos rotulados de tolos, ignaros, etc...... fica quase impossivel dar oto de confianca a alguem nesse processo q ainda esta por vir (alguem duvida disso ).. Qdo eh q nesse pais se condenou alguem para depois se pedir desculpas num erro cometido.......nem pe de chinelo consegue isso, muito menos as ditas otoridades. Toda a nacao eh q merece desculpas em praca publica, mas nem isso conseguimos tamanha a falta de vergonha e pudor de nossos governantes.. Onde esta o sr paulo maluf e collor hoje c tantos processos na justica e sem qualquer condenacao ou absolvicao....Collor foi cassado,condenado parcialmente e ai esta como Senador e novamente aguardando julgamento. Maluf hoje dep federal nem isso ainda. Nao eh possivel q neste pais ainda se fale em hipoteses sensacionalistas. O Incendio ja vai longe e a Globo so faz alimentar a coisa...pqe sera hemmmm. Essa eh a especialidade dessa midia oportunista por saberem demais e por serem formadores de opiniao q podem realmente desvirtuar algo, estamos a merce dessa industria da globo em promover o caos e sabemos q a mesma vive e muito das benesses de propaganda governamental , sonegacao geral de impostos, ie pendurada no BNDEs e tem como um de seus acionistas e interesse o Sr carlos slin. . Enfim, essas noticias apos tantos anos ja sao de dominio publico, vamos ver como tudo podera caminhar , se existe mesmo essa lavanderia e se tudo vai ser abafado. (vide a reforma da previdencia q de cara ja excluiu os militares de maiores dores). Em tempo, a tal DCNS nao eh flor q se cheire, nem aqui e nem na Franca onde eh protegida pelo governo. A Franca e sua justica nao eh tao escrupulosa assim como fazem crer. Sds

  5. 23/05/2017  12:48 by PilotoVirtual Responder

    Padilha, se de algum modo ficar comprovada a falcatruagem, poderá ser cancelado o contrato e a construção dos subs? Ou vc acha que poderá acontecer ouyro tipo de sanção aos países envolvidos?

    • 23/05/2017  17:47 by Luiz Padilha Responder

      O prosub não irá parar.Se houve falcatrua ela ocorreu fora do âmbito da MB. O contrato está assinado e tudo correndo conforme foi contratado. Não há porque parar. As punições irão ocorrer contra quem for condenado.

  6. 23/05/2017  11:04 by Celso Responder

    Prezado Padilha, tal assunto colocado na forma como vc colocou, inocenta a todos de certa forma. O tal do eu nao vi, nao sabia, nao estava presente, etc........como assim Padilha........quer dizer q todo o almirantado nao teve , viu ou leu estes contratos e nao participou desses acordos......me poupe por favor, chega a ser ironico e risivel este tipo de observacao. Nao tem tantos tolos assim como se projeta. Muitos ja anteviam aqui mesmo q isso iria detonar uma bomba no projeto. Qdo q esmola eh muita, todos desconfiam e nesse caso a MB entrou na ganancia de ver seu projeto realizado, mesmo q a custa dos contribuintes e de sangrar toda a corporacao em relacao aos seus outros meios. O resultado ai esta sem duvidas, suas belonaves em franca decadencia e paradas. Perdoe meu comentario q nao tem a ver c algo pessoal, cabe nisso somente o mais franco comentario sem direito a ser dono de verdade alguma. Sds

    • 23/05/2017  11:34 by Luiz Padilha Responder

      Celso, acusar sem provas é fácil. Por isso coloquei o vídeo da própria Globo, onde fica explicito que os oficiais da MB não tiveram participação na corrupção detectada no Prosub.

      Achar que tem vc pode achar, pois é um direito seu, mas não se pode afirmar que tiveram, se não houver prova disso. Aqui no Brasil se faz muito disso. Acusa-se, condena-se para depois vir com a cara mais lavada e pedir desculpas pois não foi bem assim e tal.

      Temos que ter cuidado com acusações sem a devida comprovação dos fatos. Esta é a posição do DAN. Mídias sensacionalistas que não preciso citar aqui, AMAM este tipo de postura, enlameando pessoas e instituições. Umas chamam o comandante da Marinha disso e aquilo, para meses depois postarem notícias elogiando o mesmo. Esse tipo de jornalismo barato não fazemos.

      Espero que você entenda.

  7. 23/05/2017  8:26 by alexandre Responder

    Aproveitando o tema , aqueles que diziam que a lava jato mirava uma ideologia uma cor partidaria perderam o discurso com os ultimos acontecimentos ... e logo o Moro tera a infeliz ou Feliz obrigação de julgar 3 ex- presidentes .. no decorrer dos anos ..

  8. 22/05/2017  21:38 by Wolfpack Responder

    E Nelson Jobim está cotado para substituir Temer. Meu Deus será que teremos três presidentes impedidos em um único mandato?

  9. 22/05/2017  20:45 by Juarez Responder

    Leonardo,não tem nenhum problema com o estado de direito, o Alm foi condenado em primeira e segunda instância, teve amplo espaço para a defesa mas como seu caso era de voltar a infringir a lei, ele vai para a gaiola que e o lugar de de pessoas como ele, que não honram o uniforme que vestiram. Todos na Marinha sabiam dos "procedimentos" do alm Othon, não é toa que efoi para o pijama mais cedo.

  10. 22/05/2017  19:25 by Satyricon Responder

    Um contrato desse valor, nas mãos do PT?
    É óbvio que tem boi na linha, partindo da empreiteira Mor para o partido claro. Se a DCNS entrou no jogada, é outra história. O MP já sabe das falcatruas, que envolvem principalmente uma empresa estrangeira de dragagem, que por sinal fez também o estaleiro da Sete Brasil perto de Salvador-BA. O Modus Operandi é o mesmo (remessas para o ParTido no exterior).
    So não revelaram ainda porque as investigações continuam...

  11. 22/05/2017  19:00 by Andre Responder

    Quando não é o desinteresse político pelos submarinos é a corrupção que atrapalha o projeto.

  12. 22/05/2017  18:58 by Leonardo Rodrigues Responder

    Olha Padilha eu defendi aqui publicamente o Almirante Othon por uma causa que vem consumindo o estado de direito que é a ampla defesa, além do mais era uma tecnologia sensível que exige espionagem, contraespionagem e subornos a fim de adquirir tecnologias que não se domina. Agora achar que por causa do SIAFI, MF, TCU e congresso seres humanos militares não estarem envolvidos não é certeza, nem garantia. Agora é bom saber que não há por enquanto nada que envolva militares.

    • 22/05/2017  19:04 by Luiz Padilha Responder

      Leonardo, militares não são santos nem deuses. Mas o que importa é que se constatou que houve algo e que oficiais da MB não estão envolvidos.

  13. 22/05/2017  18:40 by Luiz Padilha Responder

    Pontuando sempre que a MB está isenta dessas acusações, pois se houve corrupção no PROSUB foi com políticos.Os recursos para a MB e o consórcio são passados pelo SIAFI do governo federal e são controlados pelo MF, TCU, Congresso.

    Assistam ao vídeo: https://www.youtube.com/edit?o=U&video_id=Z3nmqXUpC10

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.