14-Bis-Rio-2016

A cerimônia de abertura dos Jogos Rio 2016 iniciou exaltando uma das principais características do Rio de Janeiro: a combinação entre áreas verdes e urbanas. A cidade possui duas grandes reservas ambientais, a Floresta da Tijuca e o Parque Estadual da Pedra Branca, e imagens aéreas mostraram a proximidade desses espaços em um videoclipe com a música Aquele Abraço, cantada por Luiz Melodia, que o público acompanhou nos versos mais famosos.

Após a projeção das primeiras imagens, foi anunciado o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach. Pelo protocolo, estava previsto também o anúncio do presidente interino Michel Temer, o que não ocorreu.

Rio 2016

O cantor Paulinho da Viola emocionou o público com uma interpretação do Hino Nacional em um palco inspirado nas formas do arquiteto Oscar Niemeyer. Ao violão, o cantor foi acompanhado por uma orquestra de cordas. A bandeira do Brasil foi hasteada pelo Comando de Policiamento Ambiental do Rio de Janeiro e 60 bandeiras foram carregadas por 50 atletas iniciantes e estrelas do esporte como Virna, Robson Caetano, Maureen Maggi e Flávio Canto.

A festa seguiu com uma homenagem ao “espírito da gambiarra”, definido pelos organizadores como “o talento para fazer algo grande a partir de quase nada”. Nessa parte da abertura, a arte geométrica brasileira foi homenageada, como referências a Athos Bulcão, geometria indígena, estampas africanas e azulejos portugueses. As duas mensagens mais importantes da cerimônia, a paz e a sustentabilidade, vieram logo em seguida, com a transformação do símbolo da paz em uma árvore.

Logo depois, a cerimônia voltou no tempo, ao nascimento das imensas florestas que cobriam o Brasil na chegada dos portugueses. Do começo da vida, a homenagem avança até a formação dos povos indígenas, cuja entrada foi representada por 72 dançarinos das duas grandes agremiações do Festival de Parintins, os Bois Caprichoso e Garantido.

A chegada dos europeus em caravelas, o desembarque forçado dos africanos escravizados e a migração de árabes e orientais ao país foi representada após, com pessoas que descendem de cada um desses grupos.

Grupos de parcour atravessaram o palco e pularam sobre telhados de prédios na parte da cerimônia que destacou a urbanização do Brasil contemporâneo, concentrada em grandes cidades.

14 Bis

Ao som do clássico Construção, de Chico Buarque, acrobatas desafiaram as fachadas dos prédios e montaram uma parede, de trás da qual o avião 14 Bis saiu ao som de Samba do Avião, com um ator interpretando o inventor Santos Dumont.

14bis

O avião voou pelo Maracanã e a bossa nova continuou a dar o tom da festa com a exaltação das curvas do Rio de Janeiro, que inspiraram Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Oscar Niemeyer e o paisagista Roberto Burle Marx.

santos-dumont

Giselle Bündchen interpretou a Garota de Ipanema e desfilou no Maracanã, enquanto Daniel Jobim, neto do maestro, tocava o clássico. Por onde passava, Giselle desenhava curvas que formavam obras de Niemeyer, como a Igreja da Pampulha e a Catedral de Brasília.

Depois de Ipanema, as favelas foram representadas com um show de ritmos como o samba e o funk, que reuniu as cantoras Elza Soares, que interpretou o Canto de Ossanha, e Ludmilla, com oRAP da felicidade ao lado de dançarinos de passinho. O rapper Marcelo D2 e o cantor Zeca Pagodinho simularam um duelo de ritmos, representando a diversidade da música do Rio de Janeiro.

Rio 2016 abertura

A partir daí, a importância dos negros na cultura brasileira ganhou destaque com as rappers Karol Conka e McSofia, de apenas 12 anos. Manifestações culturais como o maracatu, os bate-bolas e o bumba-meu-boi também dividiram o espaço no palco do Maracanã e o treme-treme, do Pará, foi representado pela Gang do Eletro.

pira olímpica Rio 2016

Pira olímpica Rio 2016

A diversidade era representada no palco em tom de disputa até que a conciliação veio com Jorge Ben Jor e a frase: “Vamos procurar as semelhanças e celebrar as diferenças”. O cantor foi a atração seguinte, com o sucesso País Tropical, dançado por mais de mil bailarinos do baile charme de Madureira, festa tradicional na zona norte do Rio de Janeiro. O público cantou de pé trechos da canção.

FONTE: GospelMundo

 

9 Comments

 

  1. 07/08/2016  20:19 by Leonardo Rodrigues Responder

    Claro o que não pode é ser vermelho e comedor de criancinhas (antropofagia) impedir postagens, bater em manifestantes, proibir manifestações é tudo normal afinal já temos empregadas para fazer bom uso das panelas.
    Não defendo nenhum governo ditatorial nem de direita nem de esquerda. Minhas idéias defendem uma sociedade empoderada, democrática, igualitária com forças armadas capazes de dissuasão contra qualquer nação imperialista/invasora que pleiteie nossas riquezas. Um país que pregue a diferença divida em esquerda e direita é manipulada pir alguém quw assim o quer pois uma nação dividida é mais fácil de controlar. Não faço apologias a nenhuma nação seja yanque ou russa ou chinesa. Então rotular de nada auxilia nosso país. Agora temos problemas sociais que causam descaso com as forças armadas e uma delas é o entreguismo e lhes garanto não parte dos pobres, trabalhadores ela sai das elites viúvas de Miami.

  2. 07/08/2016  18:43 by jose luiz esposito Responder

    Leonardo Rodrigues , mais uma vez , postastes pelo o Interesse Esquerdopata , esqueceste os dois Maiores Fascistas de todos os Tempos , Lenin e Stalin (este queimará eternamente nos Infernos ), esperando ansiosamente por FIDEL CASTRO !!

  3. 07/08/2016  18:37 by jose luiz esposito Responder

    Leonardo Rodrigues , podias antes de Postares teus **Conhecimentos** , ter certeza do que postas , o tal Ditador que insinuas foi o Presidente Costa e Silva , que pelo contrário , de Imediato se interessou , quando o Major Osires Silva aproveitando uma Escala inesperada do Presidente a São José dos Campos , o levou a conhecer o Projeto do BANDEIRANTE , postar Abobrinhas e Mentiras é a Tática da Esquerdopatia !!
    Depois o Verdadeiro Ditador foi aqueles que Inventou uma Nova Forma de Ditadura , a do CONGRESSO COMPRADO!!

  4. 07/08/2016  13:33 by Leonardo Rodrigues Responder

    Caro Celso nunca em comentários feito por mim fiz alusão ou ataquei pessoalmente, mas vamos aos fatos:
    1º O próprio Santos Dumont fez esta afirmação veja na Wikipédia inclusive há a fonte para aqueles que não consideram o site fidedigno,
    2º Se você não reconhece que nosso país é comandado por uma elite oligárquica herança das capitanias hereditárias que é dona da maioria das empresas de comunicação regionais e que a Globo é fruto da ditadura e recebeu equipamentos novos por seguir a cartilha Yanque em detrimento a Assis Chateaubrian e a TV Tupi, com a idade que afirma ter eu só lamento pois são fatos,
    3º O fascismo está se fortificando no mundo todo inclusive no Brasil e assusta pois são geralmente usados para justificar golpes e aterrorizar a população como a Ucrânia.
    4º conheço muitos como você que são cegos por opção. Agora neste momento estão prendendo pessoas por se manifestar contra o governo interino golpista, tudo bem né? Devemos prendê-los claro, mas mandar a presidenta eleita tomar no c... pode é democrático, liberdade de expressão. Você deve ser daqueles que o direito só vale se lhe beneficiar e isto é sinal de fascismo Getúlio, Mussolini e Hitler agiam assim. Getúlio mudou, mas os outros sabemos no que deu. Dá tempo viu!

  5. 07/08/2016  11:40 by Celso Responder

    Prezado Leonardo, leio c atenccao o q vc comenta aqui, mas vezes vc vem com este vies deturpado e ideologico q nao encontra respaldo a nao ser o de provocar e aticar. Se ou qdo vc entender o significado historico de certos momentos de nosso pais ou de suas figuras historicas, quem sabe vc podera definir melhor esta baboseira q insiste em escrever...tipo.....ELITE ,FACISTA, etc.......explique melhor.........Vejo q o unico EGO aqui eh o seu proprio q insiste em desvirtuar os fatos . Ludibriou um ditador kkkkk a qual vc se refere......fique lucido e deixe de paixoes inuteis, siga em frente e deixe o julgamento da historia para outrens daqui a 50 anos. Sds

  6. 07/08/2016  10:59 by Leonardo Rodrigues Responder

    Realmente jmgsbostom tudo aqui vai pro hangar. Nosso complexo de vira latas fez Santos Dumont realizar o feito na França. Curiosamente porque aqui não conseguiria alguém que o apoiasse. Oziris Silva ludibriou um ditador e trabalhou seu ego para criar a Embraer e pasmem com objetivo ínfimo: Para transporte regional entre Estados sem aeroportos pois aqui tínhamos que dar conta do refugo bélico do tio sam. Nós podemos, mas tem gente que não acredita, torce contra e muitos boicotam com argumentos mil como corrupção, periferia, subdesenvolvimentismo e exaltação dos Yanques. Nada mudou a não ser que agora muitos pensam diferentes das elites que preferem a submissão do que perder o poder.

  7. 06/08/2016  23:53 by Jmgsboston Responder

    Pode ate ter sido o primeiro vôo mas depois desse o 14 bis foi para o hangar( na França) e por la ficou. Ja os americanos se voaram em segundo, mesmo com catapulta souberam aproveitar muito mais a oportunidade. Vide a Boeing, sem mencionar europeus, russos e japoseses. O que veio depois do 14 bis? A embraer foi fundada decadas depois. Gostaria de saber se o Dumont morasse no Brasil como seria a história hoje.

  8. 06/08/2016  19:51 by Tiago Silva Responder

    Que foi o Santos Dumont isso não temos dúvida e boa parte do mundo reconhece o feito do brasileiro, e o melhor de tudo temos a realização do voo em imagens e com milhares de testemunhas.

    Já os irmãos norte-americanos...


    Contra fatos não existem argumentos.

  9. 06/08/2016  18:24 by Carlos Crispim Responder

    O pai do avião, sem sombra de dúvida, adorei o 14 Bis, sensacional! A Pira Olímpica parece ter sido feita por um carnavalesco, bem, no Rio tem muitos, mas é bem criativa, parabéns.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.