O mais novo helicóptero da Fleet Air Arm provou que pode ser usado com a marinha alemã depois de sete semanas de treinamento intensivo embarcado na Fragata Lübeck (F 214), da classe Bremen.

Um helicóptero Wildcat HMA2, baseado na RNAS Yeovilton, juntou-se ao navio de guerra alemão durante o período de treinamento pre-deployment. Essa é primeira vez que o Wildcat da Royal Navy (RN) embarca em um navio estrangeiro.

Quando o Sea Lynx Mk88A começou a apresentar problemas, a marinha alemã procurou seus aliados em busca de assistência, e o Esquadrão 815 (815 Naval Air Squadron) ofereceu um de seus helicópteros Wildcat como uma alternativa para a substituí-lo.

Apenas um, de uma equipe de 11 pilotos e engenheiros, era fluente em alemão, os demais, passaram por três horas diárias de aulas de alemão durante cinco meses (‘Operation Language Barrier’), enquanto estavam se convertendo do Lynx para o Wildcat, antes de se juntar a Lübeck.

O Wildcat Flight passou o inverno na Base Aérea Naval de Nordholz e na Base Naval de Wilhelmshaven (as equivalentes alemãs da RNAS Yeovilton e da HMNB Portsmouth), onde ficam baseados os Lynx Mk88A e a Fragata Lübeck, respectivamente, para iniciar o primeiro contato com a Deutsche Marine.

No final de abril, o “213 Flight” estava finalmente pronto para se juntar ao seu novo navio, à medida que passavam pela formação operacional realizada pela RN em Plymouth.

O tripulantes se depararam com o convoo “perigosamente estreito” da Lübeck, porem, não tão apertado quanto o hangar do navio; o helicóptero se “espremeu”, sobrando apenas 15 centímetros.

A Fragata e o helicóptero passaram por rigorosos treinamentos de combate a incêndio, ataques aéreos e de submarinos, levando a cabo tarefas de escolta e muitas outras, intercalados por fins de semana mais calmos, quando os marinheiros alemães (matelots) introduziram os britânicos no conceito de “einlaufbiers”, encerrando o treinamento de cada semana.

Fregattenkapitän Matthias Schmitt, comandante da Lübeck, disse que os britânicos e alemães montaram “uma grande equipe em que eu posso confiar… após algumas dificuldades iniciais de linguísticas”.

A frase mais comum nos alto-falantes do navio era: Achtung, Wildkatze! (Atenção Wildcat!)”. A nossa aventura alemã tem sido um desafio enorme” disse o Comandante do “213 Flight”, o Tenente Oliver Brooksbank. “Nós podemos operar um novo helicóptero em uma língua diferente, a bordo de um navio estrangeiro, e fazê-lo de forma tão eficaz quanto em um navio da RN. O Wildcat e a Lübeck estão totalmente integrados, compatíveis e prontos para novas missões da OTAN”.

“Zwei Marinen, eine Mannschaft – Duas Marinhas, uma tripulação. Esse foi o mantra da missão, e onde quer que a Royal Navy nos envie, esperamos operar com a marinha alemã ao longo do caminho”, completou Brooksbank.

FONTE e FOTOS: RN

TRADUÇÃO e ADAPTAÇÃO: DAN

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.