O sistema antidrone Drone Guard, produzido pela ELTA Systems, uma divisão e subsidiária da Israel Aerospace Industries (IAI), foi oferecido às autoridades do Aeroporto Gatwick para instalação imediata no aeroporto. O sistema proposto, que já chegou ao Reino Unido, pode detectar e interceptar drones utilizando baixo nível de interferência e técnicas para assumir o controle. Com êxito já comprovado em desbaratar várias incursões de drones em espaços aéreos fechados durante a conferência do G20 na Argentina, o Drone Guard da ELTA é, no âmbito global, o sistema antidrone mais vendido para aplicações militares, civis e de segurança pública.



O Aeroporto Gatwick mergulhou no caos há algumas semanas quando drones avistados sobre a pista forçaram o cancelamento de centenas de voos. As companhias aéreas se empenharam em embarcar passageiros enquanto o aeroporto era reaberto na sexta-feira, mas já na tarde de sexta o aeroporto foi fechado novamente quando os drones ressurgiram, de modo que milhares de passageiros ficaram retidos e os atrasos de voos se estenderam por todo o fim de semana.

Com centenas de unidades já operacionais ao redor do mundo, o Drone Guard apresenta configuração modular que inclui um avançado sistema compacto de radar, sistema eletroóptico (EO), sistema de interferência e Inteligência de Comunicação (COMINT) para uma classificação mais precisa e exclusiva análise e verificação de protocolo de comunicação, além do recurso de assumir o controle para neutralizar ameaças.

O sistema é capaz de lidar com ameaças a partir de distâncias curtíssimas (2 km) a longas distâncias (20 km). Quando a presença de um drone hostil é detectada, o radar direciona o sistema eletroóptico para identificá-lo visualmente. Após a imediata detecção e classificação, a exposição dos alvos é mitigada com o uso de diferentes contramedidas. O sistema pode efetivamente causar interferência e desbaratar o canal de controle e navegação do drone, pois suporta uma variedade de protocolos de comunicação que podem afastar um único drone (ou até um grupo de drones) do local sob guarda ou trazê-lo para a terra em segurança com métodos para assumir o controle.

Yoav Tourgeman, vice-presidente da IAI e CEO da ELTA, declarou: “Conforme vimos na semana passada, a ameaça dos drones à aviação civil é real e iminente. Pode abranger desde atrasos que custam milhões de dólares à indústria da aviação até colisões no ar com o risco de consequências trágicas e fatalidades. Devido a essa situação emergencial, a ELTA ofereceu assistência imediata com nosso sistema, a fim de preservar a segurança e a rotina dos passageiros ao redor do mundo”.



 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.