fumaca

Foto mostra fumaça dos ônibus incendiados em Brasília Teimosa (Foto: Carla França)

A Secretaria de Imprensa do Palácio do Planalto informou que o presidente da República em exercício, Michel Temer, autorizou na tarde deste domingo (31) o envio de tropas do Exército para atuar no combate a ataques criminosos no Rio Grande do Norte. O anúncio foi feito horas após o governador potiguar, Robinson Faria, divulgar pedido ao governo federal de reforço de militares para “garantir a segurança da população”.

Desde a última sexta-feira (29), pelo menos 54 ataques a ônibus, unidades policiais e prédios públicos ocorreram em várias cidades potiguares, segundo a Secretaria de Segurança do estado. A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governo estadual como motivo dos atentados.

O Palácio do Planalto não divulgou o tamanho do efetivo que será enviado ao Rio Grande do Norte. A Secretaria de Imprensa informou, por meio de nota, que os detalhes do envio de militares serão divulgados nesta segunda-feira (1º).

Na mensagem divulgada em redes sociais neste domingo, mais cedo, o governador do estado dizia: “Solicitei apoio das tropas do Exército para se somarem às nossas destemidas polícias no trabalho para garantir a segurança da população do Rio Grande do Norte. […] Tenho mantido contato com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, com o ministro da Defesa, Raul Jungman e com a direção nacional da Polícia Federal”.

De sexta-feira até a manhã deste domingo foram registrados ataques nas cidades de Natal, Parnamirim, Macaíba, Monte Alegre, São José de Mipibu, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró, Jardim de Piranhas, São Gonçalo do Amarante, Florânia, São Paulo do Potengi, Touros, Tangará, Assu, Maxaranguape, Goianinha e São José do Campestre.

Na tarde deste domingo, uma pessoa ficou ferida após explosão em um carro estacionado dentro do supermercado Nordestão da Av. Tomaz Landim, na Zona Norte de Natal. Até as 15h45, a PM não havia confirmado se o fato tinha relação com os ataques criminosos.

A Secretaria de Segurança potiguar informou que 51 suspeitos de envolvimento nos ataques, sendo 37 adultos e 13 adolescentes, foram detidos até as 16h deste domingo (31).

Cidade sem ônibus

Devido aos ataques, a capital potiguar completou nesta tarde 24 horas sem ônibus nas ruas. A informação é do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn).

Os veículos, que foram recolhidos às garagens por volta das 15h de sábado, só devem voltar a rodar normalmente no início da manhã da segunda (1º). O serviço de transporte coletivo só deverá ser retomado, no entanto, se “a Secretaria de Segurança Pública garantir policiamento suficiente para evitar que novos atentados ocorram”, informou a Seturn.

Veja a íntegra da nota do Palácio do Planalto:

O presidente em exercício, Michel Temer, autorizou, neste domingo (31), a atuação das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no Rio Grande do Norte.

A decisão se dá a partir de pedido do governador do Estado, Robinson Faria, em virtude do esgotamento dos meios de segurança pública estaduais empregados no combate à onda de violência que assola a região metropolitana de Natal.

Os detalhes do emprego dos militares das Forças Armadas serão fechados nesta segunda-feira(1/08).

Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República

FONTE: G1

image_pdfimage_print

 

5 Comments

 

  1. 03/08/2016  13:11 by Ricardo Ribeiro Responder

    Americanos e Europeus sao honestissimos nos contratos ....

  2. 02/08/2016  23:19 by Srs Responder

    Infelismente após anos baderna causada pelo desgoverno dos esquerdistas o jeito e botar exército na rua, aquilo que o governo do Brizola fez no Estado do Rio o governo do Pt conseguiu fazer no País inteiro entregou o tudo na mão de bandidos.

  3. 02/08/2016  11:50 by Fred Responder

    Sobre este tipo de uso da forças armadas,
    pesquisar por:

    "Temer rebaixa Exército"

  4. 02/08/2016  11:02 by Edson Responder

    Daqui a pouco estarão controlando brigas de torcidas nos estádios e movimento de camelôs nas periferias . . . . já foi mais honrosa a função de nossas Forças Armadas . . . .

  5. 01/08/2016  20:52 by Leonardo Rodrigues Responder

    Moro em Natal e a coisa está feia, mas o que é necessário são bons presídios (investimentos) e inteligência. Poderia até ser força nacional mas FAs pra que? Não tem experiência em assimetria. Provou-se no Rio, na ocupação fantástico, mas policiamento já era! Não faz parte do staff.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.