Por Luiz Padilha

A tripulação do porta aviões Charles de Gaulle (R 91), da Marinha francesa que opera no convoo e nos hangares do navio, esteve em treinamento na Naval Air Station Landivisiau, durante 10 dias para manter sua qualificação, enquanto no navio se encontra em manutenção na base naval de Toulon.

Os aviões E-2C Hawk pertencem a flotilha 4F, com sede em Lann-Bihoué, perto de Lorient.

Este tipo de treinamento é importante pois visa manter as equipes que atuam no convoo adestradas. Assim, quando o navio retornar não haverá necessidade de requalificação, antecipando bastante o tempo do retorno do navio ao setor operativo, após sua parada para manutenção de meia vida.

Bombeiros prontos para intervir se necessário

Como em outras Marinhas que possuem porta aviões, a Marinha francesa também usa o artifício de pintar no chão o equivalente ao convoo do porta aviões, e assim facilitar as manobras tanto para os pilotos quanto para a equipe, mantendo a sintonia entre eles.

FONTE: Lemarin.fr



 

2 Comments

 

  1. 08/03/2018  10:29 by Gilbert Responder

    Dava para fazer algo parecido no Brasil

  2. 07/03/2018  12:55 by Claudio Luiz Responder

    A doutrina de gestão de PAs da marinha americana que leva em consideração as necessidades de manutenção destes meios, afirma que:
    1) Quem tem um PA não tem nenhum;
    2) Quem tem dois talvez tenha um;
    3) Quem tem três sempre tem pelo menos um.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.