Acordo foi assinado ainda em 2006 por Hugo Chavez, mas obras para construção de planta foram interrompidas em 2014.

FOTO Vladímir Astapkóvich

A Venezuela construirá uma fábrica de fuzis russos Kalashnikov que começará a funcionar em 2019, declarou o ministro da Defesa venezuelano, Vladimir Padrino López, após encontro com seu homólogo russo, Serguêi Choigu.



“Estamos monitorando constantemente o trabalho. Esta fábrica tem importância estratégica para a independência da Venezuela e de suas Forças Armadas”, disse Padrino López, segundo noticiado pela agência de notícias russa Interfax.

A Venezuela está interessada no desenvolvimento da cooperação técnico-militar com a Rússia. “Discutimos alguns problemas e queremos aprofundar a cooperação, inclusive em questões operacionais”, declarou o chefe da pasta venezuelana.

O acordo para a construção da fábrica da Kalashnikov foi assinado em 2006 para produzir fuzis AK-103 e munições em Maracay, no Estado de Aragua, e foi promovido por Hugo Chaves, que afirmou então querer usar os armamentos para “proteger todas as ruas, becos e cantos”, do país.

No entanto, a construção da fábrica enfrentou vários problemas e atrasos. Em 2014, as obras foram suspensas devido a uma fraude da empresa responsável. A construção foi retomada apenas em 2016. Em 2007, a Venezuela adquiriu 100 mil novos fuzis Ak-103.

FONTE: Russia Beyond



 

5 Comments

 

  1. 12/04/2018  22:31 by César Pereira Responder

    AR-15 também chegam as pencas nos morros cariocas !

  2. 12/04/2018  10:03 by Eduardo Lima Responder

    Nossa pensar que a fabrica já estava pronta! Boa sorte aos venezuelanos.

  3. 12/04/2018  2:15 by Carlos Eduardo Kwiatkoski Responder

    Vai chegar de penca nos morros cariocas ,os caribenhos vão trocar por papel higiênico

  4. 11/04/2018  19:54 by Paulo César Responder

    Se compara um AK a moça vem junto com o fuzil...

    • 12/04/2018  4:21 by Bill Responder

      Uma bela promoção: Compre um fuzil e ganhe um canhão.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.