Com decolagens e pousos a bordo de seu porta aviões Liaoning (CV 16), a PLA Navy mostra que domina 100% as operações aéreas com seu caça Shenyang J-15 “Flying Shark”. O detalhe fica para as operações noturnas, o que indica o alto nível atingido pelos pilotos chineses e pela tripulação do navio.

E pensar que num determinado momento os chineses pediram ajuda à MB para dominar essa doutrina. Parabéns aos chineses pela determinação e pelo sucesso alcançado.



 

11 Comments

 

  1. 18/09/2018  14:34 by Gus Responder

    Quanto aos caças J-15, os chineses também não estão satisfeitos com seu desempenho atual, parece que a primeira medida para melhorar sua capacidade de carga, será o uso de catapultas auxiliando a decolagem, ao mesmo tempo, o desenvolvimento de novos motores ou mesmo novos aviões, está em andamento...

    Como disse um filósofo chinês : "Uma longa jornada começa com um passo"
    É nesta jornada eles já deram muitos passos...

  2. 18/09/2018  14:21 by Gus Responder

    Em apenas 5 ou 6 anos de operação, a marinha chinesa já avançou muito em sua doutrina e capacidade operacional com porta-aviões.

    E os próprios chineses dizem que o Liaoning foi/é basicamente um navio escola, tanto no sentido de desenvolver doutrinas e capacidades operacionais, como também ajudar no processo de adquirir "know how" próprio, para a construção de porta-aviões...

    Tanto é assim, que após os extensos estudos e reformas em cima
    do ex- ucraniano Liaoning, produziram domesticamente outro porta-aviões baseado nele, porém aperfeiçoado...E agora já estão fabricando um terceiro porta-aviões, que virá com catapultas, em uma década tiveram um tremendo avanço!

  3. 16/09/2018  7:16 by Leonardo Rodrigues Responder

    Os chineses estão fazendo o quê planejaram. Vão ser a maior frota naval até 2030. Não importa se hoje suas naves são tão ruins, eles estão fazendo doutrina, avançando na construção naval e aerospacial e não estão nem aí pra o que pensam ou deixam de pensar. Eles sabem o que querem é um quando vão ter o que querem.

    • 16/09/2018  12:14 by HMS TIRELESS Responder

      Boa sorte para os chineses pois vão precisar! Agora eu não vou torcer para eles pois não vou ficar fazendo apologia à uma ditadura totalitária de partido único, e tampouco acredito que essa bobagem de "briquis" seja benéfica para nós.

      • 17/09/2018  14:15 by Leonardo Rodrigues Responder

        Pra você sinônimo de benéfico vem acompanhado de três letras: U.S.A.

        • 17/09/2018  18:39 by HMS TIRELESS Responder

          Ué, você não defende que o Brasil tenha relações carnais com uma autocracia, uma ditadura totalitária e até mesmo um regime fascista (Irã)?

          Isso sem falar é claro quando elogiava a desastrosa diplomacia que atuou "nestepaiz" de 2003 a 2016, a mesma que transformou o Brasil em anão diplomático e pária moral

  4. 16/09/2018  0:47 by Topol Responder

    Concordo com Tireless... O J-15 assim como o SU-33 tem problemas gravíssimos, e não é só na questão da eletrônica não,o problema vai muito além disso... é uma deficiência de adaptação desse projeto que deriva do SU-27 a um porta aviões sem catapulta. O J-15 fica muito limitado quanto ao peso máximo de decolagem e com isso consequentemente tem seu raio de ação muito prejudicado! se precisar de um maior raio de ação ele tem que ir desarmado pois não consegue decolar com mais do que um par de mísseis ar-ar de curto alcance. Uma arma anti navio então nem pensar... e mesmo assim o Liaoning ainda precisa de um headwind bem favorável caso contrário a limitação é ainda mais drástica... não a toa os chineses estão construindo seu novo PA agora com catapultas e as aeronaves sofrerão modificações para operar a partir dele, aí sim poderemos ver tudo que esses caças são capazes mas por agora sua capacidade real de combate é muito prejudicada

    • 16/09/2018  12:15 by HMS TIRELESS Responder

      Parabéns pela lucidez Topol!

  5. 15/09/2018  13:13 by HMS TIRELESS Responder

    A propaganda chinesa é muito boa, pena que a realidade nao seja assim...

    • 15/09/2018  14:00 by Dodo Responder

      Ah é,eles nem são a 2 maior força naval do planeta né.... vc realmente não cansa de falar besteiras, já tá virando caso de psiquiatria. Apanhou pra algum chinês na escola campeão?

      • 15/09/2018  19:07 by HMS TIRELESS Responder

        Meu caro Dodo sugiro a você se informar um pouco mais! O desempenho do J-15, avião obtido através de engenharia reversa de um protótipo do Su-33 comprado inacabado da Ucrânia, é absolutamente sofrível. Ele não apenas tem baixa carga e autonomia quando decola do Liaoning pelo método STOBAR como tem apresentado problemas nos controles de vôo que provocaram alguns acidentes fatais. Para piorar foram produzidos apenas 40 aviões até agora.

        E agora campeão, me diz: essa vergonha você passou no débito ou no crédito?

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.