A-29B-5926

NEWTOWN, Conn. – A Força Aérea de Gana – GAF, confirmou que vai adquirir quatro novos helicópteros chineses Harbin Z-9 e cinco novas aeronaves de treinamento e ataque leve Embraer Super Tucano do Brasil.

As aquisições foram anunciadas pela primeira vez em novembro do ano passado, durante a inauguração de um novo hangar na Base da Força Aérea na capital Accra, mas não haviam mencionado a quantidade. Na época, o presidente John Dramani Mahama, disse que a Força Aérea de Gana iria adquirir Super Tucanos, helicópteros Z-9 da Harbin, helicópteros Mi-17 e uma única aeronave de transporte C-295. A aeronave seria usada para operações de treinamento de apoio à paz e de combate.

Harbin-Z-9-4

Mahama disse que os Z-9s seriam entregues em junho de 2015 e acrescentou que há planos para estabelecer uma escola de treinamento de vôo em Tamale para servir como uma base de treinamento para a região.

Gana já opera o Mi-17 e o C-295, com dez Mi-17 e dois C-295 em serviço.

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Defesa Aérea & Naval

FONTE:ForecastInternational

 

8 Comments

 

  1. 19/02/2015  18:01 by Gallito Responder

    É bom a Embraer abrir os olhos, pois do jeito que o Super-Tucano está vendendo, logo, logo nós vamos ver uma versão Ching-Ling do ST para exportação ! Para isso eles precisam apenas de um exemplar, com esta crescente influência em certos países da África, bem sabe como é né, o seguro morreu de velho !!!

  2. 18/02/2015  22:39 by Alexandre Werner Responder

    Galera, mais uma das minhas perguntas... vamos lá!! Nós temos um bom número de Tucanos certo!? Eles nos servem muito bem para nosso cenário, como bombardeio de pistas clandestinas, ataque à insurgências, lei do abate e situações nesse sentido. Em um conflito de grandes proporções (confesso que não sou um desses que adoram teorias da conspiração), qual seria a função do nosso avião??? Ele poderia ser configurado (de certa forma) para ser uma arma de ataque ao solo, apoio às tropas, combate anti pessoal... pelo fato de voar baixo e ser mais lento? Valeu galera...

    • 19/02/2015  11:58 by pedro Responder

      mas ele é configurado pra isso

      • 19/02/2015  13:15 by Alexandre Werner Responder

        Sim Pedro, mas a minha pergunta foi com relação á qualidade dele para esse tipo de missão. Já vi o Tucano soltar algumas bombas e foguetes, mas nunca vi maiores investimentos (equipamentos, armas) com foco nesse tipo de operação... ou estou enganado??? Sei que a Colômbia faz um bom uso dos nossos aviões. Valeu pela resposta.

        • 20/02/2015  1:53 by pedro Responder

          olha a wikipedia do A-29, e veja a suite de armamento que ele opera, vc o arma de acordo com a missão a ser executada

          ele opera inclusive o mitico maverick

    • 19/02/2015  18:01 by Ricardo Responder

      Ele é um avião de ataque leve e de interceptação de pequenas aeronaves, em um conflito de grandes proporções ele poderia ser usado para destruir edificações, veículos e aeronaves de transporte. Além da configuração de lança foguetes que ele possui, podendo destruir blindados. Esse tipo de aeronave pode parecer inofensiva mas causa um tremendo estrago na movimentação estratégica do inimigo.

  3. 18/02/2015  19:51 by Guilherme Ferreira Responder

    Bem que a Embrar poderia ajudar, junto com o GF , a estabelecer a escola aérea doando alguns T-27_e assim fazer Gana um parceiro estratégico para as aeronaves Tucano

  4. 18/02/2015  19:01 by mauricio matos Responder

    O tanto de aviões militares e comerciais que a EMBRAER vende e ainda fica chorando miséria

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.