Uma comissão composta de  três altos oficiais da Marinha australiana irá a bordo do  HMAS Parramatta, a fim de determinar o destino de um tenente acusado de um ato de indecência a bordo. A comissão,  liderada pelo comandante John Peterie, está presidindo o tribunal marcial em Sydney, onde o tenente James McLaren será julgado.
A acusação alega que, em 2 de janeiro deste ano, durante o banho, ele usou um espelho para observar um marinheiro do sexo feminino num cubículo adjacente, a bordo do navio. Ele está enfrentando a acusação de cometer um ato de indecência, ou um ato que é susceptível de prejudicar a disciplina naval. Ele alegou inocência.
Colegas da suposta vítima testemunharam esta semana, que ela estava altamente angustiada após o incidente, que ocorreu quando o navio estava em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.
FONTE: smh.com.au
Nota do Editor: Diversas marinhas possuem em seus quadros, oficiais e marinheiras à bordo de seus navios,  executando diversas funções. Em alguns marinhas, elas tem áreas separadas, afim justamente, de se evitar este tipo de situação.

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.