Em 5 de novembro de 2018, uma aeronave EP-3 Aries dos EUA voando no espaço aéreo internacional, sobre o Mar Negro, foi interceptada por um caça russo SU-27.



Esse encontro foi realizado pelo SU-27 conduzindo uma passagem em alta velocidade diretamente a frente da aeronave em missão, o que coloca os pilotos e a tripulação em risco.

O SU-27 realizou uma segunda passagem, agora bem mais próximo do EP-3 e aplicando seu pós-combustor enquanto conduzia um bank acentuado.

A tripulação do EP-3 relatou turbulência após a primeira interceptação e vibrações no segundo. A duração do interceptação foi de aproximadamente 25 minutos.

Enquanto as forças armadas russas estão dentro do seu direito de se exercitar no espaço aéreo internacional, esse encontro foi considerado irresponsável.

Esperamos que eles tenham um compartamento seguro, incluindo o Acordo INCSEA (Incidents On and Over the High Seas) de 1972. Ações inseguras aumentam o risco de erro de cálculo e aumentam o potencial para colisões no ar.

A aeronave dos EUA estava operando de acordo com o direito internacional e não provocou essa atividade russa.

FONTE: U.S. Naval Forces Europe-Africa/U.S. 6th Fleet Public Affairs



 

2 Comments

 

  1. 05/11/2018  18:18 by HMS TIRELESS Responder

    Putin quer bancar o macho alfa, taí o resultado.....

  2. 05/11/2018  15:57 by rafaeL Responder

    Caramba! Como a qualidade dessas câmeras melhoraram ...

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.