Embraer-Boeing-EcoDemonstrator-1

Por Luiz Padilha

destaqueRio de Janeiro, 7 de julho de 2016 – A Boeing e a Embraer  apresentaram hoje a aeronave que será utilizada pelas duas fabricantes no programa ecoDemonstrator, anunciado no ano passado. A aeronave, um Embraer E170, receberá uma série de novas tecnologias relacionadas à preservação do meio ambiente que elevam a eficiência e o desempenho do setor em escala global. Os voos de teste serão realizados ao longo dos meses de agosto e setembro.

Defesa Aérea & Naval esteve presente como convidado, na apresentação da aeronave que servirá de protótipo para uma série de ensaios na busca por soluções ecológicas viáveis para serem introduzidas nas aeronaves dos dois fabricantes.

O evento contou com a presença de John J. Tracy, Diretor de Tecnologia e Vice-Presidente de Engenharia, Operações e Tecnologia da Boeing, de Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo de Operações, Doug Christensen, Coordenador do programa ecoDemonstrator pela Boeing e Luiz Nerosky, Coordenador do Programa ecoDemonstrator pela Embraer.

EcoDemonstrator-E170-4     EcoDemonstrator-E170-3     EcoDemonstrator-E170-2

Após a apresentação dos presentes feita para diretora de comunicação da Boeing no Brasil, Sra Ana Paula Ferreira, o senhor Mauro Kern iniciou a palestra sobre o programa, enfatizando a importância do desenvolvimento do Bio-Combustível no Brasil, ressaltando que desde a década de 70, através do pró-alcool, que o país busca soluções ecológicas para a redução da emissão de gases na atmosfera, sendo o primeiro país a conseguir efetivamente produzir e implantar o mesmo em praticamente toda a frota de automóveis do Brasil.

EcoDemonstrator-E170-1

“A aviação tem um papel relevante no desenvolvimento de soluções para um futuro mais sustentável, já que os aviões contribuem para a emissão de gases de efeito estufa. Apesar disso, a contribuição da aviação para o aumento do efeito estufa é pequena, aproximadamente 2% dos gases de esfeito estufa emitidos no planeta, saem dos aviões.”

“Também cabe ressaltar que as indústrias aeronáuticas trabalham incessantemente na busca por soluções para a redução da emissão de gases na atmosfera, e num passo ousado, decidiram em 2005, reduzir pela metade a emissão de gases de efeito estufa até 2050, em que pese o crescimento da indústria do transporte aéreo, ou seja, um desafio gigantesco que só pode ser alcançado com a colaboração de todos os envolvidos.”

Mauro Kern finalizou agradecendo a Boeing, a maior empresa aerospacial do mundo, por ter escolhido o Brasil e a Embraer como parceira para participar do programa ecoDemonstrator, e na criação de plataformas de capacitação de tecnologia, onde empresas poderão auxiliar nos testes, colocando em prática essas tecnologias que poderão trazer muitos benefícios no futuro.

Esta é a primeira vez que o programa ecoDemonstrador, lançado em 2011 pela Boeing, é realizado fora do território norte-americano e em parceria com outra fabricante, unindo de forma inédita os esforços de duas das principais fabricantes de aeronaves do mundo em benefício da indústria aeroespacial.

“Como líderes do setor, Boeing e Embraer têm a oportunidade única de investir em testes e em tecnologias que estimulem o desenvolvimento da aviação de modo equilibrado e sustentável e que paralelamente apoiem o crescimento de nossos clientes globalmente”, complementou John Tracy, da Boeing.

A cooperação reforça uma relação que começou em 2012, quando as fabricantes anunciaram que trabalhariam juntas para criar valor para ambas as empresas e seus clientes em diferentes projetos. Desde então, colaboram em um projeto visando o incremento da segurança de pousos e decolagens e no programa do cargueiro militar KC-390. Além disso, em 2015, a Boeing e a Embraer inauguraram um centro conjunto de pesquisa em biocombustíveis em São José dos Campos – SP, para realizar estudos com biocombustíveis e coordenar pesquisas com universidades e outras instituições brasileiras.

O que é o programa ecoDemonstrator?

É um programa desenvolvido pela Boeing em 2011 com o intuito de testar inovações capazes de reduzir o impacto ambiental da indústria aerospacial, acelerando o desenvolvimento de tecnologias emergentes. Através de diversos parceiros, mais de 50 tecnologias já foram testadas em diferentes aeronaves da Boeing, (Next Generation B737-800, B787 Dreamliner e em um B757).  com eles, espera melhorar o desempenho das aeronaves comerciais em escala global, trazendo benefícios para seus clientes, para a indústria aerospacial  para a sociedade.

Tecnologias testadas

EcoDemonstrador

Uma das principais inovações testadas por Boeing e Embraer será a incorporação da tecnologia que permite reduzir o ruído aerodinâmico gerado pelos slats da aeronave no momento de aproximação para o pouso. Essa redução é fundamental para atender os novos níveis de ruído exigidos nas imediações dos aeroportos. O desenvolvimento conjunto desta tecnologia é uma iniciativa das mais significativas já realizada entre duas empresas do setor e envolve os centros de pesquisa e tecnologia de Boeing e Embraer no Brasil, e também os centros da fabricante norte-americana em outras partes do mundo.

Atualmente, o nível do ruído gerado pela aeronave é um dos fatores que pode limitar as rotas de voos das companhias aéreas e impactar a operação das mesmas em vários aeroportos ao redor do mundo.

Perguntei ao Sr Luiz Nerosky sobre como a Embraer pretende reduzir a emissão de ruídos dos Slats, pois o bordo de ataque das asas, na maioria das aeronaves, é feito de alumínio polido. A explicação é que o trabalho está sendo desenvolvido focado na parte de trás do Slat, com novos materiais e desenhos, para a obtenção do sucesso.

O E170 “PP-XJB”

Este E170 é um dos primeiros protótipos da Embraer, e continua sendo um importante vetor para a empresa, que o utiliza na busca por melhorias nas suas aeronaves. Em seu interior estão instalados diversos equipamentos de monitoração, um verdadeiro laboratório “alado”, onde existem apenas 6 poltronas disponíveis para seus técnicos.

Os testes deste ano também avaliarão o desempenho de uma tecnologia que poderá complementar a operação do sistema que fornece informações acerca de altitude e velocidade da aeronave. O LIDAR (Detecção e Medição de Distância usando luz, na sigla em inglês) utiliza um sistema a laser para detectar com exatidão a velocidade, a temperatura e a densidade das partículas e moléculas de ar na atmosfera e a partir dessas informações, complementar os dados calculados pelo sistema atual, aumentando a confiabilidade e a robustez do sistema e mitigando efeitos de determinadas condições ambientais que impactam a operação aeronáutica atual, como a presença de cristais de gelo ou de cinzas vulcânicas na atmosfera.

EcoDemonstrator-E170-11      EcoDemonstrator-E170-12

Outra tecnologia testada será o desempenho do biocombustível para aviação produzido a partir da cana-de-açúcar. A inovação vem sendo pesquisada no Centro Conjunto de Pesquisa em Biocombustíveis Sustentáveis para a Aviação, mantido em parceria por Boeing e Embraer no Parque Tecnológico de São José dos Campos. Estudos apontam que o bioquerosene de aviação produzido de forma sustentável emite de 50% a 80% menos carbono em seu ciclo de vida que o querosene de origem fóssil.

Durante o programa ecoDemonstrador também serão testadas a aplicação de pintura com uma nova tecnologia de tinta potencialmente capaz de reduzir o acúmulo de restos de insetos e facilitar a remoção de gelo-fator que interfere diretamente no desempenho da aeronave durante o voo e um sistema que permite analisar o escoamento do ar em regiões muito próximas à superfície da asa durante o voo,  criando condições para inovações aerodinâmicas e, consequentemente, redução de consumo de combustível e emissões de carbono.

Este E170 também está equipado com 4 câmeras externas para observação. 2 nas asas, uma no ventre e outra logo abaixo do nariz. Sua função é mostrar tudo o que ocorre na área externa durante o voo.

Nariz     Área ventral     EcoDemonstrator-E170-8

A Embraer incorpora requisitos ambientais no desenvolvimento de produtos através de seu programa de Desenvolvimento Integrado do Produto Ambientalmente Sustentável (DIPAS) com foco em todo o ciclo de vida dos produtos. Desde o início, os aviões da Embraer são projetados com ênfase na incorporação de inovações e aderindo às normas ambientais.

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.