Apresentação engloba operações em montanhas, pistas não pavimentadas e ambientes frios e quentes

c27-demotour

O bimotor turbo-hélice Leonardo C-27J Spartan, um multimissão da italiana Leonardo-Finmeccanica, iniciou uma turnê que demonstrará suas capacidades em vários países latino-americanos. A aeronave percorrerá o continente de norte a sul, do Panamá a La Paz e Buenos Aires, e de lá à Base Aérea Marambio, na Antártica Argentina, passando por Florianópolis, no Brasil.

A turnê vai expor o C-27J a condições climáticas extremas e aos mais diferentes terrenos da região, demonstrando não só a sua robustez e versatilidade, mas também a confiabilidade e proficiência exigidas por esses diferentes territórios, todas as características para operar com segurança em um cenário difícil já demonstradas pelas forças aéreas de México e Peru.

Alenia-C-27J-Spartan da Lituânia

C-27J-Spartan da Lituânia

Ao contrário de seus concorrentes na mesma classe, o C-27J Spartan é projetado para responder a especificações militares e, em comparação, goza da vantagem de maior velocidade, a capacidade de voar com carga pesada em grande altitude e de um alcance mais longo. Todos os fatores que o tornam uma solução atrativa para a ampla gama de necessidades militares na América Latina.

Umberto Rossi, diretor de Marketing e Vendas da Leonardo-Finmeccanica, disse: “A América Latina é um ambiente muito significativo para o nosso C-27J, tanto para funções de apoio militar quanto humanitário. Acreditamos que o Spartan, tanto em carga quanto em versões especiais, é uma excelente solução para várias forças armadas da região, em virtude de sua versatilidade e capacidade operacional, e atende bem à exigente geografia e às longas distâncias do continente. O C-27J tem menores custos operacionais e maior produtividade do que aeronaves similares”.

C-27

O C-27J Spartan é um avião tático de nova geração, com grande sucesso no mercado, com 82 aeronaves já sob contrato com 14 operadores dos cinco continentes. Na América Latina, o C-27J já é operado pelas Forças Aéreas Mexicana e Peruana. Nos Estados Unidos, o C-27J é operado pela Guarda Costeira (USCG) e pelo Comando de Operações Especiais. O mais recente cliente da C-27J é a Eslováquia. Outros clientes são também Austrália, Itália, Grécia, Romênia, Marrocos, Bulgária, Lituânia, Chade e um país africano não revelado.

FONTE: Aeromagazine