O Ocidente deve entender que não conseguiu conter a Rússia, declarou o presidente russo, Vladimir Putin, discursando perante a Assembleia Federal (parlamento da Rússia), em 1º de março, quando apresentou um leque de novos armamentos do país.


A lista de novas armas russas tem seis itens. São elas o míssil hipersônico Kinzhal, o míssil Sarmat com um alcance quase ilimitado, o sistema de mísseis estratégicos com bloco hipersônico Avangard, com velocidade de voo 20 vezes superior à do som, o míssil de cruzeiro Burevestnik a energia nuclear, o drone submarino Poseidon e o sistema de combate a laser Peresvet.

Os nomes das novíssimas armas foram escolhidos por votação popular. Anteriormente, eram sempre os militares a batizarem o armamento.

FONTE:Russia Beyond


 

12 Comments

 

  1. 07/06/2018  16:32 by Beto Santos Responder

    Gente do que vocês estão falando, deixem de lado os amores e as dores e enfrentem a realidade, o mundo não seria o que é sem os Russos (e os EUA também), quem disse que o míssil hipersônico não funciona, é claro que ele funciona, pode não ser o jeito que é cantado aos 7 ventos mas funciona e olha só como a Russia é legal pois ela fez este míssil e os EUA já estão fazendo as contra medidas e desenvolvendo o seu, olha que show, não vejo a hora de alguém inventar um sistema que elimine as turbinas dos caças e aviões em geral por algo que permita que ele voe dias sem precisa reabastecer e com geração de energia no mínimo 100 vezes acima do que é gerado hoje, já imaginaram as possibilidades de usos de armamentos e a flexibilidade do uso do caça.
    Podemos reclamar e até duvidar do armamento dos russos, china ou qualquer outro país mas o que importa é fazer nem que seja meia boca mesmo que isso faz ligar o sinal de alerta americano e eles começam a desenvolver novas tecnologia para este segmento e com isso andamos pra frente e não ficamos andando lateralmente desenvolvendo sempre uma turbina melhor a combustão quando podemos desenvolver algo completamente diferente e muito mais eficiente e capaz, mas pra isso temos que tirar a bunda da cadeira e começar a agir e parabéns aos russos e que venham o barco voador dos vingadores para que assim possamos ver esta tecnologia nos EUA também e o mundo evoluindo.

  2. 06/06/2018  20:54 by frapal Responder

    Impressionante esta produção. Muito bem realizada!!

  3. 06/06/2018  14:56 by Alexandre Responder

    Apresentem argumentos que invalidem os fatos!
    Demonstrem que não existem e que não fucionam tais sistemas!
    Ou que tais sistemas são inúteis!
    Que não representam nenhum risco!
    Provém que tais sistemas não são tão "novos e tão inteligentes" !
    Mas tem gente que prefere ouvir que o "nosso botão é maior e mais poderoso"!!!;;
    Questão de gosto?

    • 06/06/2018  22:16 by HMS TIRELESS Responder

      As bravatas da Putinlândia, bem nesse estilo "meu botão é maior que o seu" já são amplamente conhecidas...

      Servem apenas para consumo interno dos russos e para "empoderar" russófilos mundo afora...

  4. 06/06/2018  13:32 by Leonardo Rodrigues Responder

    Melhor que desculpas por falta de recursos.

  5. 06/06/2018  12:45 by Renato Responder

    qual a origem desta apresentação?

    • 06/06/2018  14:23 by Luiz Padilha Responder

      Não estaria no texto?

      • 06/06/2018  16:22 by Renato Responder

        agora vi...
        Obrigado

  6. 06/06/2018  11:43 by Andre Responder

    Certíssimos! Não os ouviram.... ouçam agora!

  7. 06/06/2018  10:27 by HMS TIRELESS Responder

    As bravatas típicas da Putinlândia para tentar enganar os incautos, dentre os quais se destacam os situados ao sul do Rio Grande.

  8. 05/06/2018  23:05 by K Responder

    Os mamadores da Russia sempre acreditando que os bebedores de vodca estao ba vanguarda tecnologica do militarismo.

  9. 05/06/2018  21:20 by Esteves Responder

    Novíssimo. Ilimitado. Inigualável. Impossível de detectar. Poderosíssimo.

    A Grande Mãe Russa e seus superlativos.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.