Por Daniel Cúrio

Evento com fornecedores vai discutir a construção de Corvetas Classe Tamandaré para a Marinha

A Damen Schelde Naval Shipbuilding, companhia holandesa e uma das líderes mundiais em construção naval, e a Wilson Sons Estaleiros realizam nos dias 9 e 10 de maio uma série de encontros com 18 fornecedores locais, no Guarujá (SP). O objetivo é unir esforços com os melhores prestadores de serviço no segmento de construção naval no Brasil para garantir o mais alto padrão de qualidade na execução do projeto de construção das Corvetas Classe Tamandaré para a Marinha do Brasil.


“Já temos experiência na construção de corvetas em três países – Holanda, México e Indonésia – e estamos preparados para mais esse contrato”, diz René Berkvens, CEO da Damen. “Nesses encontros, queremos compartilhar nossa visão com os fornecedores locais e discutir as oportunidades que a construção dessas corvetas trariam para as empresas envolvidas e para o mercado”.

Com mais de 9 mil funcionários, a Damen opera 33 estaleiros nos cinco continentes. Ao longo dos últimos 50 anos, a companhia construiu mais de 6 mil embarcações de diversos tipos e tamanhos. Na década de 1990, a Damen foi contratada pela Marinha do Brasil para a construção do veleiro Cisne Branco, embarcação que exerce funções diplomáticas e participou das comemorações dos 500 anos de descobrimento do país.

Se conquistar o contrato, as corvetas serão construídas nos estaleiros da Wilson Sons, no Guarujá. As duas empresas são parceiras há mais de 20 anos, com mais de 90 projetos elaborados em conjunto. Além de mais de 50 rebocadores e 20 embarcações de apoio offshore para clientes diversos, o portfólio dessa parceria conta também com 10 lanchas balizadoras para a Marinha do Brasil.

“Somos reconhecidos no mercado pelo nosso histórico de entregas dentro do prazo, dentro do orçamento, e seguindo as melhores práticas SMS e qualidade do mercado. Ter a Damen diretamente envolvida neste trabalho vai agregar ainda mais know-how para a construção das embarcações”, afirma o diretor executivo da Wilson Sons Estaleiros, Adalberto Souza.

Atualmente, a Wilson Sons Estaleiros está construindo quatro rebocadores com design Damen, além de estar trabalhando na conversão de um PSV (Platform Supply Vessel) para OSRV (Oil Spill Recovery Vessel). A companhia tem também programadas 18 docagens para 2018.


Sobre o Grupo Wilson Sons

O Grupo Wilson Sons é um dos maiores operadores integrados de logística portuária e marítima no mercado brasileiro e oferece soluções da cadeia de suprimento, com mais de 180 anos de experiência. A Companhia presta uma gama completa de serviços para as empresas que atuam na indústria de óleo e gás, no comércio internacional e na economia doméstica, conectando as melhores soluções aos resultados esperados pelos seus clientes. Com presença nacional, atua de forma inovadora, acompanhando as tendências do mercado.

Fonte.Segs


 

5 Comments

 

  1. 11/05/2018  12:36 by jose luiz esposito Responder

    Coitado do Brasil !!!!

  2. 11/05/2018  12:34 by jose luiz esposito Responder

    Vão jogar dinheiro fora , construindo estas Batedeiras de Claras de ovos , Maravilha !! Guardem estes Valôres e invistam em coisas que realmente seja de Linha para a MB .

  3. 10/05/2018  21:44 by Juarez Responder

    Um estaleiro sério é um player de peso. Tomara que dê certo.

  4. 10/05/2018  18:29 by romario Responder

    "Agro é TEC, agro é POP, agro é TUDO". Construir navios não. Por isso é que precisamos contratar estaleiros holandeses, ou ingleses. Dali brasileiros ridículos. KKKKKK

  5. 10/05/2018  13:38 by Esteves Responder

    Mais um interessado. E dessa vez não é indiano.

    Ótimo para o projeto das Tamandares.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.