Em 02 de Março de 2017, a Marinha indiana conduziu com sucesso o primeiro lançamento de um míssil anti-navio a partir de um submarino da classe Kalvari, durante um teste realizado no Mar Arábico. O míssil atingiu com sucesso um alvo de superfície. Este lançamento é um marco significativo, não só para o INS Kalvari (S 50), que é o primeiro de série de submarinos da classe Scorpene que estão sendo construído na Índia, mas também no reforço na capacidade da Marinha indiana.

Todos os seis submarinos da classe Kalvari que estão sendo construídos na Índia, serão equipado com este míssil anti-navio, que tem um histórico comprovado em combate. Estes mísseis irão fornecer aos submarinos a capacidade de longo alcance para neutralizar as ameaças de superfície.

Hervé Guillou, presidente e CEO da DCNS declarou: “Este marco representa um passo importante na parceria bem sucedida entre a Índia e França. Este lançamento valida o projeto Scorpene® e a integração do Sistema de Gestão de Combate da DCNS. Estou orgulhoso da cooperação entre DCNS, a Marinha indiana e o nosso parceiro Mazagon Dock, que estiveram envolvidos neste programa, contribuindo para a soberania indiana e abrindo caminho para se tornar uma verdadeira Marinha de águas azuis”.

O Kalvari é o primeiro submarino Scorpene® da DCNS construído totalmente através da transferência de tecnologia de construção, desde a primeira unidade da série. O Grupo também está fornecendo inúmeros itens de equipamentos, alguns dos quais foram produzidos na Índia dentro do programa para a produção local na Índia.

O Scorpene® é um submarino de propulsão convencional, projetado e desenvolvido pela DCNS para todos os tipos de missão, como a guerra de superfície, guerra anti-submarino, ataques de longo alcance, operações especiais ou de coleta de informações.

Com 14 submarinos vendidos, o Scorpene® da DCNS agora se tornou uma referência na área de submarino de ataque convencional (SSK) para as marinhas em todo o mundo.

FONTE: DCNS
FOTO: Ilustrativa

 

5 Comments

 

  1. 05/03/2017  13:57 by Mateus Responder

    Eu espero estar vivo quando o scorpene brasileiro for lançado...

  2. 04/03/2017  1:33 by Flanker Responder

    Beto Santos, muito provavelmente foi a versão de lançamento submarino do Exocet, a mesma que está prevista para nossos SBR.

  3. 04/03/2017  0:00 by Bardini Responder

    Os Indianos tem míssil mas não tem torpedos...

  4. 03/03/2017  22:39 by Roberto Responder

    Também pensei a mesma coisa..qual foi o míssil lançado?

  5. 03/03/2017  19:50 by Beto Santos Responder

    Ta tudo bem ótima reportagem, beleza que tudo deu certo mas ficou uma dúvida para este entusiasta e leigo, qual foi o míssil utilizado e se nós também vamos utilizar este meio nos nossos subs, abraços a todos.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.