UH-15 N-7102

O 2º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-2) foi criado pelo Decreto nº 93.274, do Exmº Sr. Presidente da República em 18 de setembro de 1986, iniciou suas atividades como Núcleo (NuEsqdHU-2) em 25 de março de 1987 e foi ativado como Esquadrão em 25 de fevereiro de 1988. Tem por missão:

“Aprestar os meios subordinados no cumprimento das tarefas que lhe são inerentes no âmbito das Operações Navais a fim de contribuir para o preparo e aplicação do Poder Naval”.

O Esquadrão HU-2 é empregado em um variado leque de missões características de um esquadrão de emprego geral.

O transporte de tropa é um dos principais empregos atribuídos à aeronave e confere à tropa de Fuzileiros Navais maior mobilidade e eficiência. Nas operações especiais é configurada para inserção e extração de tropas sem realizar pouso, com a utilização das técnicas de Fast Rope, Rappel, Penca e ainda lançamento de Paraquedista.

UH-14 Super Puma (HU-2)

As aeronaves Super Puma (UH-14) e Super Cougar (UH-15) do Esquadrão HU-2 também servem de transportes administrativos de autoridades militares e civis, neste tipo de missão destacando-se freqüente apoio ao Gabinete da Presidência da República.

Servem também de transporte de carga externa e interna, para carga interna a aeronave é configurada sem bancos, o que proporciona uma disponibilidade de cabine para até 3,9 toneladas. Para materiais mais volumosos e pesados impossíveis de serem transportados internamente a aeronave é capaz de carregar até 4,5 toneladas de carga, através de gancho (cargo hook) instalado em sua parte inferior.

Em Evacuação Aeromédica, o Super Puma chega a transportar até seis macas, mantendo mais quatro assentos disponíveis para médicos e enfermeiros.

Para combates a incêndio, requisitado pelos órgãos de proteção ao meio ambiente, o Super Puma utiliza o “bambi-bucket” instalado no gancho.

E em navios de grande e médio porte é empregada em busca e salvamento, reconhecimento em proveito de força-tarefa, transporte de tropas para terra e apoio logístico móvel.

Equipado com cauda dobrável, operaram constantemente no NAeL Minas Gerais (A-11), e atualmente no NAe São Paulo (A-12), fazendo dentre outras a função de guarda aeronaves no período noturno, conhecida como “Paulo”.

Também podem operar a partir do Navios de Desembarque Doca, que possuem convoos com tamanho suficiente para operá-los, embora não possuam hangar.

UH-15A N-7108

Em 2008, o Ministério da Defesa assinou com a Helibras um contrato para construção de 50 helicópteros EC-725 Super Cougar (Caracal), sendo que deste total, 16 aeronaves serão destinadas para a Marinha do Brasil. Destas, 8 unidades foram designadas UH-15 Super Cougar, com capacidade de realizar missões de esclarecimento, SAR, apoio às Operações Anfíbias e Operações Especiais e 8 unidades designadas UH-15A Super Cougar, com capacidade de realizar esclarecimento e ataque em missões de guerra de superfície (ASuW), missões de Combate SAR (C-SAR), Busca e Salvamento (SAR), apoio às Operações Anfíbias, Operações Especiais e Guerra Eletrônica.

No dia 13 de junho, durante uma cerimônia nas instalações da Helibras, em Itajubá, o AE Julio Soares de Moura Neto, Comandante da Marinha, recebeu formalmente o UH-15 Super Cougar N-7106, primeiro helicóptero EC725 que passou por todas as etapas de produção no Brasil, representando um marco para a indústria nacional e para a própria Helibras, pois materializa o compromisso assumido pela empresa no projeto H-XBR.

Seu atual Comandante é o Capitão-de-Fragata (FN) Fábio Luiz Borba de Azevedo.

UH-15 N-7106_01

“IN ALIS VIS ET VIRTUS!”

(Nas Asas a Força e a Virtude!)

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.