Em evento marcado para amanhã, dia 9 de maio, a Saab irá lançar a pedra fundamental de sua fábrica no Brasil, a Saab Aeronáutica Montagens, ou simplesmente, SAM, em São Bernardo do Campo (SP).

Lá serão fabricados aeroestruturas, como cone de cauda, freios aerodinâmicos, asas, fuselagem dianteira (tanto da versão monoplace quando da biplace) e fuselagem traseira para os caças Gripen da Força Aérea Brasileira, que seguirão direto para a Embraer em Gavião Peixoto para a montagem final. 

O contrato prevê a construção de 36 caças Gripen para a FAB, com início previsto para 2020 da montagem do primeiro caça no Brasil.

Nesta oportunidade a Saab irá apresentar os progressos do programa Gripen no Brasil.


 

8 Comments

 

  1. 08/05/2018  19:23 by Adriano Corrêa Responder

    Tenho 3 certezas e 1 suspeita nisto:
    1) Vai sair com imensos atrasos e prejuízos devido a isto
    2) 36 vetores só servem para tempos de paz
    3) Não passará de 36 aeronaves.
    4) Por fim, suspeito que irão encomendar Rafales com os franceses, para a MB e consequentemente para a FAB.

    • 08/05/2018  23:08 by Micael de queiroz Responder

      onde fica o unlike aqui...
      porque comentarios como esses não servem nem pra joga no

    • 09/05/2018  15:44 by Topol Responder

      Rafale para a Marinha ?????? fale mais sobre isso...

    • 10/05/2018  2:55 by mf Responder

      1 - passará de 36, será no mínimo 84 unidades no total, 36 em Anápolis e 48 para substituir os F-5M, toda a estrutura e parceria tecnológica, mais pressão da FAB e da EMBRAER, interesses econômicos e políticos envolvidos, não tem porque ficar só nesse lote, basta um financiamento vantajoso que o segundo lote sai assim como o primeiro.

      2- Pelo tamanho do Brasil e o fim da vida útil de parte dos F-5M a partir de 2025, te digo que 36 não serve nem para tempos de paz.

      3-Rafale, vulgo rainha de hangar ou jaca jamais... custo de hora de voo e manutenção muito caro. Em aviônica, radar, armas e etc o F-39 deve nada para o Rafale, com a vantagem de seus baixos custos e retorno em tecnologia para uma nacionalização relevante.

  2. 08/05/2018  17:39 by willhorv Responder

    Hoje o prefeito não é mais do PT.
    É o Orlando Morando, que por sinal, retomou todas as obras paradas, está ampliando a marginal da rodovia Anchieta e está muito próximo do governo do estado de SP.
    Até onde acompanho, uma excelente administração aqui em SBC.
    O fato da SAAB vir para cá, acredito ser da presença da Scania Saab.

  3. 08/05/2018  15:05 by pgusmao Responder

    Só de pensar em São Bernardo do Campo já me dá arrepios, pois o prefeito da Luiz Marinho estava envolvido pessoalmente na escolha pelo caça da SAAB, o que já é pra lá de suspeito, daí a empresa vai e resolve se instalar justamente na cidade.

    • 08/05/2018  16:53 by Claudio Luiz Responder

      O prefeito fez a sua parte e conseguiu atrair o investimento da SAAB para o seu município.

    • 08/05/2018  18:38 by Ribeiro Responder

      Creio que ele, assim como outros vários, era interessado... mas afirmar que estava "envolvido pessoalmente" na escolha acho demais... pois por esse prisma, todo o trabalho técnico de escolha da FAB fica sob dúvida... e até meu cachorro sabe que foi a melhor escolha, financeira e técnica...
      Abraços

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.