Por Ryan Maass

17 de março (UPI) – Lockheed Martin recebeu um contrato para uma modificação no valor de US$ 40 milhões para manter a frota de F-22 raptor da Força Aérea Americana.

Pelo contrato, a empresa irá retirar e refazer o revestimento dos F-22, o que acontacerá mais cedo do que o inicialmente esperado.

O trabalho será realizado em vários locais da Califórnia, Geórgia, Utah e Texas. O Departamento de Defesa dos Estados Unidos espera que o trabalho esteja concluído até o final de junho de 2019.

A Lockheed Martin recebeu US$ 6,4 milhões no momento da assinatura do contrato. O projeto será gerido pelo Centro de Gestão do Ciclo de Vida da Força Aérea localizado na Base Aérea de Hill-Utah.

O F-22 Raptor é a quinta geração de caças táticos introduzido pela primeira vez em dezembro de 2005. A Lockheed Martin diz que o avião é projetado para executar missões de superioridade aérea. O jato é tipicamente armados mísseis de curto alcance e mísseis de longo alcance com capacidades BVR – além do alcance visual. Ele também pode disparar armas ar-superfície.

A Força Aérea dos Estados Unidos é o único operador do caça F-22.

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: DAN

FONTE: UPI