O destróier que zarpou de Portsmouth, há dez dias atrás rumo ao Atlântico Sul, pode parecer bizarro, mas na verdade representa um dos mais mortais navios de guerra da história da guerra naval (no caso dos argentinos estarem se perguntando …)

HMS Dauntless, navio de guerra mais avançado da Marinha Real, está atualmente em rota para as Ilhas Falklands, trinta anos depois que a Força-Tarefa Britânica foi enviada às Falklands.

O destróier Type 45 suspendeu do porto de Portsmouth, para a sua viagem operacional inaugural em 4 de abril, para uma implantação de seis meses no Atlântico Sul.

O mais sofisticado navio de guerra anti-aérea está sendo enviado como uma demonstração de força e irá substituir a fragata HMS Montrose, que atualmente se encontra em patrulha na região.

 

1 Comment

 

  1. 23/07/2014  18:08 by Carlos B. Crispim Responder

    Não tenho dúvida que as Falklands são inglesas. até mesmo por que ganharam a guerra incontestavelmente com todas as honras, todavia, pela proximidade da Argentina e distância descomunal da Inglaterra, não acho viável manter essa ilha apenas para gozar a vitória, acho muito melhor para todos que fosse dada à Argentina, é a melhor opção para os moradores, melhor para a Inglaterra, que vai economizar dinheiro, ou seja,é melhor para todo mundo. Falta vontade política.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.